Login do usuário

Aramis
Conteúdo sindicalizado RSS Secretaria da Cultura

Secretaria da Cultura

Cada vez mais opções para conhecer melhor o cinema

Sem dúvida o jovem Horácio Temizawi De Benis, um nipo-brasileiro que veio para Curitiba e inaugura nos próximos dias uma original livraria e loja de dicos, voltada especialmente para a área de cinema, tem razão em acreditar no sofisticado mercado que pretende atingir. Afinal, com a era do vídeo e uma programação cada vez melhor em longas-metragens nas redes nacionais de televisão, há um renascer no interesse do público por cinema.

Mesmo sem ajuda, nosso vídeo vive

Durante dois anos e meio a infeliz administração da Fundação Cultural de Curitiba não só ignorou totalmente o setor de vídeo como também fez tudo para prejudicar a regulamentação do fundo Municipal de Cinema, projeto aprovado na excelente administração Roberto Requião por iniciativa do combativo vereador José Maria Correa. Denúncias sucessivas levantadas pelo vereador Mário Celso, um dos mais atentos fiscais dos desmandos na área cultural e a recente intimação à sra.

Sobe ao palco uma peça de inverdades

No mínimo, uma lamentável desinformação é o que pode explicar a entrevista do ator carioca Oswaldo Loureiro, assumindo - a contragosto da classe artística paranaense - a superintendência da Fundação Teatro Guaíra ao fazer deselegantes declarações visando atingir a administração que o antecedeu.

Mesmo sem mercado, os curtas-metragens mostram qualidade

Brasília - Amir Labaki, crítico da "Folha de São Paulo", formado em cinema pela ECA-USP, abordará na terça-feira ao encerrar o curso "Aspectos da Linguagem Cinematográfica", um tema que se torna cada vez mais fascinante: o crescimento - em quantidade e qualidade - do curta-metragem no Brasil. Apesar de totalmente desprotegido - a lei que obrigava os cinemas comerciais a exibir curtas deixou de existir e mesmo salas teoricamente voltadas a programação cultural (como as mantidas pela Fucucu em Curitiba) passaram a hostilizar os curtas, este tipo de produção continua a crescer.

Livros às mancheias nesta semana literária

Livros às mancheias nesta semana de muitos lançamentos. Começa hoje com a jovem (23 anos) Jacqueline Andréa Glaser autografando seu segundo livro de poesias ("Espelhos", Edições Ipê, 66 páginas, ilustrado com fotos de Rui Arsego) na galeria de arte Banestado, às 18h30, e prossegue amanhã com um lançamento coletivo de cinco novos títulos que a Secretaria da Cultura, nesta última semana da administração René Dotti (afinal, quem será o seu sucessor? Era a pergunta que mais se fazia até domingo) fará desaguar na praça.

Biografia de Vianinha

O cada vez mais fértil campo das biografias - que tem subido nas relações dos best-sellers - estimula novas obras, especialmente encomendadas por editores de visão. Enquanto o jornalista Fernando de Moraes - trocando a Secretaria da Cultura pela da Educação, em São Paulo - não consegue concluir o seu aguardado livro sobre Assis Chateaubriand, a Nórdica lança, em abril, "Vianinha, Cúmplice da Paixão", que o editor Jorge Bernardes considera como principal título de sua programação deste primeiro semestre.

Algacy Tulio quer nome de José Maria no teatro

Aplausos ao deputado Algacy Tulio: com a dignidade e independência que o caracteriza (e que o levará a deixar o PDT, por discordar da politicagem que ali impera), apresentou, na última quinta-feira, um projeto de lei denominando oficialmente de José Maria dos Santos o Teatro da Classe, na Rua 13 de Maio.

MPB vai renascer com o Festival Carrefour

A partir de terça-feira, abrem-se as portas, mais uma vez, para os candidatos a um lugar ao sol do sucesso musical. Um festival nacional, desenvolvido em 7 capitais e que dará nada menos que Cr$ 2.500.000,00 ao autor da melhor canção será lançado na próxima segunda-feira, 25, durante o coquetel no Holiday Inn Crowne Plaza, em São Paulo. xxx

Mário Celso contra os "picaretas" artísticos

Em sua tríplice condição de homem de comunicação - produtor-apresentador de "A Simpatia Está no Ar", na Rádio Independência, um dos programas de maior audiência à tarde - político e vereador, Mário Celso Cunha, 46 anos, preocupa-se com a imagem negativa que Curitiba vem ganhando quando acontecem escândalos e golpes no meio artístico-cultural.

Ontem, agora e sempre a poesia maior de Helena Kolody

O acavalamento de uma série de edições patrocinadas pela Secretaria da Cultura que estão sendo lançadas neste mês - de mais de trinta livros programados para o encerramento da administração René Dotti (alguns inclusive nem ficaram prontos a tempo de saírem até o dia 15 último), trouxe algumas felizes coincidências que permitem aos leitores de maior discernimento - e entre os raros que se dão ao trabalho de analisar nossas publicações (como o sempre atento João Manuel Simões, que por sinal pouco tem editado nos últimos meses), a fazerem possíveis aproximações.
© 1996-2016. tabloide digital - 35 anos de jornalismo sob a ótica de Aramis Millarch - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Altermedia.com.br