Login do usuário

Aramis
Conteúdo sindicalizado RSS Ney Braga

Ney Braga

No campo de batalha

Apesar de cumprir uma agenda apertada, o jornalista e sociólogo Raimundo Rodrigues Pereira, que a convite da Secretaria da Comunicação Social encerra hoje o projeto "Paraná Debate Brasil" (palestra no auditório da Amorc - Ordem Rosa Cruz, 19:30 horas), encontrará tempo para rever um amigo muito especial: o engenheiro Cassio Taniguchi, presidente do IPPUC. Raimundo e Cassio foram colegas no Instituto Tecnológico de Aeronáutica, em São José dos Campos, SP, nos anos 60.

um grande debate com os municípios

O primeiro tratamento das Diretrizes de Desenvolvimento Regional para os municípios lindeiros ao lago de Itaipu está concluído. São três volumes, com dezenas de gráficos, plantas, textos claros e objetivos - possibilitando o seu entendimento por qualquer pessoa interessada. No primeiro volume estão colocadas as grandes diretrizes do desenvolvimento regional. No segundo volume, em anexos, estão estudos sobre evolução demográfica, finanças municipais, análise da cultura agrícola e informações dos 8 municípios atingidos. No terceiro está a parte de cartografia e informações gráficas.

Foram-se as terras e sertão virou lago

A arquiteta Maria Helena da Rocha Paranhos, que foi a coordenadora executiva no desenvolvimento do projeto, lembra uma frase de Sigmund Freud (1856-1939) para explicar um posicionamento de planejamento: "o processo, assim como o andar, descobre-se através de erros e acertos na busca do equilíbrio". Profissional das mais (bem) conceituadas, diretora do Departamento de Desenvolvimento Regional de Itaipu, Maria Helena Paranhos, insiste em que a frase do pai da psicanálise adapte-se ao tema hidrelétricas:

Itaipu 2.000 (I) - um turismo que seja mais do que olhar as cataratas

O Plano Diretrizes de Desenvolvimento Regional que a diretoria de coordenação da Binacional Itaipu desenvolveu para estudar as perspectivas abertas ao futuro dos 8 municípios limeiros do lago - no lado brasileiro - será, como já registramos no domingo, objeto para muitas discussões.

O Vagão do Armistício nos trilhos da memória

Das coincidências da vida: Isaac Lazarotto falecia exatamente há 18 anos, 7 de fevereiro de 1972. O velho rodoviário nascido aqui mesmo, em Curitiba, em 6 de setembro de 1984, será sempre lembrado pelo seu "Vagão do Armistício" e por ser o pai do artista plástico de maior expressão do Paraná - Poty - no registro civil, Napoleão Potyguara Lazarotto, curitibano do Capanema, nascido no mesmo dia do aniversário de Curitiba - 29 de março - há 66 anos.

Uma lei para dar um dia à poesia?

Embora não tenha pretensões literárias, o vereador e radialista Mário Celso (PMDB) é uma das pessoas preocupadas com os assuntos culturais. Até agora tem sido uma das (poucas) vozes que, na Câmara, procura cobrar melhor ação da administração Jaime Lerner, inclusive dando eco a críticas que, a exemplo das administrações anteriores, a Secretaria Municipal da Cultura - procura fazer ouvidos de mercador.

Estreantes vencem no Festival de Curitiba

Dois estreantes em longa-metragem, 35mm, acabaram sendo os principais vencedores do I Festival de Cinema Cidade de Curitiba: Alain Fresnot, 38 anos, com "Lua Cheia" e "Maria Letícia", 42, com "1º de Abril - Brasil" ganharam nas categorias principais: melhor filme e direção. E com isto viajarão - quando quiserem - para a República Federal da Alemanha, utilizando as passagens que a Lufthansa ofereceu como premiação principal.

Deu no "New York Times": visão crítica do Brasil

Desde que se iniciou no jornalismo, quase na equipe de fundadores de O Estado do Paraná, o curitibano José Augusto Ribeiro, 50 anos, sempre revelou um notável equilíbrio entre o fino espírito de humor e a vocação política.

Norton, a política sempre como vocação

Mais do que os seus 54 bem vividos anos, o ex-deputado Norton Macedo comemora hoje, 27 de outubro, nada menos que 36 anos de oficial militância política. - Lembro-me bem que no dia em que fiz 18 anos as duas primeiras coisas que cuidei foram tirar o título de eleitor e filiar-me a UDN. Embora oficialmente sejam 36 anos, na verdade pode-se acrescentar mais 10 anos nesta sua vocação política:

Ecos do festival

Como aconteceu uma inesperada reunião de integrantes de Conselhos Estaduais de Cultura de vários Estados no Auditório Brasílio Itiberê, as sessões da retrospectiva do cinema francês foram transferidas para a Cinemateca. Hoje, entretanto, voltam a acontecer naquele espaço, com dois programas interessantes: um desenho animado sobre as aventuras do Barão de Munchausen e o excelente "Duas Inglesas e o Amor" (Les Deux Anglaises et le Continent, 1971), de François Truffaut (1932-1984). xxx
© 1996-2016. tabloide digital - 35 anos de jornalismo sob a ótica de Aramis Millarch - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Altermedia.com.br