Login do usuário

Aramis
Conteúdo sindicalizado RSS Palma de Ouro

Palma de Ouro

Pedro Jorge documentou "Vale dos Dinossauros"

Um dos mais ativos cineastas e intelectuais de Brasília, Pedro Jorge de Castro, 48 anos, cearense de Aurora, não se deixa abater pela crise do cinema brasileiro. Radicado há mais de 10 anos em Brasília, onde é um dos mais competentes e estimados professores do departamento de Comunicação Social da Universidade, na área de cinema, Pedro Jorge está sempre em atividade.

Adamiu valoriza os títulos pela Paris

A Paris Vídeo, empresa do grupo Paris Filmes - dirigida por Alexandre Adamiu, embora tenha 80% de seu faturamento na importação e distribuição de filmes de ação, na linha terror, lutas marciais e sexo, vem surpreendendo com alguns títulos de qualidade.

Reprises e continuações em semana sem bons lançamentos

Janeiro, verão, férias e programação tranquila nos cinemas. Se neste início de 92 não há grandes lançamentos destinados à platéias infanto-juvenis capazes de permanecerem semanas em cartaz - o novo Steven Spielberg só chega quando o Oscar estiver próximo (afinal "Hook", sua transposição da história de Peter Pan, pretende várias nominations), é tempo de reprises e continuações.

Cinema em alta com "Culpado por Suspeita"

Anunciado para a semana passada - mas cancelado na última hora para que "Barton Fink - Delírios de Hollywood" tivesse, merecidamente, mais uma semana, finalmente "Culpado por Suspeita" estréia hoje no cine Ritz. Seu lançamento se constitui num fato importante, já que, de certa forma, inclui-se no clima do "cinema por dentro" que os irmãos Cohen já haviam colocado no premiado (Palma de Ouro, Cannes 91) "Barton Fink".

Estréiam hoje dois dos melhores filmes de 1991

1992 não poderia começar melhor em termos cinematográficos. Hoje, terceiro dia do ano, estréiam dois dos dez melhores filmes indicados no referendum em que participaram 28 críticos e cinéfilos de 8 capitais e que, pela 26ª vez, ininterruptamente, O Estado do Paraná publicará domingo. "Não Amarás", do polonês Krzystof Kieslowski e "Os Imorais", do inglês Stephen Frears - que embora estivessem inéditos em Curitiba obtiveram pontuação para integrar a lista dos 10 melhores, estréiam agora nos Cine Groff e Bristol, respectivamente.

As trilhas de "Wild at Heart", Ninjas e Ana Raio e Zé Trovão

Mesmo atrasando-se no lançamento do filme - exibido no ano passado, logo após ter sido premiado com a Palma de Ouro em Cannes - a Polygram marcou um tento ao editar no Brasil a interessantíssima trilha sonora de "Coração Selvagem" (Wild at Heart), de David Lynch - o cineasta cult de maior evidência nestes últimos anos.

Estréiam hoje dois dos melhores filmes de 1991

1992 não poderia começar melhor em termos cinematográficos. Hoje, terceiro dia do ano, estréiam dois dos dez melhores filmes indicados no referendum em que participaram 28 críticos e cinéfilos de 8 capitais e que, pela 26ª vez, ininterruptamente, O Estado do Paraná publicará domingo. "Não Amarás", do polonês Krzystof Kieslowski e "Os Imorais", do inglês Stephen Frears - que embora estivessem inéditos em Curitiba obtiveram pontuação para integrar a lista dos 10 melhores, estréiam agora nos Cine Groff e Bristol, respectivamente.

Lee faz o filme certo para discutir racismo

"Algumas pessoas se viciam nas coisas mais estranhas Que nada tem a ver com a vida Deus nos deu vida e o que damos a Ele? Se não é nosso amor, o que será" ("Amor Químico", música-tema de Stewie Wonder / Stephanie Andrews, em "Febre na Selva"). A seqüência de abertura de "Febre na Selva" (Cine Condor) lembra o início de "Faça a Coisa Certa": num bairro negro (Harlem), começa uma nova manhã, marcada pelo jornaleiro atirando um exemplar do "The New York Times". Em seu apartamento, um casal faz amor tão apaixonado que acorda a filha.
© 1996-2016. tabloide digital - 35 anos de jornalismo sob a ótica de Aramis Millarch - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Altermedia.com.br