Login do usuário

Aramis
Conteúdo sindicalizado RSS Praça Osório

Praça Osório

A farmácia sem portas

No início dos anos 60, na Praça Osório, esquina com a Rua Voluntários da Pátria, havia uma mercearia pertencente a um simpático libanês que funcionava 24 horas por dia. Ambiente simples, acolhedor, compensava com a freguesia alegre e boêmia - entre jornalistas e artistas que ali chegavam nas horas mais tardes, para a "penúltima" ou um reconfortante lanche - a falta de maior higiene.

No "Bolero's Bar", Wilson lembra a cidade emocionada

Wilson Bueno é daquelas pessoas que consegue fazer de cada crônica um pedaço de vida.

O som com Glass está em Koyaanisqatsi e Mishima

Se fosse planejado, talvez não desse certo. Mas nas bruscas mudanças de programações a coincidência aconteceu: na mesma semana, a dupla chance de se curtir dois filmes com trilhas sonoras do mais famoso compositor minimalista do momento, o americano Philip Glass, 48 anos, que passou a ser consumido vorazmente no Brasil - ao ponto de já existir cinco elepês com suas obras entre nós.

Guaíra I e Guaíra II, mais dois cinemas para Curitiba

Dentro de duas semanas o engenheiro Tabajara Domiti Nascimento transfere sua equipe de operários da Rua Mateus Leme para a Conselheiro Laurindo e inicia um novo trabalho. Depois de passar quase um ano nas obras de reforma do cine Bristol - que deve ser reaberto em abril - Tabajara terá o prazo contratual máximo de dez meses para fazer dois novos cinemas - o Guaíra I e Guaíra II, prometidos para serem os mais luxuosos da cidade.

"Cobra" ataca também os piratas do vídeo

O primeiro aviso veio no domingo, nas páginas do "Jornal do Brasil" e "O Globo". Hoje, em todas as cidades onde acontece o lançamento nacional de "Stallone - Cobra", a Warner Brothers/União Brasileira de Vídeo, repete o alerta: cada uma das 60 cópias a serem exibidas portará um código de identificação que irá possibilitar-se imediatamente a reprodução ilegal em vídeo-cassetes.

A música de Natal vai a praça com Bamerindus

Apeasr de não ter investido em brindes-de-arte, como fizeram mais de 30 grandes empresas e coorporações que patrocinaram livros e discos, o Bamerindus não deixou passar o Natal sem uma demonstração de Mecenato cultural . Assim, de 16 a 20 patrociou os concertos de Natal, realizados ao entardecer, na Praça Osório. Graças ao Bamerindus, houve assim um toque musical de bom gosto nete período de festa - a exemplo do que, espontaneamente, acontece na europa onde a aproximação das festas faz com que um clima musical invada as ruas e praças de grande e pequenas cidades. xxx

Artigo em 22.01.1985

Aos poucos, alguns edifícios de Curitiba estão com as fachadas submetidas a um processo de lavagem e pintura, dando melhor aspecto ao centro. Um, que passou por completo mack-up foi o Terranova na Rua Voluntários da Pátria. Já a pintura do quase cinqüentenário edifício Carvalho Loureiro (Rua XV, esquina com Barão do Rio Branco), pertencente aos herdeiros do vereador Elias Karam, está tendo os trabalhos dirigidos por três arquitetas de nomes repletos de consoantes: Virgínia Kleine Alber, Tania Ganstechf e Rebeka P. K. Tabatschnicizik.

Viva a Noite com alegria do povão

Quase 20 anos após a morte de Paulo Wendt (1915-1966), uma dupla sonha em reerguer a noite curitibana com uma rede de casas dançantes: Aldo Cardoso e Celso José Lima, com os lucros obtidos na danceteria "Roda Viva", investiram alguns milhões na implantação da "Viva Maria" na Rua Cruz Machado e nesta semana inauguram o "Viva a Noite", na Praça Osório.
© 1996-2016. tabloide digital - 35 anos de jornalismo sob a ótica de Aramis Millarch - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Altermedia.com.br