Login do usuário

Aramis
Conteúdo sindicalizado RSS Valêncio Xavier

Valêncio Xavier

No campo de batalha

A frustração dos videomakers curitibanos que há algumas semanas ficaram eufóricos com um projeto que parecia ser generoso por parte do Banestado: financiar quatro produções de média-metragem abordando aspectos de nossa história. Fernando Severo, Valêncio Xavier, Berenice Mendes e Fernanda Morani apresentaram roteiros e chegaram a iniciar a pré-produção mas as coisas deram para trás. O Banestado indenizou os realizadores pelas despesas feitas e tudo voltou a estaca zero. xxx

Um pouco do Paraná nos cadernos do MIS

Há 17 anos, quando a Fundação Cultural de Curitiba foi criada na primeira administração de Jaime Lerner, uma das primeiras iniciativas foi a edição de uma série de fascículos através da Casa Romário Martins, primeira das unidades voltadas a preservação da história de nossa cidade.

Goethe mostrará o bom cinema feito para TV

Assumindo a direção do Goethe Institut de Curitiba há poucos meses, a professora Birgit Muhlhaus vem realizando um ótimo trabalho. Simpática, competente e experiente - vem de 7 anos de atividades em Buenos Aires, onde deixou grandes amigos e um positivo saldo de trabalho - Birgit começa agora a agilizar o calendário de atividades da instituição, por sinal com uma dinamização cada vez maior em sua área didática (todas as vagas oferecidas para o ensino de alemão neste semestre foram preenchidas em poucos dias).

Helena Kolody, 81 (ou 18?) anos de iluminação poética

Helena Kolody, profissão poeta.Ninguém melhor do que esta ucraniana-brasileira de eterna juventude que os 81 anos parecem apenas um número ao contrário (18), para justificar esta identificação. Helena é brilho, luz, magia - que a faz, há muito, não só a grande poeta do Paraná, mas uma das maiores do Brasil. Se o Rio Grande do Sul tem Mário Quintana, nós temos - para muito orgulho! - Helena Kolody, hoje, merecidamente, tendo sua obra reconhecida nacionalmente.

No campo de batalha

Uma atriz-bailarina começa a se destacar na cidade: é a mignon Mittie Taketani, que está no elenco de "Alice no País das Maravilhas", adaptação e direção de Paulo Maia, que vem sendo apresentada nos fins de semana, 16 horas, no Teatro do Sesi. Baseado livremente no texto de Lewis Caroll, o espetáculo traz Gioavani Soar como Alice, ao lado de um grupo de moças bonitas e talentosas: Cristiane de Macedo, Erika Mignon, Chris Gomes e Eliane Campelli. Os marmanjos no palco são Álvaro Bittencourt, Cleon Jacques, Edson Rocha e Maurício Vogue. xxx

No campo de batalha

Antônio Roberto de Godoy, 57 anos, diretor do grupo cinematográfico Hawaí, tem estado quase que semanalmente em Maringá. É que supervisiona os detalhes finais do Avenida Center, duas salas (370 e 260 espectadores), que serão inauguradas no próximo dia 12 de junho, aumentando para 4 os cinemas da Cidade Canção. xxx

No campo de batalha

Luiz Groff foi ultraprestigiado no lançamento de "O Espírito do Vinho", que autografou durante quase três horas, no showroom da Olsen S/A, empresa da qual é diretor de marketing. Do vice-governador Ary Queiroz, primeira Dama Débora Dias, prefeito Jaime (e Fany) Lerner, secretário René Dotti e muitos outros nomes do poder, até amigos mais anônimos, foram levar seu abraço e adquirir (por NCrz$100,00) o livro de Groff, reunindo crônicas bem humoradas em torno de uma de suas paixões: a arte de beber bons vinhos.

Os urros de Leon sobre a garimpagem do bom som

Quando idealizou reeditar muitas das preciosidades em 78 rpm que acumulou ao longo de mais de 40 de seus 59 anos de vida, o pernambucano Leon Barg já imaginava que sua iniciativa viria, para usar uma frase clichê, preencher um espaço em nossa memória cultural.

Sulina editará obra completa de Valêncio

Valêncio Xavier voltou eufórico de Porto Alegre. Além de uma ativa participação no II Fórum de Museus da Imagem e do Som e Entidades Assemelhadas, na qual propôs inclusive a criação de uma associação nacional (e de cuja presidência abriu mão), aproveitou para acertar com a editora Sulina a edição de suas obras completas.

No campo de batalha

Grandes projetos para 1990 não faltam a Verinha Walflor e Wanderley Pelegrini, a mais atuante dupla de empresariamento artístico da cidade. Começam com um espetáculo que apesar de acontecer numa semana pré-carnavalesca, férias de verão, deve lotar o auditório Bento Munhoz da Rocha Neto - Marisa Monte (dia 19, 21h). No ano passado, tendo apenas 5 dias para montar a produção, Verinha conseguiu fazer da primeira apresentação de Marisa no Guaíra um êxito tão grande que, imediatamente, a cantora se animou a propor um replay.
© 1996-2016. tabloide digital - 35 anos de jornalismo sob a ótica de Aramis Millarch - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Altermedia.com.br