Login do usuário

Aramis
Conteúdo sindicalizado RSS Planejamento Urbano de Curitiba

Planejamento Urbano de Curitiba

Artigo em 13.02.1982

Há dois anos o arquiteto paulista Sergio Prado, 36 anos, quase criou um racha entre os profissionais do Instituto de pesquisas e Planejamento Urbano de Curitiba.

Ligeirinho, Jaime iria para os EUA, segundo os inimigos

Duas notas de 15 linhas, na coluna "Painel", da "folha de são Paulo", edição de sábado, 18/04/1992, trouxeram euforia ao staff do politiqueiro Grecca de Macedo. Sob o título "Marca Registrada", a primeira notícia disse: "A exposição sobre Curitiba nos EUA pode render mais do que prestígio para o Prefeito Jaime Lerner e seu sócio Cassio Taniguchi. Eles patentearam a estação em formato de tubo usada na cidade e que pode ser "exportada".

Forte Neto, o senhor técnico com 30 anos de experiência e prêmios

Em menos de 3 semanas, sem qualquer esquema político-promocional, o arquiteto e professor Luís Forte Neto teve uma surpresa das mais gratificantes: centenas de telefonemas, mensagens por fax e telex, cartas, telegramas e mesmo pessoas que o procuraram pessoalmente para lhe transmitir o maior apoio para que dispute a Prefeitura de Curitiba.

Do lazer abandonado ao largo da desordem

A carta-denúncia de Jorge Carlos Sade (Praça Garibaldi, 85), datada de 15 de janeiro último, é a seguinte: "Dizem que a casa é a cara do dono!" A Praça Garibaldi, o dito setor histórico, seria o retrato de Curitiba? Baderneiros, drogados, bêbados, cheiradores, assaltantes, maloqueiros, botecos e bares de lixo e de luxo, putaréu, violência, despoliciamento, gangues varzeanas, ratatuia infecta e contagiosa, dia & noite-noite & dia infestam o eixo Praça da Ordem-Alto do São Francisco. Eis a Curitiba ecológica! Isso é o retrato da Prefeitura, da dita Secretaria do Meio Ambiente?

Quando o técnico vale mais que o politiqueiro demagogo

Numa semana em que a (in)definição do candidato a ser ungido pelo prefeito Jaime Lerner à sua sucessão divide os que defendem a solução técnica, entre os cinco excelentes nomes que foram lançados, e a proposta política - com dois deputados pedetistas pretendendo também a candidatura, seria interessante que se lembrasse do que ocorreu há exatamente 30 anos em Curitiba.

No campode batalha

Discretamente, o engenheiro Cassio Taniguchi, presidente do Instituto de Pesquisas e Planejamento Urbano de Curitiba, viajou para a Alemanha. Sua assessoria não ofereceu detalhes da viagem mas a informação é de que ele e a esposa, a empresária Marina, "viajaram de férias". O casal retorna dia 24. xxx

Do lazer abandonado ao largo da desordem

A carta-denúncia de Jorge Carlos Sade (Praça Garibaldi, 85), datada de 15 de janeiro último, é a seguinte: "Dizem que a casa é a cara do dono!" A Praça Garibaldi, o dito setor histórico, seria o retrato de Curitiba? Baderneiros, drogados, bêbados, cheiradores, assaltantes, maloqueiros, botecos e bares de lixo e de luxo, putaréu, violência, despoliciamento, gangues varzeanas, ratatuia infecta e contagiosa, dia & noite-noite & dia infestam o eixo Praça da Ordem-Alto do São Francisco. Eis a Curitiba ecológica! Isso é o retrato da Prefeitura, da dita Secretaria do Meio Ambiente?

Noite Vazia (III) - Nilo chorando com a morte da casa pela desordem na Ordem

Entre vários aspectos que o fechamento de endereços noturnos - como o Habeas Coppus e o Crystal - podem justificar numa apreciação mais ampla do que o simples registro está o da própria localização dos chamados eixos-de-animação da cidade. Desde quando presidente do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba, na gestão do prefeito Omar Sabbag - com o qual viria a romper por razões técnicas (*), o então modesto arquiteto já se preocupava em que Curitiba tivesse espaços capazes de concentrar comércios específicos, inclusive o da noite.

Lei Mendonça preocupa a nossa "Lei Vanhoni"

Embora todo o expediente da sessão de hoje na Câmara de Curitiba deva ser dedicada a um assunto explosivo - a discussão do bonde, num investimento de quase US$ 300 milhões de dólares - com a presença do presidente do IPPUC, engenheiro Cassio Taniguchi (*), ao menos um dos vereadores do PT Angelo Vanhoni, tentará, no finalzinho da tarde, fazer contato telefônico com colega de São Paulo para saber os resultados de um outro assunto que tornará histórica a sessão da Câmara na capital paulista.

No campo de batalha

Um adendo ao nosso comentário de ontem: o deputado Rafael Greca de Macedo teria trabalhado apenas cinco meses (e não anos) no Instituto de Pesquisas e Planejamento Urbano de Curitiba. A vereadora Zélia Passos, que durante um longo período foi uma das mais competentes técnicas daquela instituição, foi quem denunciou a irregularidade do vereador pedetista em pretender uma "reclassificação" quando desde que foi nomeado (sem concurso) para o IPPUC, em 1983, praticamente pouco ali apareceu.
© 1996-2016. tabloide digital - 35 anos de jornalismo sob a ótica de Aramis Millarch - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Altermedia.com.br