Login do usuário

Aramis
Conteúdo sindicalizado RSS Murilo Salles

Murilo Salles

Os premiados nas várias categorias do festival

Longas e gurtas - 35mm - O júri que escolheu os filmes nesta bitola (ver premiados do longa no texto acima) foi integrado por Roberto Mendes (da Sagres, distribuidora de vídeo), Luís Carlos Lacerda, "Bigode" (cineasta), Maria Teresa Moraes (cineasta), Miguel Rio Branco (fotógrafo), Chico Diaz (ator), Joana Fonn (atriz), Guilherme de Almeida Prado (cineasta), Beto Brandt (cineasta), José Joffily (cineasta), Toninho Horta (músico) e Camuyrano (montador).

Agora é a Golden Metais que promove o "Oscar" das artes

O sucesso do Prêmio Sharp de Música, idealizado e dirigido por José Maurício Machline, levou outras empresas a criarem promoções semelhantes. Assim, a Golden Metais lançou há alguns meses uma premiação para os melhores do teatro, cinema e televisão. Devido a problemas internos, os resultados dos indicados de 1989 só acontecerá no dia 17 de setembro, no Golden Room do Copacabana Palace.

Só 26 filmes nacionais foram lançados em 1989

Projetos não faltam, realizá-los é que são elas. No cinema, mais do que em qualquer outra área da indústria cultural, a inquietação é grande. Afinal, qualquer projeto de curta, média ou, especialmente, longa-metragem, exige orçamento na casa dos muitos mil dólares - e nesta época de crise, inflação galopante e expectativas dos novos tempos (duros) econômicos, investir em cinema é algo que fica cada vez mais distante.

Trapalhões disputam público com os Caça-Fantasmas e Viagens ao Futuro

"Os Trapalhões na terra dos monstros", desde ontem em lançamento nacional (em Curitiba, cines São João, Lido II e Itália) deverá permanecer dois meses em cartaz, com casas lotadas. O mesmo esquema de cinema descompromissado, juntando-se a Aragão, Dedé Santana, Mussum e Zacarias, outros nomes popularizados pela televisão - como a ninfeta Angélica, o cantor Conrado, a top model Vanessa de Oliveira, Gugu Liberato, grupo Dominó, mais Benjamin Cattan e a veterana Gerogia Gomide.

No épico goiano, a bela Denise vive Santa Dica

As filmagens de "Santa Dica - A República dos Anjos" iniciaram em 5 de agosto no próprio Povoado da Lagoa, município de Pirenópolis (famoso por suas cavalhadas), onde viveu a mística Dona Dica. Em Goiás Velho também foram feitas algumas seqüências. Muitos exteriores, que exigiram grande sacrifício do elenco e da equipe técnica - passaram os três meses praticamente acampados, nas locações. Mas o entusiasmo por esta realização foi tão grande "que o desconforto nem nos incomodou", diz a bela Valeria Frascino, uma morena sensual que interpreta a cigana Antonieta.

A vida (e morte) de Joe, o dramaturgo, no cinema

Enquanto "Dangerous Liaisons", a segunda versão à tela do clássico romance de Pierre Chordelos de Laclos (1741-1803) abriu no último dia 10 o 39o. Festival Internacional de Cinema de Berlim - numa confirmação do talento do inglês Stephen Frears, finalmente reconhecido nos EUA, chega à Curitiba o seu polêmico "O Amor Não Tem Sexo" (Prick Up Your Ears), realizado em 1987 e que vem causando discussões em vários países - ao mesmo tempo que promove uma redescoberta da obra do dramaturgo inglês Joe Orton (1933-1967), biografado neste filme.

No campo de batalha

Uma agradável surpresa no elenco de "A Vida de Galileu Galilei", que tem suas últimas apresentações neste fim de semana (Auditório Salvador de Ferrante): Íris Daguia como Dona Sarti, a dedicada governanta do astrônomo. Secretária da Superintendência da Fundação Teatro Guaíra a partir de 1965, Íris começou a fazer teatro sem ter freqüentado qualquer curso, participou de algumas montagens da TCP levadas ao Interior e, depois, também em Curitiba. Nos últimos anos estava afastada dos palcos, trabalhando como burocrata da antiga Paranatur e, nesta sua volta a cena, está ótima.

Festival de Gramado levará filmes para nove capitais

Uma novidade absoluta em termos de marketing festivalesco: pela primeira vez no Brasil (e talvez até no mundo) os filmes inéditos que concorrem numa mostra serão vistos, simultaneamente, em sessões comerciais em nove outros Estados. A novidade acontece no 17º Festival de Gramado (11 a 17 de junho), com a apresentação dos seis longas que ali disputam os Kikitos, também em salas do Rio de Janeiro, São Paulo, Fortaleza, Belo Horizonte, Recife, Florianópolis, Salvador, Belém e Curitiba (Lido II, 320 lugares). xxx
© 1996-2016. tabloide digital - 35 anos de jornalismo sob a ótica de Aramis Millarch - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Altermedia.com.br