Login do usuário

Aramis
Conteúdo sindicalizado RSS Universidade Federal do Paraná

Universidade Federal do Paraná

Forte Neto, o senhor técnico com 30 anos de experiência e prêmios

Em menos de 3 semanas, sem qualquer esquema político-promocional, o arquiteto e professor Luís Forte Neto teve uma surpresa das mais gratificantes: centenas de telefonemas, mensagens por fax e telex, cartas, telegramas e mesmo pessoas que o procuraram pessoalmente para lhe transmitir o maior apoio para que dispute a Prefeitura de Curitiba.

Ligeirinho, Jaime iria para os EUA, segundo os inimigos

Duas notas de 15 linhas, na coluna "Painel", da "folha de são Paulo", edição de sábado, 18/04/1992, trouxeram euforia ao staff do politiqueiro Grecca de Macedo. Sob o título "Marca Registrada", a primeira notícia disse: "A exposição sobre Curitiba nos EUA pode render mais do que prestígio para o Prefeito Jaime Lerner e seu sócio Cassio Taniguchi. Eles patentearam a estação em formato de tubo usada na cidade e que pode ser "exportada".

Museu realiza cursos de xilo e arte-papel

Museu da Gravura promove, a partir de segunda-feira, o curso de xilogravura com a artista plástica Yara Quasque, com término dia 18, e de papel artesanal com a pesquisadora Clarice Borian, até dia 31. Os cursos terão turmas à tarde e à noite, com vagas limitadas, sendo que as inscrições já estão abertas, podendo ser efetivadas na secretaria do Museu da Gravura (Rua Carlos Cavalcanti, 533) com informações pelo telefone 223-2733 (ramal 259).

Brinquedos da ilha são pesquisados

Pela primeira vez, um grupo de professores e estudantes de Educação Física vai atuar junto a uma comunidade de ilhéus, pesquisando a cultura no brinquedo e no lazer daquelas pessoas que vivem quase sem contato com o continente. O local escolhido é a Ilha de Superagüi, no Litoral Norte do Paraná e é para lá que se dirigem, nesta segunda-feira, as professoras Marlene Rodrigues Vieira e Yara Beduschi Coelho, com uma equipe de 25 alunos de 1º e 4º anos do curso de Educação Física da Universidade Federal do Paraná.

Artigo em 18.06.1992

A presença de Marcia Simões, professora e artista plástica, na Pró Reitoria de Extensão e Cultura da Universidade Federal do Paraná, está se refletindo em bons projetos, apesar das dificuldades orçamentárias da octagenária universidade. Uma delas é a segunda edição do Festival de Inverno (Antonina, 4 a 11 de julho), que este ano dará grande ênfase à área de música popular. Por exemplo, Roberto Nascimento, compositor, violonista, músico de vivência internacional e que há quase dois anos vive em Curitiba (sem ter o aproveitamento merecido) orientará o curso "Da fase de ouro a Bossa nova".

Música, teatro e dança em antonina

Hoje, o Festival de Antonina apresenta ao público, o Quarteto Brasílis, o grupo de teatro Tanahora, da PUC-PR com a peça "Gota D'água", dirigida por Laércio Raffa, o Grupo Pacheco e o grupo de Dança Júnior na UFPR, sob a direção de Cristiane Wosniak. Pacheco escolheu para o espetáculo três coreografias: a primeira é "Cruel Inocência", com música de Trevor Jonnes, premiada em festivais de dança de Uberlândia e Joinville. As outras duas são inéditas: "Homem 666" e "Tem Ar Dentro" que, depois de Antonina, serão mostradas, na próxima quinzena, em Joinville, durante o Festival de Dança.

As boas idéias da revista com melhores perspectivas

Nascida originalmente apenas como uma publicação destinada a comemorar os 25 anos de atividades profissionais de escritório de arquitetura Aldo Matsuda, a publicação "Idéias e Perspectivas" caminha para se transformar numa revista de alto nível - uma espécie do que foi a "Módulo" editada por anos pelo escritório de Oscar Niemeyer. xxx

Curitibana Lygia faz tese sobre loucura na paulicéia

Dona Pompilia Lopes dos Santos, na lucidez de seus 92 anos a serem comemorados em 7 de agosto, feliz da vida ao saber que uma de suas 22 netas ganha projeção nacional na área intelectual: a psiquiatra Lygia de França Urquiza, 34 anos, teve aprovada na Faculdade de Ciências Médicas da Unicampo, em 13 de dezembro, uma tese que tem provocado muito impacto ( "Um tratamento para loucura: contribuição histórica à emergência da prática psiquiátrica no estado de São Paulo"). xxx

Editora da Universidade não morreu. Longa vida para ela!

O professor Carlos Alberto Faraco, reitor da Universidade Federal do Paraná, iniciou o ano nos enviando uma educada carta, em linguagem informal, na qual faz algumas colocações em relação ao comentário que aqui publicamos, em 17 de dezembro último, sobre a redução nas atividades da Editora "Scientia et Labor", mantida pela UFP.

Títulos diversificados que justificam melhor divulgação

Se proporcionalmente a medida em que a Editora da Universidade Federal do Paraná fizesse suas edições em 1991 tivesse tido a preocupação de divulgá-la junto a imprensa - como fazem todas as organizações editoriais (oficiais ou particulares), possivelmente muitos títulos teriam obtido grande promoção. Por exemplo, um dos mais conhecidos e estimados mestres de Karatê no Paraná, o professor Aldo Lubes, publicou - (e fora dos círculos de cultores de lutas marciais e seus discípulos, poucos tomaram conhecimento), "Caminho do Karatê" (74 páginas, ilustrado).
© 1996-2016. tabloide digital - 35 anos de jornalismo sob a ótica de Aramis Millarch - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Altermedia.com.br