Login do usuário

Aramis
Conteúdo sindicalizado RSS Ney Braga

Ney Braga

O circo místico (e mágico) na maturidade de um ballet

Mesmo não tendo subido no palco do auditório Bento Munhoz da Rocha Neto para receberem placas comemorativas aos 20 anos de existência do Ballet Guaíra, duas pessoas foram cumprimentadas por todos que conhecem e acompanham a nossa vida cultural.

Pixinguinha quer voltar ao Paraná

Ausente há três anos do Paraná, o Projeto Pixinguinha - o mais importante evento já realizado no Brasil para a promoção da música popular junto a imensas faixas populares - poderá ser reativado no último trimestre do ano. Para tanto, o coordenador geral, Paulo César, reuniu-se na tarde de terça-feira, 16, com o superintendente da Fundação Teatro Guaíra, advogado Constantino Viaro, e o coordenador da área de MPB da Secretaria da Cultura, compositor Cláudio Ribeiro.

Álamo, uma etiqueta para nossos músicos

Álamo - Eis um nome da etiqueta musical que poderá identificar, a curto prazo, algo que sempre se esperou entre nós: uma atuante marca fonográfica, prestigiando basicamente os compositores, intérpretes e instrumentistas paranaenses. A iniciativa é de um catarinense, Romário José Borelli, 41 anos, desde 1986 radicado em Curitiba, dramaturgo, pesquisador, compositor, que após quase um ano de pesados investimentos implantou às margens do lago do Barigui (Rua Lúcia Razeira, 1035) um moderno estúdio de gravação).

Uma diretoria que pode ser extinta

Uma boa sugestão levada ao secretário René Dotti, da Cultura, e que se tiver sua boa vontade poderá fazer com que o governador Álvaro Dias enxuge a administração da Fundação Teatro Guaíra sem causar maiores traumas: a eliminação do cargo de Diretor de Programação e Artes. Vago desde o dia 1 de janeiro, quando a jornalista Lúcia Camargo, que ali se encontrava desde abril de 1987, tomou posse como Secretária Municipal de Cultura, o cargo pode ser suprido, perfeitamente, por uma ágil assessoria, diretamente subordinada ao diretor superintendente.

Funarte vai à luta e lembra Assis Valente

Para não ser acusada de imobilismo - num momento grave no qual está sem recursos e com riscos de ter mais de 60% de seu pessoal demitido - a Fundação Nacional de Arte não ficou apenas nos protestos contra a ameaça das demissões - aliás, a exemplo do que aconteceu em vários outros setores do Ministério da Cultura após 15 de janeiro.

O exemplo do festival feito com competência

A Secretaria da Cultura está procurando, desesperadamente, alguns mecenas que tornem possível a continuidade do Festival de Música de Londrina para evitar que, às vésperas do evento, repita-se o que tem acontecido em anos anteriores: falta de recursos, improvisações e muitas divergências. No próximo dia 15, inicia no Solar do Barão um curso de verão de música, que de proporções modestas vem tentando crescer - embora limitado em suas dificuldades financeiras.

Um festival temático acontece em São Paulo

São Paulo - O Festival de Inverno de Campos Jordão vai comemorar em julho sua 20ª edição consecutiva. Em Teresópolis, a Pró-Arte promove desde os anos 50 os cursos de música de verão. Londrina, em julho terá seu 9º Festival de Música - que após uma interrupção de 3 anos voltou com boa reciclagem, no ano passado. Outros eventos - conjugados a cursos de música, como a 10ª edição da Oficina de Música de Curitiba (600 alunos, 18 professores, 3 concertos da Camerata Antiqua, desde segunda-feira, 16, movimentam o calendário musical em diferentes concepções.

Memória de Paulo para a história paranaense

Dentro da diversificação que caracteriza o projeto Memória História Paranaense, um dos segmentos mais importantes é a gravação de depoimentos dos homens que governaram o Estado. E um dos registros mais aguardados era o do ex-governador Paulo Pimentel, hoje deputado federal e que foi eleito para o Palácio Iguaçu, substituindo a Ney Braga em 1965.
© 1996-2016. tabloide digital - 35 anos de jornalismo sob a ótica de Aramis Millarch - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Altermedia.com.br