Login do usuário

Aramis
Conteúdo sindicalizado RSS Rua Mateus Leme

Rua Mateus Leme

No campo de batalha

Já que começamos falando na arte de beber vinho, mais um registro editorial sobre cozinha & mesa: István e Janes Wessel publicam "Segredos da Família Wessel" (Edições Melhoramentos, 124 páginas). Em linguagem coloquial, o casal oferece mais de 50 receitas relacionadas a arte de preparar carne e, especialmente churrasco, área no qual os Wessel são profissionais com mais de um quarto de século de experiência. Bom apetite! xxx

Artigo em 08.04.1992

Fabiano Carlos Zenin, 18 anos, levou um susto há alguns dias, quando reconheceu num simpático cavalheiro, de bigodes finos, que o aplaudia numa das mesas do La [Cibeles]. Era o violonista que ele mais admira - Paulinho Nogueira. Quis homenageá-lo com "Bachaninha Nº 1 " mas ficou tão nervoso que errou na harmonia, o que não impediu de ganhar elogios de Paulinho e da cantora Alaíde Costa, que à noite, no show que fizeram no Paiol, citaram Fabiano com destaque. xxx

Artigo em 09.04.1992

Na noite de sexta-feira, 27, antes do concerto da Sinfônica do Paraná, no hall do 2º balcão do auditório Bento Munhoz da Rocha Neto, uma homenagem mais do que merecida: inaugurado o retrato do arquiteto Rubens Meister, autor do projeto do Teatro Guaíra. Só agora, afinal, se fez uma justiça maior ao grande profissional. Homem modesto, longe das badalações, Meister, entretanto, ficou emocionado pela lembrança. xxx

As cantoras que fazem a grande noite do Aluada

Apesar das reduzidíssimas chances de profissionalização musical no Paraná, uma nova safra de cantoras vem se revelando graças a abertura de um dos mais agradáveis espaços noturnos - o Aluada Café Concerto (Rua Mateus Leme, 1201). Tendo a felicidade de ter escolhido como diretor musical de sua casa um dos mais competentes músicos da cidade, Gerson Bietinez, 44 anos, o empresário Hamilton Marquês vê, há 3 meses, sua casa com todas as 20 mesas lotadas todas as noites, "Mesmo com as férias e os feriadões" comenta sua esposa, a poeta Ana Cristina. xxx

No campo de batalha

Ozeil Moura dos Santos, sociólogo e cônsul do Senegal no Paraná - hoje presidindo a Sociedade Consular do Estado do Paraná - tem ativado a área do comércio exterior. Fundou a Afrobras, pela qual vem desenvolvendo múltiplos contatos e desde sábado ciceroneia o empresário Isidoro Bolstein, de Moscou, que até ontem já havia fechado negócios na ordem de US$ 300 mil na compra de frango, café e legumes para suprir as deficiências do mercado consumidor da Rússia. xxx

Noite Vazia (III) - Nilo chorando com a morte da casa pela desordem na Ordem

Entre vários aspectos que o fechamento de endereços noturnos - como o Habeas Coppus e o Crystal - podem justificar numa apreciação mais ampla do que o simples registro está o da própria localização dos chamados eixos-de-animação da cidade. Desde quando presidente do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba, na gestão do prefeito Omar Sabbag - com o qual viria a romper por razões técnicas (*), o então modesto arquiteto já se preocupava em que Curitiba tivesse espaços capazes de concentrar comércios específicos, inclusive o da noite.

No campo de batalha

Devido a uma falha de digitação, foi publicado ontem que o cantor e compositor Natinho (Anatólio de Novaes da Silva), obteve 12.000 votos para a Câmara de Vereadores em 1988. Na verdade, sua votação foi de 1.200 votos - o que lhe deixou numa distante suplência. Natinho, alfaiate de profissão ("é como eu sobrevivo"), nos finais de semana atua como cantor e apresentador dos shows da casa "Nilo - Samba & Choro", na Rua Mateus Leme. xxx

Melhor música vai ancorar no Pier 35

Depois de um janeiro negro em termos de música na noite e passado e esvaziado mês de fevereiro, uma salutar reação, valorizando os bons instrumentistas começa a acontecer. Março inicia com a abertura de dois novos espaços musicais - Pier 35 e Sons- que se acrescentará ao já consolidado Café Aluanda (Rua Mateus Leme).

MPMP, para valorizar os músicos do Paraná

A morte do pianista Braulio Faria Prado, na última sexta-feira, 13, fez com que a exemplo do que aconteceu há 14 anos, quando do falecimento do compositor e instrumentista Lápis (Palmilor Rodrigues ferreira, 1943-1978) muitos fizessem a mesma pergunta: por que é que nossos músicos só são lembrados quando morrem?

Apagaram-se as luzes do cineclube na Biblioteca

O único cineclube com uma efetiva atuação em Curitiba - o Anibal Requião, fundado em 3 de setembro de 1983 e contando com uma média de 200 associados - foi obrigado a suspender as atividades que vinha desenvolvendo no auditório Paul Garfunkel, às sextas-feiras, devido a falta de sensibilidade da direção da Biblioteca Pública para com projetos culturais alternativos.
© 1996-2016. tabloide digital - 35 anos de jornalismo sob a ótica de Aramis Millarch - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Altermedia.com.br