Login do usuário

Aramis
Conteúdo sindicalizado RSS Nelson Rodrigues

Nelson Rodrigues

Música, teatro e dança em antonina

Hoje, o Festival de Antonina apresenta ao público, o Quarteto Brasílis, o grupo de teatro Tanahora, da PUC-PR com a peça "Gota D'água", dirigida por Laércio Raffa, o Grupo Pacheco e o grupo de Dança Júnior na UFPR, sob a direção de Cristiane Wosniak. Pacheco escolheu para o espetáculo três coreografias: a primeira é "Cruel Inocência", com música de Trevor Jonnes, premiada em festivais de dança de Uberlândia e Joinville. As outras duas são inéditas: "Homem 666" e "Tem Ar Dentro" que, depois de Antonina, serão mostradas, na próxima quinzena, em Joinville, durante o Festival de Dança.

No campo de batalha

Graças ao bom trabalho que Valêncio Xavier desenvolve na coordenação do projeto Americanicidad - que idealizou para marcar, em termos visuais os 500 anos da descoberta da América - o representante no Brasil da Escuela Internacional de Cine y TV, Cosme Alves, conservador-adjunto da Cinemateca do MAM-RJ, decidiu que os próximos exames de seleção para candidatos a frequentarem os cursos em Santo Antonio de Los Baños, será realizado em Curitiba ainda neste primeiro semestre. xxx

Uma reflexão em torno dos 60 e adjacências

Ao pretender uma reflexão sobre os anos 60 com uma visão de dramaturgia da década de 90, o paulista Maurício Abud, 32 anos, não deixou por menos: "60 e Over" (estréia nacional no auditório Salvador de Ferrante na semana passada; em temporada pelo Interior do Paraná; hoje em Ponta Grossa e quinta-feira em Cascavel), revela uma intranqüilidade intelectual-rebelde que o faz dedicar especial atenção a Jean Genet (1910-1986), de quem já adaptou e dirigiu duas peças ("Nossa Senhora das Flores" e "Os Negros").

Guilherme leva em solo no palco o "Sargento Getúlio"

Na última sexta-feira, em Blumenau, o ator, diretor e dramaturgo Ricardo Guilherme, da universidade Federal do Ceará, teve participação especial no Encontro de Escolas de Teatro. Desejava, em seu retorno, passar em Curitiba para tentar viabilizar uma temporada de "Sargento Getúlio" em algum de nossos palcos. Infelizmente, devido a compromissos maiores na capital cearense, não pôde, desta vez, acertar a inclusão de Curitiba entre as cidades brasileiras que assistirão a um dos espetáculos mais sólidos e impressionantes produzidos este ano.

E quando é que chegarão os filmes dos festivais?

Encerrado mais um festival de cinema brasileiro- e próximo a dois outros eventos importantes que continuarão a movimentar o setor (Gramado, a partir de 5 de agosto e, de 20 a 26 de setembro, a XVIII Jornada Internacional de Cinema da Bahia, em Salvador), uma questão natural que se discute é a de quando os curtas, médias e, ao menos, longas que são levados a estas mostras competitivas poderão serem também vistos e julgados pelo público?

Só com os sambas das escolas as novidades deste Carnaval

É chover no molhado, repetir o óbvio ululante (como diria Nelson Rodrigues) e clamar no deserto sonoro a falta de músicas carnavalescas. Afinal, a verdade é uma só: a época em que havia marchinhas e sambas - eventualmente marchas-ranchos - especialmente para o Carnaval vai tão distante quanto o tempo dos lança-perfumes, dos confetes e serpentinas aos quilos, dos programas de rádio-auditório e até das virgens que, diziam os pais preocupados, "tinham que se cuidar para não se perderem no tríduo momesmo". Bons tempos que se foram!

O colonialismo cultural imposto pelas emissoras

Mais do que nunca é preciso clamar: a música brasileira precisa de espaços. Parece o óbvio ululante ao que se referia o velho e sábio Nelson Rodrigues, mas é necessário denunciar a invasão do pior som pop descartável e a redução dos espaços de nossa música. Exemplos não faltam: Hilton Barcelos levou cinco anos para conseguir produzir o seu elepê "Arquétipos" e até agora poucas emissoras da cidade estão divulgando ao menos uma faixa deste disco com composições avançadas, belos arranjos de Roberto Burgel e que reuniu ótimos músicos.

Êta mineirada que é solidária na música

Com "Cidade Veloz" (Chorus), Flávio Venturini chega ao seu terceiro elepê fazendo um disco que congrega ritmos e estilos diferentes, reunindo, como diz o letrista e poeta Murilo Antunes, "com a mesma embalagem a experimentação: a calma e a navalha, o simples e o exuberante".

Agora é a Golden Metais que promove o "Oscar" das artes

O sucesso do Prêmio Sharp de Música, idealizado e dirigido por José Maurício Machline, levou outras empresas a criarem promoções semelhantes. Assim, a Golden Metais lançou há alguns meses uma premiação para os melhores do teatro, cinema e televisão. Devido a problemas internos, os resultados dos indicados de 1989 só acontecerá no dia 17 de setembro, no Golden Room do Copacabana Palace.

"Sammy e Rose", a única estréia

Com a inteligente decisão de Aleixo Zonari em manter, por mais uma semana, em exibição, o excelente "Harry e Sally - Feitos um para o Outro" (Cine Astor) e, mesmo não tendo encontrado uma boa bilheteria, a refilmagem de "O Boca de Ouro", continuar no Cine Plaza, praticamente há apenas um lançamento nesta semana: no Cine Ritz, "Sammie & Rose", produção inglesa, 1977, direção de Stephen Frears ("Minha Querida Lavanderia", "Ligações Perigosas"), que teve seu pré-lançamento, há três anos, no FestRio e que só agora está sendo lançado no circuitão.
© 1996-2016. tabloide digital - 35 anos de jornalismo sob a ótica de Aramis Millarch - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Altermedia.com.br