Login do usuário

Aramis
Conteúdo sindicalizado RSS RFA

RFA

Airto, como sempre, o melhor da América

A notícia já foi publicada por nós, nestes anos todos em que aqui estamos, várias vezes, mas sempre repetimos mudando apenas a data. Sempre com uma imensa satisfação: o catarina-curitibano Airto Guimorvan Moreira, mais uma vez, na cabeça do "Jazz Poll" da "Down Beat", a mais famosa revista de jazz do mundo. Tanto no julgamento da crítica como dos leitores (que, por se constituírem numa elite de bom gosto, sabem no que votam), o catarinense de Itaiópolis, infância passada em Guarapuava e juventude em Curitiba - desde 1967 morando nos Estados Unidos, continua a ser o melhor na percussão.

Os "Totós" nas cabines dos cinemas no Paraná

Na mesma edição em que detalha o moderníssimo equipamento controlado por computador nas 14 salas de projeção em um único edifício na cidade de Colonia, RFA, a revista da Cinemaccanica dedica duas páginas em homenagem a Giuseppe Tornatore por ter feito "Cinema Paradiso", um canto de amor ao cinema, através da história do velho operador, Alfredo (Philippe Noiret) e do menino Totó (Salvatore Cascio), que, na cabine iluminada, viu nascer seus sonhos de cineasta.

O teatro alemão na visão do paranaense Marchioro

Recém chegado de sua segunda viagem a República Federal da Alemanha, Marcelo Marchioro, 38 anos, nem teve tempo de começar a separar as centenas de programas, tapes e trilhas sonoras dos 134 espetáculos que assistiu naquele país nos últimos meses e já recebeu convite para falar sobre o teatro alemão contemporâneo (auditório do Instituto Goethe, segunda-feira, 28, 19:30hs).

A arte visual das mulheres na beleza da nova "Gráfica"

Em mais um grande momento de inspiração, o criativo Ivens de Jesus Fontoura, múltiplo em suas atividades - artista plástico, professor, designer, fotógrafo e eficiente coordenador de Museus da Secretaria da Cultura, acertou mais uma vez. A I Bienal do Designer Brasileiro, lançada oficialmente em coquetel na noite de quinta-feira, no Bourbon Tower, tem tudo para emplacar como um grande evento. Ivens soube costurar a participação de todas as entidades ligadas ao designer, buscou o patrocínio na iniciativa privada - via Grupo Trombini - além do Banestado) e a promoção agora vai deslanchar.

No campo de batalha

Apesar de cumprir uma agenda apertada, o jornalista e sociólogo Raimundo Rodrigues Pereira, que a convite da Secretaria da Comunicação Social encerra hoje o projeto "Paraná Debate Brasil" (palestra no auditório da Amorc - Ordem Rosa Cruz, 19:30 horas), encontrará tempo para rever um amigo muito especial: o engenheiro Cassio Taniguchi, presidente do IPPUC. Raimundo e Cassio foram colegas no Instituto Tecnológico de Aeronáutica, em São José dos Campos, SP, nos anos 60.

Haja colírio para tantos programas

Quem se dispuser a acompanhar os filmes que ainda estão programados para a síntese da 13ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, há que ter muita disposição e tempo livre. Pois afora os filmes que estavam programados até amanhã, mais quatro longas foram acrescentados e serão mostrados no incômodo horário das 24 horas.

Nem só do dourado Oscar é que vive o bom cinema

A força promocional do Oscar é tão grande que praticamente ficam eclipsadas as outras premiações dadas aos filmes - mesmo em festivais da importância de Cannes, Veneza e Berlim. Afinal, um Oscar sempre significa muitos milhões de dólares na carreira de um filme - e especialmente para os que o obtém, mesmo com uma nomination - (hoje limitadas a cinco em cada categoria, mas que no passado atingia até uma dezena de vagas).

No campo de batalha

Mais um grupo de videomakers na cidade: quatro estudantes do curso de Comunicação da Universidade Federal - Robinson dos Santos Pereira, Luís Ricardo Coelho, Curt Rahom e Maurício Tared, já estão mostrando o primeiro trabalho que rodaram neste ano: "Road Movies com Pipoca", ficção, 35 minutos. xxx

Em uma semana, o que vem de melhor no próximo ano

A crise de espectadores não atinge apenas os filmes brasileiros - embora nestes a recessão seja maior. Com exceção de filmes de ação, violência e terror - tipo "Sexta-feira 13", "A Hora do Pesadelo", "Rambo", "Inferno Vermelho" - e agora, nesta semana, "Príncipe das Sombras" (São João), "Duro de Matar" (Plaza) e "Nico, Acima da Lei" (Astor), as bilheterias têm sido reduzidíssimas.
© 1996-2016. tabloide digital - 35 anos de jornalismo sob a ótica de Aramis Millarch - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Altermedia.com.br