Login do usuário

Aramis
Conteúdo sindicalizado RSS Universidade Federal do Paraná

Universidade Federal do Paraná

Curitibana Lygia faz tese sobre loucura na paulicéia

Dona Pompilia Lopes dos Santos, na lucidez de seus 92 anos a serem comemorados em 7 de agosto, feliz da vida ao saber que uma de suas 22 netas ganha projeção nacional na área intelectual: a psiquiatra Lygia de França Urquiza, 34 anos, teve aprovada na Faculdade de Ciências Médicas da Unicampo, em 13 de dezembro, uma tese que tem provocado muito impacto ( "Um tratamento para loucura: contribuição histórica à emergência da prática psiquiátrica no estado de São Paulo"). xxx

Editora da Universidade não morreu. Longa vida para ela!

O professor Carlos Alberto Faraco, reitor da Universidade Federal do Paraná, iniciou o ano nos enviando uma educada carta, em linguagem informal, na qual faz algumas colocações em relação ao comentário que aqui publicamos, em 17 de dezembro último, sobre a redução nas atividades da Editora "Scientia et Labor", mantida pela UFP.

Títulos diversificados que justificam melhor divulgação

Se proporcionalmente a medida em que a Editora da Universidade Federal do Paraná fizesse suas edições em 1991 tivesse tido a preocupação de divulgá-la junto a imprensa - como fazem todas as organizações editoriais (oficiais ou particulares), possivelmente muitos títulos teriam obtido grande promoção. Por exemplo, um dos mais conhecidos e estimados mestres de Karatê no Paraná, o professor Aldo Lubes, publicou - (e fora dos círculos de cultores de lutas marciais e seus discípulos, poucos tomaram conhecimento), "Caminho do Karatê" (74 páginas, ilustrado).

Os cem anos de Plácido e Silva merecem intensas comemorações

Entre as efemérides culturais do Paraná neste 1992 está uma que, até o momento, ninguém quase lembrou: o centenário de nascimento do jurista, professor, jornalista e editor Oscar Joseph de Plácido e Silva (Maceió, 18/6/1892 - Curitiba, 16/1/1963).

O Banco de Luz que necessita de depositantes humanitários

Há 33 anos, quando era repórter da então recém nascida "Tribuna do Paraná", o jornalista Enock de Lima Pereira, no idealismo de seus 23 anos, ficou tão emocionado ao fazer uma reportagem sobre a iniciativa da oftalmologista Paula Soares em implantar o Banco de Olhos de Curitiba, que não teve dúvidas: antes de terminar a entrevista, fez questão de assinar um documento sendo o primeiro doador de olhos para o humanitário "banco" que era fundado.

Bia, a consulesa em San Francisco

Bia Wouk, artista plástica que surgiu no início dos anos 70 como um dos mais autênticos talentos de uma nova geração, será em breve a sra. Consulesa da República do Brasil na cidade de San Francisco, Califórnia, Estados Unidos. É que seu marido, o conselheiro João Almino de Souza Filho, 39 anos, atualmente servindo em Washington D.C., está na bica para uma justa promoção, que o levará ao disputado consulado de San Francisco.

Artes e amores de Violeta, a rebelde

Se o programa editorial deslanchado na administração dotteana na Secretaria da Cultura tiver prosseguimento sob a competente orientação de Regina Benitez, um livro que deveria ser reeditado é o tratado paranista que aborda a geologia e tribos indígenas paranaenses, escrita há mais de 50 anos pelo geólogo Paulino Franco de Carvalho. Pelo menos, o secretário da Administração, advogado Luiz Gastão de Alencar Franco de Carvalho e sua irmã, a pintora Violeta Franco, ficariam felizes.

Município gasta Cr$ 5 milhões para discutir o que é a ética

Apesar da repercussão que o oportuno e corajoso pronunciamento do professor Alvino Moser, mestre-adjunto do Departamento de Filosofia da Universidade Federal do Paraná provocou nos meios universitários, após a divulgação de seu texto no "Almanaque" ("O Estado do Paraná", 26/03/91), o curso "Ética", que sob os auspícios da Secretaria Municipal de Cultura, inicia no próximo dia 8, deve merecer ainda outros questionamentos.

A vida e a morte na barriga da criação

Na primeira seqüência, um casal faz amor num vagão-dormitório que cruza a Riviera Dei Fiore, deixando a França e entrando na Itália. Entre a belíssima paisagem que lembra os quadros de Bellini, em rápido close é focalizada a pequena e poética estação ferroviária de Vintimiglia - a terra natal do artista Franco Giglio, cujas obras hoje fazem parte da paisagem curitibana.
© 1996-2016. tabloide digital - 35 anos de jornalismo sob a ótica de Aramis Millarch - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Altermedia.com.br