Login do usuário

Aramis
Conteúdo sindicalizado RSS Oliver Stone

Oliver Stone

Jack Palance ao meio de quatro estréias

Semana com quatro estréias e pré-lançamento de mais um filme glamourisado por um Oscar - "Amigos... Sempre Amigos" (City Slickers), de Ron Underwood, que valeu ao homem mau Jack Palance, 75 anos, o seu primeiro troféu, na categoria de coadjuvante. Este western - que redime a injustiça sofrida pelo mesmo Palance em 1953 - tem pré-estréia no Palace Itália hoje, às 21h45[min], com reprise amanhã, no mesmo horário. No dia 17, entra em carreira normal.

Quem é, afinal, mr. Ovits, o mais poderoso dos agentes de Hollywood

A divulgação na página de domingo sobre as 100 pessoas mais poderosas na Hollywood dos anos 90, conforme o levantamento da revista "Premiére", em sua edição de maio, fez com que mesmo os mais atualizados cinéfilos ficassem surpresos com o nome do homem que, entretanto pela primeira vez neste power poll da indústria do entretenimento visual, conseguiu o primeiro lugar: o superagente Michael S. Ovitz.

Uma amarga decisão (e a desatenção com o público)

Baseado em fatos reais "O Expresso da Meia Noite" (Midnight Express, 1978, de Alan Parker) denunciou a violência sofrida por um jovem norte-americano, Billy Hayes (interpretado por Brad Davis, falecido há poucos meses vítima da Aids), preso na Turquia como traficante de haxixe. O filme - que recebeu várias indicações e o Oscar de melhor roteiro (Oliver Stone) acabou provocando problemas com aquele país - mas ficou como um denúncia dos mal tratos dispensados pela polícia turca a prisioneiros estrangeiros.

"Sonata" de Kurosawa é a melhor estréia da semana

Quatro estréias - entre as quais uma com amplas condições de figurar entre os melhores lançamentos do ano, nesta semana em que a divulgação dos indicados ao Oscar-92 faz com que as bilheterias dos nominations já em exibição - como "JFK - A Pergunta que não quer Calar", de Oliver Stone (Astor/Cinema I) ganhem substancial reforço promocional. Outros filmes indicados, como "Bugsy" e "O Príncipe das Marés" - já estão tendo pré-estréias e chegam ao circuito dentro de poucos dias.

"Alucinações do Passado" é a melhor estréia da semana

É Carnaval e portanto época de vacas magras para os cinemas. Apesar do feriadão, os exibidores queixam-se de que o público prefere assistir aos desfiles das grandes escolas pela televisão, sair às ruas - os que ainda acreditam que Momo existe em Curitiba - ou, aqueles que podem, viajar para as praias. Assim, as estréias mais importantes ficam para as próximas semanas - ainda mais agora, com toda motivação dos filmes indicados ao Oscar.

Vídeonotas

A vinda de Oliver Stone ao Rio de Janeiro, no início da semana, para lançamento nacional de "J. F. K." coincide com a edição de mais de um de seus filmes em vídeo. Justamente, o seu penúltimo trabalho, o semi-documentário "The Doors", 91, sobre o grupo pop - e especialmente Jim Morrison - num retrato dos anos 60. Seus outros filmes - inclusive "A Mão" (The Hand), - nunca lançado comercialmente - já estão a disposição nas boas locadoras e agora com a promoção dada a "J. F.

"Morrer de Novo" e "Príncipe das Marés", os melhores lançamentos

Seis estréias ajudam a curar a ressaca carnavalesca e estimulam a freqüência aos cinemas. Desde quarta-feira de Cinzas, está em exibição O PRÍNCIPE DAS MARÉS (Prince of the Tides), a nova tentativa de Barbra Streissand em provar que não é apenas (excelente) cantora e atriz. Fez um filme denso, profundo e envolvente sobre as relações de um psiquiatra (ela própria) e um interiorano (Nick Nolte, elogiadíssimo e um dos favoritos ao Oscar) que a procura em Nova York em busca de solução para os problemas de sua irmã que tentou suicídio.

Vale a locação - O adeus dos irmãos Marx e a chegada de Marilyn ao cinema

O catálogo da Republic Pictures continua a ser uma das atrações para quem busca filmes importantes na locadoras. Neste final de mês, estão chegando mais dois títulos especiais. O primeiro é a comédia "Loucos de Amor" (Love Happy, EUA, 1949), 85 minutos, que David Miller realizou com roteiro de Frank Taslin (1913-1974), que se tornaria, posteriormente também um mestre da comédia sofisticada. O diretor David Miller, voltou a evidência na semana passada quando o Globo apresentou na televisão o seu filme "A Morte de um Presidente" (Executive Action, 73), sobre o complô para assassinar John F.

Bugsy e Misery, estréias com peso de Oscar

Sorrisos dentifrícios nos exibidores com a temporada dos filmes oscarizáveis. Depois de "JFK- A Pergunta Que Não Quer Calar" de Oliver Stone (8 indicações, Cinema I) e "O Príncipe das Marés" de Barbra Streissand (7 indicações, Cine Bristol), chega o supercampeão das nominations: "Bugsy", de Barry Levinson, 10 indicações e garantia de muitas semanas lotadas no Cine Plaza onde estréia amanhã.
© 1996-2016. tabloide digital - 35 anos de jornalismo sob a ótica de Aramis Millarch - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Altermedia.com.br