Login do usuário

Aramis
Conteúdo sindicalizado RSS Ministério da Cultura

Ministério da Cultura

Um filme vai denunciar os males que a dívida externa traz para o Brasil

Depois de ter registrado o Brasil numa série de curtas e longas - especialmente a mais profunda discussão da cultura popular em "Memória Viva" (1987) e a violência urbana em "Uma Avenida Chamada Brasil" (1988), o cineasta carioca Octávio Bezerra volta seu olhar crítico para um tema do mais atuais: a dívida externa (*).

uma cinematografia em alta conquistando novos mercados

Mesmo sem ter ainda sido negociado para distribuição comercial no Brasil - mas o que certamente acontecerá "Ay, Carmela", selecionado pela Espanha para disputar o Oscar como melhor filme estrangeiro-1991, e com indicações ao "Felix" - um novo troféu do cinema europeu, que terá agora sua terceira edição -, se constitui em nova demonstração do talento de Saura, 59 anos (a serem completados no próximo dia 4 de janeiro), 32 de cinema, e apontado como o novo Buñuel a partir das premiações que começou a acumular nos anos 60.

Uma casa de muito trabalho

Embora só agora divulgado oficialmente no "Diário Oficial do Estado" (09/05/90), o relatório de atividade da Casa Civil referente a 1989 traz informações curiosas em relação ao governo. Por exemplo, ao sintetizar seus recursos humanos, há uma explicação indireta porque é difícil passar um dia sem que o "Diário Oficial" publique alguma nomeação, substituição ou transferência em cargos de confiança. É que cabe a Chefia da Casa Civil encaminhar pessoal de assessoramento para várias unidades especiais. Assim, em 1989, de sua folha, nada menos que 208 estavam "à disposição de outros órgãos".

Uma corajosa denúncia da crise cultural no Brasil

Ao falar perante os participantes do Colóquio do teatro Brasileiro Alemão, em Berlim, na Casa das Culturas do Mundo, na manhã do dia 12 último, o curitibano Marcelo Marchioro fez uma sincera e corajosa análise visceral da crise pela qual passa a cultura no Brasil.

Fernanda Montenegro, a atriz, a cantora e agora a escritora

Fernanda Montenegro e Fernando Torres estiveram por algumas horas em Curitiba na terça-feira. Foi uma viagem rápida mas importante. Chegaram pela manhã e durante um almoço-reunião com a professora Maria Cristina Andrade Vieira, coordenadora de projetos culturais do Banco Bamerindus acertaram os detalhes finais da participação do Banco da Nossa Terra no patrocínio de "Suburbano Coração" em sua temporada paulista (Teatro Cultura Artística, a partir de 23 de abril).

Leminski é Oswald de Andrade no filme inacabado de Anísio

Tomada 1 - Paulo Leminski com uma maleta 007 caminha em direção às ruínas de São Francisco. Uma manhã de sol. Muita luminosidade. Tomada 2 - Um grupo de mendigos cerca o poeta. Que, na verdade, não é Paulo Leminski, mas sim o personagem Oswald de Andrade (que não só declama poemas, como atira-os, escritos, sobre o inusitado público). Corte para um imagem de quadrinhos. Cinema de animação dando forma visual a poemas concretistas de Leminski. xxx Ficção? Documentário? Piração?

No campo de batalha

Os funcionários da Fundacem e Funarte continuam organizadíssimos na resistência para evitar demissões em massa nestas fundações do Ministério da Cultura. Amplo material sobre o ato de protesto promovido dia 14, na Cinelândia, Rio de Janeiro, foi distribuído nacionalmente. ***

Curitiba perde de assistir a mostra de imagens ecológicas

Em julho último, durante o XVII Festival do Cinema Brasileiro de Gramado, Walquíria Barbosa, que há cinco anos organiza e dirige o RioCine Festival, num encontro informal, no qual participou a professora Elisa Gonçalves, secretária adjunta do Ministério da Cultura, manifestou sua simpatia de que uma seleção dos muitas curtas, médias e longas com a temática ecológica que reuniria para o festival, pudesse percorrer as cidades "nas quais houvesse interesse".

No campo de batalha

O Boticário tem sabido buscar tudo que lhe permita bom marketing. Por exemplo, neste fim de semana, promove um curso sobre plantas medicinais - o uso de ervas na alimentação, cosmética e medicina caseira. Quem orienta é a pesquisadora e herbarista Marly Karan, apresentadora do programa "Dia a Dia", (TV Bandeirantes, São Paulo). O curso começou ontem e prossegue hoje (Inter Palace Centro de Eventos), com a participação de médicos, agrônomos, farmacêuticos e demais pessoas interessadas no cultivo e aplicação de ervas medicinais. xxx

Pensando o Brasil, foram 13 anos de bons projetos

Numa certa carta afetuosa e poética - bem dentro de seu estilo belíssimo de se comunicar - Hermínio Bello de Carvalho comunicou aos amigos de todo o Brasil o seu desligamento da Funarte.
© 1996-2016. tabloide digital - 35 anos de jornalismo sob a ótica de Aramis Millarch - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Altermedia.com.br