Login do usuário

Aramis
Conteúdo sindicalizado RSS MPB

MPB

Hoje é dia de show na Ópera

Leila Pinheiro, Rafael Rabelo, Chiquinho do Acordeon e o Quarteto Brazlilis fazem show, a partir das 20h30 de hoje, na Ópera de Arame, saudando o projeto do Conservatório de Música Popular Brasileira de Curitiba. (Entrada franca). A nova escola estará inteiramente voltada ao ensino da MPB, com supervisão do maestro Roberto Gnatalli e administração da Fundação Cultural. Sua sede será o Sobrado dos Guimarães, localizado na 13 de Maio com Mateus Leme, que se encontra em obra de restauração. Mesmo assim as aulas começam no dia 13 próximo, provisoriamente no Solar do Barão.

Simone e o alto preço do sucesso

Quando uma cantora atinge o status de superstar aumentam as cobranças. De um lado, o público sempre a exigir novidades e uma qualidade que supere (ou ao menos empate) com o trabalho anterior; de outra margem do rio, os implacáveis números comerciais: o resultado de vendas que não pode decepcionar.

Serginho, o que tentou ser um mecenas musical

Engenheiro civil da turma de 1980, Sérgio Bittencourt Martins, curitibano do dia 26 de agosto de 1950, sempre foi um apaixonado pela música, a poesia de Fernando Pessoa e a madrugada. Paralelamente as atividades empresariais na construtora Monte Castelo, dividia-se entre a poesia e a noite. Assim, a decisão de fazer um estabelecimento de categoria, no estímulo dos chamados "swingles bar" que conheceu em viagens ao exterior, "foi mais do que uma iniciativa comercial um investimento cultural".

O canto brasileiro de Viáfora, um compositor para ser ouvido

Só não ouve, porque não deixam: há uma geração de talentos maravilhosos, compositores-intérpretes que fazem música brasileiríssima do melhor nível e que são vítimas da ditadura da indústria cultural, cada vez mais selvagemente capitalista na imposição do lixo (nacional e internacional) em detrimento do que temos de melhor.

Aluada, uma luz de esperança na noite

Para não dizer que só falamos com pessimismo da noite vamos a uma boa notícia: na primeira semana, o movimento do mais novo endereço da cidade (Aluada Café Concerto, rua Mateus Leme, 1201, fone 252-5045) ultrapassou as expectativas dos proprietários e estimulou que ampliassem o número de músicos que pretendem manter na casa. O estimado e competente Gerson Bietinez, 44 anos, que havia deixado o restaurante Beduíno (casa que também desativou a música ao vivo), é o assessor musical da casa, na qual há um som novo: Osires Canin, 53 anos, violinista de belos improvisos.

Chaves, saudando turistas na Bahia

Mais um compositor-intérprete na praça: Ricardo Chaves. Jovem , boa pinta, com um estilo em que mistura brasilidade baiana com toques para chegar a faixa mais jovem estréia em "Via Principal, gravados nos estúdios de 24 canais de Wesley Rangel, em Salvador - o maior do Nordeste. Afinal é nos estúdios W.R. que tem sido produzidos muitos discos que vem estourando nacionalmente, com o calor e o ritmo da música nordestina, especialmente a baiana.

Noite Vazia (III) - Nilo chorando com a morte da casa pela desordem na Ordem

Entre vários aspectos que o fechamento de endereços noturnos - como o Habeas Coppus e o Crystal - podem justificar numa apreciação mais ampla do que o simples registro está o da própria localização dos chamados eixos-de-animação da cidade. Desde quando presidente do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba, na gestão do prefeito Omar Sabbag - com o qual viria a romper por razões técnicas (*), o então modesto arquiteto já se preocupava em que Curitiba tivesse espaços capazes de concentrar comércios específicos, inclusive o da noite.

As talentosas crianças dos tempos do Clube Mirim-M-5

Houve uma época em que as crianças não eram obrigadas a se submeter a tirania de uma televisão que impõe olho abaixo a cultura Xuxa & similares. Sim, houve uma época em que as próprias crianças - libertas de um colonialismo consumista e culturalmente alienado com o marketing dos nossos dias impõe de uma forma selvagem - tinham oportunidade de mostrar criatividade e talento expontâneo.

Vera, uma flauta para os americanos ouvirem

Vera Guimarães é mais uma brasileira que optou pela única saída que muitos músicos encontram para nossa MPB os portões de embarque de Viracopos e do Galeão. Assim é que esta paulista formada em arte dramática graduada pela USP decidiu estudar na UCLA e no Berkeley School of Music. Pianista, flautista compositora e muito comunicativa, Vera é mais uma brasileira que deu certo nos Estados Unidos mas que continua esquecida no Brasil.

MPMP, para valorizar os músicos do Paraná

A morte do pianista Braulio Faria Prado, na última sexta-feira, 13, fez com que a exemplo do que aconteceu há 14 anos, quando do falecimento do compositor e instrumentista Lápis (Palmilor Rodrigues ferreira, 1943-1978) muitos fizessem a mesma pergunta: por que é que nossos músicos só são lembrados quando morrem?
© 1996-2016. tabloide digital - 35 anos de jornalismo sob a ótica de Aramis Millarch - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Altermedia.com.br