Login do usuário

Aramis
Conteúdo sindicalizado RSS Universidade Federal do Paraná

Universidade Federal do Paraná

Uma obra em progresso que precisa de muita ampliação

O Dicionário Histórico-Biográfico do Paraná, idealizado e coordenado por Luís Roberto Soares com a indispensável participação de cinco professores da Universidade Federal do Paraná, divide-se em verbetes sobre personagens, temas e eventos. Explica Luís Roberto Soares:

Lembrando Manoel Branco, nos 30 anos de sua morte

Amanhã, quinta-feira (20h, auditório da biblioteca Pública do Paraná) uma homenagem a um dos mais notáveis professores que passam pela Escola Veterinária da Universidade Federal do Paraná: Manoel Lourenço Branco (São Borja, RS, 29/10/1910 - Curitiba, 19/03/1962).

Moreira Garcez, prefeito do primeiro "Arranha-Céu"

Luiz Henrique Garcez de Oliveira Mello - ou afetuosamente conhecido e estimado Gordo Mello - é daquelas pessoas com jeito cara de Curitiba. Filho de uma das famílias mais tradicionais da cidade, espírito criativo e inquieto tem dado uma grande contribuição em vários setores - desde o pioneirismo na área da reprodução xerográfica até a edição de um livro em que se uniram os talentos poéticos de Paulo Leminski - de quem foi um dos grandes amigos - a sensibilidade visual do fotógrafo Jack Pires ("100 Clicks de Curitiba").

No campo de batalha

Muitos pais, com toda razão exibindo sorrisos Kolynos pela aprovação de seus filhos nos vestibulares. Mais do que ninguém, o casal Hélio e Clotilde (Branco) Germiniane - ele professor de cardiologia da UFP, ela da Microbiologia Faculdade Evangélica e também da UFP, com maiores razões ainda de alegria: o filho, Francisco Manoel, 18 anos, conseguiu tríplice aprovação: nos vestibulares de medicina das Universidade Federal e Evangélica e na Faculdade de Direito de Curitiba. E está ainda na lista de espera da UNICAMP, onde também prestou exames. xxx

O Banco de Luz que necessita de depositantes humanitários

Há 33 anos, quando era repórter da então recém nascida "Tribuna do Paraná", o jornalista Enock de Lima Pereira, no idealismo de seus 23 anos, ficou tão emocionado ao fazer uma reportagem sobre a iniciativa da oftalmologista Paula Soares em implantar o Banco de Olhos de Curitiba, que não teve dúvidas: antes de terminar a entrevista, fez questão de assinar um documento sendo o primeiro doador de olhos para o humanitário "banco" que era fundado.

Bia, a consulesa em San Francisco

Bia Wouk, artista plástica que surgiu no início dos anos 70 como um dos mais autênticos talentos de uma nova geração, será em breve a sra. Consulesa da República do Brasil na cidade de San Francisco, Califórnia, Estados Unidos. É que seu marido, o conselheiro João Almino de Souza Filho, 39 anos, atualmente servindo em Washington D.C., está na bica para uma justa promoção, que o levará ao disputado consulado de San Francisco.

Artes e amores de Violeta, a rebelde

Se o programa editorial deslanchado na administração dotteana na Secretaria da Cultura tiver prosseguimento sob a competente orientação de Regina Benitez, um livro que deveria ser reeditado é o tratado paranista que aborda a geologia e tribos indígenas paranaenses, escrita há mais de 50 anos pelo geólogo Paulino Franco de Carvalho. Pelo menos, o secretário da Administração, advogado Luiz Gastão de Alencar Franco de Carvalho e sua irmã, a pintora Violeta Franco, ficariam felizes.

Município gasta Cr$ 5 milhões para discutir o que é a ética

Apesar da repercussão que o oportuno e corajoso pronunciamento do professor Alvino Moser, mestre-adjunto do Departamento de Filosofia da Universidade Federal do Paraná provocou nos meios universitários, após a divulgação de seu texto no "Almanaque" ("O Estado do Paraná", 26/03/91), o curso "Ética", que sob os auspícios da Secretaria Municipal de Cultura, inicia no próximo dia 8, deve merecer ainda outros questionamentos.

A vida e a morte na barriga da criação

Na primeira seqüência, um casal faz amor num vagão-dormitório que cruza a Riviera Dei Fiore, deixando a França e entrando na Itália. Entre a belíssima paisagem que lembra os quadros de Bellini, em rápido close é focalizada a pequena e poética estação ferroviária de Vintimiglia - a terra natal do artista Franco Giglio, cujas obras hoje fazem parte da paisagem curitibana.
© 1996-2016. tabloide digital - 35 anos de jornalismo sob a ótica de Aramis Millarch - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Altermedia.com.br