Login do usuário

Aramis
Conteúdo sindicalizado RSS Sérgio Rezende

Sérgio Rezende

Apesar do boicote, Shoah continua na semana que tem Vênus e Batman

Se o V FestRio, em novembro do ano passado, teve uma musa ela foi, com certeza, a alemã Sonja Kirchberger. Alta, belíssima e, sobretudo, sensual esta ex-bailarina clássica, que estreou nas telas em "Armadilha para Vênus", desfilando ao lado do (feliz) diretor Robert Van Ackeren, se tornou mira de olhares, de Câmaras de televisão e fotógrafos. Especialmente após o filme ter sido exibido, na parte competitiva, representando a República Federal da Alemanha.

De como ver Brasília na ótica de seis cineastas

Em 1987, poucos dias após a Unesco ter concedido a Brasília o status de Patrimônio Mundial da Humanidade, realizava-se o XX Festival do cinema Brasileiro. O então governador do Distrito Federal, José Aparecido de Oliveira - hoje ministro da Cultura - reuniu os cineastas, jornalistas e artistas, convidados do evento, no Palácio Buriti e anunciou um projeto: a realização de um filme, em episódios, que mostrasse ao mundo o que é Brasília.

Mais do que um sex symbol, a busca pela carreira-solo

Sexta-feira, 4, Paulo Ricardo terminou o dia extenuado vocalmente. Durante mais de 7 horas, do escritório de Verther Brunner, chefe da divulgação da CBS, no Rio de Janeiro, falou com mais de 40 jornalistas em dezenas de cidades.

Reflexões bem humoradas e dramáticas do Brasil 1964

Gramado - Duas maneiras de (re)ver o golpe militar e os anos duros da revolução. Com humor e ironia, como fez a estreante Maria Letícia em "1º de Abril, Brasil" - ou com o rigor documental, como fez a jornalista e cineasta Lúcia Murat, em "Que Bom te Ver Viva" - que será mostrado hors concours, na sexta-feira e que ontem teve uma exibição especial para a imprensa.

No campo de batalha

1) - O próprio Fernando Sabino - que estava sendo aguardado ontem deve estar dividido: afinal, duas de suas estórias inspiraram filmes que estão em competição. Ontem foi exibido "O Grande Mentecapto", com um elenco de nomes famosos - Diogo Vilela, Osmar Prado, Luís Fernando Guimarães, Imara Reis (aliás, competindo em vários outros curtas e longas em exibição no festival), Débora Bloch, Antônio Pedro, Regina Casé, Jofre Soares, Emiliano Queiroz, Maurício do Valle e até Cláudio Correa e Castro.

Sabino na tela ganha torcidas

Gramado - Em termos de júri popular, "O Grande Mentecapto", exibido na quarta-feira, é candidato forte a levar alguns Kikitos. Mas outro filme igualmente adaptado de um texto de Fernando Sabino se impôs como outro dos favoritos ao ser projetado ontem à noite - e que hoje poderá ser visto em nove capitais brasileiras (em Curitiba, Lido II, 5 sessões): "A Faca de Dois Gumes".

No campo de batalha

1) - Difícil, com antecipação, fazer previsões das premiações de hoje à noite. Após a exibição hors concours de "Lili, a Estrela do Crime", de Lui Farias (que representou o Brasil no último FestRio, ao lado de "O Mentiroso", de Werner Schulmann), serão anunciados os vitoriosos desta 17ª edição do Festival de Gramado. Em termos de voto popular, os preferidos são "O Grande Mentecapto", entre os longas, e "A Garota das Telas", de Cao Hamburger - filme de animação que fascina o público (é até covardia colocá-lo em competição após já ter sido premiado em outros festivais). xxx

"Doida Demais" fica só na expectativa

Claudinho Pereira, jornalista, tv-man, animador cultural, idealizador de inúmeros eventos culturais (atualmente prepara o I Encontro Nacional da Poesia) no Rio Grande do Sul, é também um humorista nato. Sempre ao lado de sua linda esposa, a Preta, são presenças animadas no Festival de Gramado. E foi Claudinho, com sua irreverência, que após a apresentação de "Doida Demais", encerrando a mostra competitiva, cunhou algumas adjetivações ao filme de Sérgio Rezende:

Nas telas, um olhar feminino

Com exceção de duas estréias - "Os Três Fugitivos" e do frágil "Salto para a Glória" (Take it Easy), de Albert Magnoli (cujos créditos incluem "Purple Rain", com o cantor Prince), em exibição no Bristol - a semana continua com muitas fitas em continuidade e algumas reprises. Numa coincidência, filmes que têm um olhar feminino sobre diferentes aspectos, mostrando novas óticas da realização cinematográfica em relação ao ponto de vista da mulher.
© 1996-2016. tabloide digital - 35 anos de jornalismo sob a ótica de Aramis Millarch - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Altermedia.com.br