Login do usuário

Aramis
Conteúdo sindicalizado RSS Roberto Requião

Roberto Requião

Requião, o leitor de Dickens e Maquiavel

Roberto Requião deverá ver a questão cultural com maior profundidade. Afinal, sua formação intelectual é sólida, especialmente na área de estudos sociais e políticos e desde seus tempos de estudante sempre foi um devorador de livros que, normalmente, não seriam deglutidos com facilidade. Apesar de seus inimigos procurarem lhe dar a imagem de político rude, pouco sensível, na verdade, Roberto sempre esteve bem informado culturalmente e quem com ele convive há mais tempo reconhece esta faceta.

Fucucu vai gastar milhões para trazer os filmes estrangeiros

Está confirmado: a 14ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo inicia dia 17 de outubro e virá, ao que consta, completa - com 170 filmes - a Curitiba. Custará US$ 700 mil e entre os financiadores está a Fundação Cultural/Secretaria Municipal de Cultura, conforme a imprensa paulista vem divulgando.

Memória urbanística para preservar a nossa cidade

A visão administrativa do engenheiro Cassio Taniguchi, 48 anos, - um dos mais eficientes executivos surgidos no Paraná nestes últimos 20 anos - faz com que o Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba não só volte a ser a Sorbonne do Juvevê - readquirindo o prestígio internacional que ficou comprometido nos últimos anos - como se preocupa também em realimentar a necessária memória urbanística da cidade.

No campo de batalha

Quem esteve em Barcelona, participando de um simpósio de oftalmologia foi o médico Sidney Buck, do IPE. xxx Ex-Secretário Municipal de Cultural - cuja administração foi marcada por uma filosofia muito bem definida (embora polêmica), Carlos Frederico Marés de Souza Filho poderá voltar a área cultural no caso de uma vitória de seu amigo Roberto Requião. Por enquanto, está na Procuradoria do Estado, integrando atualmente uma comissão de redação para "proceder as necessárias adequações técnico-jurídicas no projeto da Lei Estadual do Meio Ambiente. xxx

No campo de batalha

Edson França Bueno não pode se queixar da falta de mecenato oficial: recebeu Cr$ 200 mil para dirigir "New York por Will Eisner". Agora, é aguardar o resultado, pois a adaptação de personagens de quadrinhos para o palco é sempre arriscado - e até na Broadway tentativas feitas com clássicos como "Ferdinando" e "Popeye" fracassaram. No cinema, os efeitos especiais e super-recursos fizeram de "Batman" e "Dick Tracy" ganhar muito marketing promocional. xxx

Bradesco vai financiar nova sede da Cinemateca

Como gerente de agência Marechal do Bradesco, Antoninho Bornia ajudou muito o grupo de Amador Aguiar a conquistar a liderança nacional. Nos anos 60, quando o Bradesco ainda não era o campeão do ranking bancário, Bornia, com seu jeito afetuoso e amigo de fazer clientes, destacou-se na gerência local do Bradesco, catipultuando [catapultando] uma carreira que o faz hoje um dos principais executivos da organização.

No campo de batalha

Flautista, professora, pedagoga, com cursos de especialização no Instituto Orff, em Viena (onde residiu por 3 anos e meio), a criativa Marina Samways foi uma das quatro brasileiras convidadas para retornar a Áustria, em julho próximo, levando um amplo relatório de aplicação na prática do que aprendeu naquela instituição. xxx

Mário exige explicações sobre o Fundo de Cinema

Até agora o gabinete do prefeito Jaime Lerner - ou a própria Secretaria Municipal da Cultura - não deu a mínima resposta ao vereador Mário Celso em relação ao seu pronunciamento na Câmara com relação à denúncia que aqui fizemos em relação aos critérios de acesso nas salas de exibição da Prefeitura.

No campo de batalha

Idealizador do projeto Teatro Barracão, cujo protótipo inaugurado em Maringá na semana passada, mereceu divulgação nacional, Constantino Viaro está, com toda razão, feliz da vida. No Rio Grande do Norte e Sergipe, mais de 20 unidades, no mesmo sistema, estão sendo construídas, utilizando matéria prima da região, dentro da forma simples, econômica e rápida com que Constantino concebeu esta forma de espalhar teatros pelo Paraná. xxx

Carlão, o nome para a diretoria do Guaíra

Embora ainda não tenha chegado oficialmente, às mãos do governador Álvaro Dias - e por uma questão de elegância, o secretário da Administração, o eficiente e atencioso deputado Mário Pereira, não queira provocar a discussão do assunto, a eliminação de alguns cargos que, na política está provado que são perfeitamente suprimíveis, está tendo boa acolhida junto a assessores do primeiro escalão do governo, que se preocupam com o enxugamento racional da máquina estatal.
© 1996-2016. tabloide digital - 35 anos de jornalismo sob a ótica de Aramis Millarch - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Altermedia.com.br