Login do usuário

Aramis
Conteúdo sindicalizado RSS New York

New York

O livro de arte internacional que a Catedral está perdendo

Depois de passar quatro meses em Curitiba e investir US$ 12 mil de recursos próprios para desenvolver um projeto que poderia dar uma projeção visual internacional ao Paraná - especialmente divulgando imagens da nossa Catedral Metropolitana, o fotógrafo Waldir Cruz, 38, Bicho do Paraná focalizado no projeto de valorização promovido pelo Bamerindus há anos, retornou ontem para Nova York.

Medo de Amar (II)

"Não eu não sei se gosto ou se não gosto de sentir o que sinto e o que me atormenta e eu confesso que tremo desse sentimento que de repente chega e que me ataca e assim me faz perder-me e nem saber se esses carinhos são suaves ou velozes se o que escuto é o silêncio ou se ouço vozes" (Suely Costa/Tite de Lemos, "Medo de amar nº2", 1978)

Artigo em 09.04.1992

Na noite de sexta-feira, 27, antes do concerto da Sinfônica do Paraná, no hall do 2º balcão do auditório Bento Munhoz da Rocha Neto, uma homenagem mais do que merecida: inaugurado o retrato do arquiteto Rubens Meister, autor do projeto do Teatro Guaíra. Só agora, afinal, se fez uma justiça maior ao grande profissional. Homem modesto, longe das badalações, Meister, entretanto, ficou emocionado pela lembrança. xxx

Ligeirinho, Jaime iria para os EUA, segundo os inimigos

Duas notas de 15 linhas, na coluna "Painel", da "folha de são Paulo", edição de sábado, 18/04/1992, trouxeram euforia ao staff do politiqueiro Grecca de Macedo. Sob o título "Marca Registrada", a primeira notícia disse: "A exposição sobre Curitiba nos EUA pode render mais do que prestígio para o Prefeito Jaime Lerner e seu sócio Cassio Taniguchi. Eles patentearam a estação em formato de tubo usada na cidade e que pode ser "exportada".

A ecologia ganhou belo visual graças a Brahma

A Companhia Cervejaria Brahma, nas comemorações de seus 50 anos de funcionamento em Curitiba, teve uma atitude meio rara no difícil ano que se encerrou: financiou uma edição do livro de fotografias "Curitiba-Capital Ecológica", organizado por três amadores radicados em nossa cidade. Aquilo que, em anos anteriores, começava a se tornar tradicional entre as grandes empresas - patrocínio a livros-de-arte e edições fonográficas - caiu a níveis mínimos entre 1990/91, após o debacle financeiro pós-Fernando Collor na presidência da República.

Das artes plásticas ao ciclista nova-iorquino

Embora seja impossível antecipar comentários maiores sobre os vídeos em competição - já que na hora em que enviávamos estas anotações - apenas 8 dos 25 em competição haviam sido apresentados - nota-se além de uma natural diversificação em suas temáticas, também o empenho de realizadores em buscarem cada vez mais um bom acabamento.

Viriato e Schwanke irão para a Bienal

Um destaque merecido: Edilson Viriato, 25 anos, paranaense de Paraíso do Norte, foi o único representante do Paraná selecionado para a 21ª Bienal Internacional de São Paulo a partir do dia 21 de setembro. É também ao lado de Fúlvio Marquezi, igualmente com 25 anos, o mais jovem participante desta mostra, que mesmo com todos os problemas que vem enfrentando continua a ser o maior evento das artes plásticas do Brasil.

"Alice", a nova jóia de Woody Allen

Woody Allen em cartaz é sempre prova de que a inteligência existe. Seu antepenúltimo filme - já tem uma longa inédito pronto e outro em produção, como sempre - chega com todo o vigor: "Simplesmente Alice"(Cine Ritz) é a melhor estréia nesta semana, que traz também outro filme de visão indispensável: "Jesus de Montreal", (Luz), de Denis Arcand, que valeu o Grande Prêmio Especial do Júri, em Cannes em 1989.

Lincoln Center nos projetos de Lerner

O prefeito Jaime Lerner regressou de sua última circulada internacional, desta vez à Escandinávia (em Oslo, participou de uma reunião preparatória da badalada Eco 92, no Brasil) como novos projetos repletos de imagens oniricamente coloridas. Ambos tendo a sua querida Nova York - metrópole do coração que sempre inclui no roteiro de suas viagens - como ponto de referência e desta vez concentrado num dos principais espaços culturais da Big Apple - o Lincoln Center.

Will e Ray, a dupla que embalou muitos romances

O trombonista Will Bradley (Wilbur Schiwichtenberg, Newton, New Jersey, 1912-1978) e o cantor e baterista Ray McKinley (Fort Worth, Texas, 1910), conheceram-se em 1931, tocando numa das mais famosas casas dançantes de Nova Iorque, a Roseland. Nasceu uma parceria entre estes dois músicos - então integrando a Milt Shaw Orchestra, numa época em que a cada esquina havia um gênio instrumentista trabalhando.
© 1996-2016. tabloide digital - 35 anos de jornalismo sob a ótica de Aramis Millarch - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Altermedia.com.br