Login do usuário

Aramis
Conteúdo sindicalizado RSS Valêncio Xavier

Valêncio Xavier

No dia do teatro, o vídeo em homenagem ao grande Zé

No mínimo, a emoção. Quando as imagens de José Maria Santos forem projetadas no telão do Museu de Imagem e do Som, no auditório Brasílio Itiberê, no próximo dia 27, com a primeira exibição pública de "Mal", todos que conheceram e aprenderam a admirar José Maria Santos sentirão profundamente a sua ausência. Num vídeo de 9'45" - no qual aparece cerca de cinco minutos - ficou perpetuado o seu último trabalho, feito exatamente três semanas antes de ser internado no Instituto de Medicina e Cirurgia do Paraná.

Luzes perfeitas para o vídeo sem palavras

Quando Valêncio Xavier concebeu "Mal" como um vídeo de trabalho o fez pensando dentro do curso que Dante Lecioli estava dando sobre uma técnica fundamental mas com poucos especialistas: a iluminação. Assim, como os recursos eram pequenos - apesar do apoio da Secretaria da Comunicação Social, na cessão de equipamento (o Sir-Laboratório de Som & Imagem também colaborou) não havia condições de desenvolver uma história sofisticada, que exigisse tomadas em locação e mesmo diálogos dos intérpretes.

No campo de batalha

A frustração dos videomakers curitibanos que há algumas semanas ficaram eufóricos com um projeto que parecia ser generoso por parte do Banestado: financiar quatro produções de média-metragem abordando aspectos de nossa história. Fernando Severo, Valêncio Xavier, Berenice Mendes e Fernanda Morani apresentaram roteiros e chegaram a iniciar a pré-produção mas as coisas deram para trás. O Banestado indenizou os realizadores pelas despesas feitas e tudo voltou a estaca zero. xxx

Um pouco do Paraná nos cadernos do MIS

Há 17 anos, quando a Fundação Cultural de Curitiba foi criada na primeira administração de Jaime Lerner, uma das primeiras iniciativas foi a edição de uma série de fascículos através da Casa Romário Martins, primeira das unidades voltadas a preservação da história de nossa cidade.

Goethe mostrará o bom cinema feito para TV

Assumindo a direção do Goethe Institut de Curitiba há poucos meses, a professora Birgit Muhlhaus vem realizando um ótimo trabalho. Simpática, competente e experiente - vem de 7 anos de atividades em Buenos Aires, onde deixou grandes amigos e um positivo saldo de trabalho - Birgit começa agora a agilizar o calendário de atividades da instituição, por sinal com uma dinamização cada vez maior em sua área didática (todas as vagas oferecidas para o ensino de alemão neste semestre foram preenchidas em poucos dias).

Um Chico Mendes julgado na competição dos curtas-metragens

Fortaleza - Como eficiente assessor da Embrafilme, o jornalista Sebastião França, faz questão de contar a boa notícia: por determinação do ministro José Aparecido de Oliveira, da Cultura - após ouvir o apelo do secretário René Dotti (de quem França foi assessor especial por seis meses) a Fundação do Cinema Brasileiro vai agilizar a sua participação para que os quatro curtas-metragens, co-produzidos pelo governo do Paraná, sejam, enfim, finalizados. Não é sem tempo.

No campo de batalha

Luiz Groff foi ultraprestigiado no lançamento de "O Espírito do Vinho", que autografou durante quase três horas, no showroom da Olsen S/A, empresa da qual é diretor de marketing. Do vice-governador Ary Queiroz, primeira Dama Débora Dias, prefeito Jaime (e Fany) Lerner, secretário René Dotti e muitos outros nomes do poder, até amigos mais anônimos, foram levar seu abraço e adquirir (por NCrz$100,00) o livro de Groff, reunindo crônicas bem humoradas em torno de uma de suas paixões: a arte de beber bons vinhos.

Os urros de Leon sobre a garimpagem do bom som

Quando idealizou reeditar muitas das preciosidades em 78 rpm que acumulou ao longo de mais de 40 de seus 59 anos de vida, o pernambucano Leon Barg já imaginava que sua iniciativa viria, para usar uma frase clichê, preencher um espaço em nossa memória cultural.

Sulina editará obra completa de Valêncio

Valêncio Xavier voltou eufórico de Porto Alegre. Além de uma ativa participação no II Fórum de Museus da Imagem e do Som e Entidades Assemelhadas, na qual propôs inclusive a criação de uma associação nacional (e de cuja presidência abriu mão), aproveitou para acertar com a editora Sulina a edição de suas obras completas.
© 1996-2016. tabloide digital - 35 anos de jornalismo sob a ótica de Aramis Millarch - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Altermedia.com.br