Login do usuário

Aramis
Conteúdo sindicalizado RSS Solar do Barão

Solar do Barão

Já jogou RPG? Então, experimente

A Gibiteca de Curitiba (Solar do Barão - Rua Carlos Cavalcanti 533) vai realizar hoje das 14 às 19h, o curso de RPG (Role Playing Games), um jogo de personificação (ou de interpretação), que vem ganhando cada vez mais adeptos no Brasil. O curso é ministrado por dois "cobras" do RPG, os paulistas Douglas Quinta Reis e Thaddeus Blanchete, com assessoramento de Luiz Fancisco Utrabo, um dos introdutores do jogo em Curitiba.

Hoje é dia de show na Ópera

Leila Pinheiro, Rafael Rabelo, Chiquinho do Acordeon e o Quarteto Brazlilis fazem show, a partir das 20h30 de hoje, na Ópera de Arame, saudando o projeto do Conservatório de Música Popular Brasileira de Curitiba. (Entrada franca). A nova escola estará inteiramente voltada ao ensino da MPB, com supervisão do maestro Roberto Gnatalli e administração da Fundação Cultural. Sua sede será o Sobrado dos Guimarães, localizado na 13 de Maio com Mateus Leme, que se encontra em obra de restauração. Mesmo assim as aulas começam no dia 13 próximo, provisoriamente no Solar do Barão.

Arte em papel

O Museu da Gravura Cidade de Curitiba estará oferecendo, de 20 a 25 de julho, o curso especial "Acondicionamento de Obras de Arte em Papel", que será ministrado pela restauradora Emiliana Brandão. Entre as diversas técnicas a serem abordadas, destaque para o restauro de obras em papel, com técnica trazida do Canadá, e na qual Emiliana é especialista. As inscrições podem ser feitas na secretaria do Museu "Solar do Barão", 533, com informações pelo telefone 223-2733 (ramal 259).

Gaúchas expõem gravura em metal

As artistas plásticas gaúchas Cátia Usevicius e Eliane Santos Rocha mostram suas gravuras em metal na Sala Gilda Belczak do Museu da Gravura (Solar do Barão - Rua Carlos Cavalcanti, 533), a partir de hoje até 2 de agosto. A sala abre também aos sábados e domingos, das 10 às 15 horas.

No campo de batalha

A atriz carioca Clarice Dersier Luz, hóspede oficial da Fundação Cultural de Curitiba (Araucária Flat, diária a Cr$ 106.000,00) durante o mês de janeiro, voltou para dirigir uma leitura cênica-musical inspirada em "Flauta Mágica", de Mozart, que não teve, estranhamente, nenhuma divulgação na imprensa - e que hoje, consta, terá uma segunda apresentação no Solar do Barão. No elenco de leitura, uma jornalista e atriz de talento: a estimada Tônica (Antônia Elia Chagas), que, por sinal, foi quem coordenou eficientemente a divulgação da X Oficina de Música de Curitiba. xxx

Curitibana Lygia faz tese sobre loucura na paulicéia

Dona Pompilia Lopes dos Santos, na lucidez de seus 92 anos a serem comemorados em 7 de agosto, feliz da vida ao saber que uma de suas 22 netas ganha projeção nacional na área intelectual: a psiquiatra Lygia de França Urquiza, 34 anos, teve aprovada na Faculdade de Ciências Médicas da Unicampo, em 13 de dezembro, uma tese que tem provocado muito impacto ( "Um tratamento para loucura: contribuição histórica à emergência da prática psiquiátrica no estado de São Paulo"). xxx

Perfil - Vanhoni, um vereador da Cultura

Conseguindo ver aprovado, por unanimidade, o projeto de lei 16/91, que cria incentivos fiscais para projetos culturais, o vereador Ângelo Vanhoni sentiu uma grande emoção. Mais do que apenas uma feliz iniciativa - entre tantas que vem tomando, em sua corajosa e independente atuação na Câmara de Curitiba (credenciando-se como um dos melhores vereadores que por ali já passaram), Vanhoni sentiu que ao ter o apoio inânime de seus 32 colegas na sessão de 12 de agosto último ter apresentado em janeiro último, um projeto que se fazia necessário para Curitiba.

A Lei Vanhoni foi vetada. Lerner propõe Lei Vanhoni

Há exatamente uma semana, a classe artística curitibana teve o maior choque. Quando o crítico e professor Edelcio Mostaço, presidente da comissão que coordena a aplicação dos recursos advindos da aplicação da lei de incentivos fiscais em São Paulo (*) encontrava-se numa reunião com lideranças culturais de Curitiba, no Solar do Barão, revelou-se que, na tarde daquele dia, 10 de setembro, o prefeito Jaime Lerner havia vetado integralmente o projeto de lei semelhante apresentado pelo vereador Angelo Vanhoni, que aprovado por unanimidade na Câmara, um mês antes, aguardava a sanção do burgomestre.

Paixão musical segundo Regina

Roberto de Regina é daquelas pessoas que ama o seu trabalho. Médico anestesista foi um bom profissional até conseguir aposentar-se do INPS - no qual trabalhou por 35 anos - mas o que sempre gostou mesmo foi a música. Apaixonado por música antiga, fundou grupos instrumentais que pioneiramente passaram a desenvolver no Brasil um repertório até então praticamente pouco divulgado e com o Coral Dante Martinez, numa série de três elepês lançados pela CBS nos anos 60 - "Cantos e Danças da Renascença" (que merecia a reedição, na perfeição do CD) ganhou aplausos internacionais.
© 1996-2016. tabloide digital - 35 anos de jornalismo sob a ótica de Aramis Millarch - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Altermedia.com.br