Login do usuário

Aramis
Conteúdo sindicalizado RSS Oliver Stone

Oliver Stone

Quem é, afinal, mr. Ovits, o mais poderoso dos agentes de Hollywood

A divulgação na página de domingo sobre as 100 pessoas mais poderosas na Hollywood dos anos 90, conforme o levantamento da revista "Premiére", em sua edição de maio, fez com que mesmo os mais atualizados cinéfilos ficassem surpresos com o nome do homem que, entretanto pela primeira vez neste power poll da indústria do entretenimento visual, conseguiu o primeiro lugar: o superagente Michael S. Ovitz.

Jack Palance ao meio de quatro estréias

Semana com quatro estréias e pré-lançamento de mais um filme glamourisado por um Oscar - "Amigos... Sempre Amigos" (City Slickers), de Ron Underwood, que valeu ao homem mau Jack Palance, 75 anos, o seu primeiro troféu, na categoria de coadjuvante. Este western - que redime a injustiça sofrida pelo mesmo Palance em 1953 - tem pré-estréia no Palace Itália hoje, às 21h45[min], com reprise amanhã, no mesmo horário. No dia 17, entra em carreira normal.

Da Índia a Nova Zelândia, seis estréia nas telas curitibanas

Numa semana em que o festival nacional de Teatro oferece muitas opções em diferentes espaços culturais, entre as seis estréias há um exemplo de teatro filmado: "O Mahabarata", de Peter Brook (cine Ritz), que com quase três horas, lento, hermético em seus símbolos e códigos, atrai entretanto aquela faixa (pseudamente) intelectualizada, que busca obras badaladas pela mídia internacional.

E chega o filme que discute morte de JFK

Desde que a Igreja condenou "Je Vous Salue, Marie" (1984, de Jean Luc Godard) e "A Última Tentação de Cristo" (88, de Martin Scorcese) que um filme não provoca tanta discussão: "JFK - A Pergunta que não quer Calar" (Cine Astor, 14, 17h15 e 20h30; Cinema I, às 15 e 19h30). Mesmo o Instituto Gallup tendo confirmado em julho do ano passado, que 73% dos americanos não acreditam nos resultados do suspeitíssimo Relatório Warren, as teorias que Oliver Stone propõe em seu filme valeram uma tormenta de críticas e acusações, admitindo até que não descarte a possibilidade de sofrer um atentado.

"JFK", mentiras e verdades que o mundo quer conhecer desde 63

Quando um superstar da construção cinematográfica se dispõe a se cansar num périplo internacional para promover a estréia de seu último filme - seja um intérprete, diretor ou mesmo produtor - a imprensa desconfia. No mínimo, é uma estratégia de luxo para reforçar o marketing promocional de uma produção que consumiu milhões de dólares e que no lançamento nos Estados Unidos fracassou.

Oliver, um americano inquieto que gosta de temas polêmicos

Desde que "JFK - A Pergunta que não quer Calar" estreou em Los Angeles em dezembro de 1991, o que seu roteirista-diretor Oliver Stone já falou sobre esta revisão histórica dos acontecimentos ligados ao assassinato do presidente John Fitzgerald Kennedy já dariam para a edição de vários volumes. Afinal, antes mesmo do filme ser visto, - revistas e jornais de prestígio internacional e mesmo historiadores e políticos, contemporâneos de JFK, começaram a discutir - e criticar - o filme que não aceita as versões oficiais da morte do 35º presidente americano (*).

Stone: "Lutamos por uma versão diferente da história oficial"

Tablóide - O senhor previa a grande polêmica que o filme causaria? Oliver Stone - Oh, não! Vamos simplesmente dizer que durante a história do cinema que conheço, eu nunca soube de um filme que já era criticado mesmo enquanto ainda estava sendo filmado (*). Tablóide - O senhor ou Kevin Costner sofreram algum tipo de ameaça pessoal?

No campo de batalha

O jornalista Wilson Cunha, produtor-apresentador de "Cinemania" (Rede Manchete, sábado e segunda-feira) vem hoje a Curitiba para a pré-estréia de "O Príncipe das Marés" (Prince of Tides), estrelado e dirigido por Barbra Streissand (22 horas, Cine Plaza, ingressos dirigidos).

"Primeiro Amor" infantil é a maior atração para o público

Possibilitando aos que ainda não assistiram "JFK - A Pergunta que não quer Calar", de Oliver Stone (cines Astor e Cinema I) e "Unidos pelo Sangue" (The Indian Runner), de Sean Penn (Cine Ritz) - além dos outros digestivos programas em cartaz - disponham de maior tempo, apenas duas estréias, de médio interesse nessa semana: "Caso de Força Maior" de Pierre Jolivet (Cine Luz) e a comédia infantil "Meu primeiro Amor" (My Girl), que catipultuada [catapultada] pelo carisma de Macaulay "Esqueceram de Mim" Culkin tem tudo para se tornar o novo campeão de rendas.
© 1996-2016. tabloide digital - 35 anos de jornalismo sob a ótica de Aramis Millarch - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Altermedia.com.br