Login do usuário

Aramis
Conteúdo sindicalizado RSS René Ariel Dotti

René Ariel Dotti

A arte de chefiar (em boa paz) um gabinete

O dia em que alguém tiver a iluminada idéia de escrever um bem humorado livro sobre a burocracia oficial, a figura do chefe de gabinete dos donos do poder poderá merecer um dos melhores capítulos. Afinal, em qualquer órgão de administração pública, esta função é fundamental para o êxito do titular do cargo - pois desde os menores problemas administrativos até as mais delicadas questões políticas exigem uma pessoa com jogo de cintura para aparar arestas, acalmar ânimos, entender explosões do "Chefe" e contornar solicitações das mais absurdas.

Ontem, agora e sempre a poesia maior de Helena Kolody

O acavalamento de uma série de edições patrocinadas pela Secretaria da Cultura que estão sendo lançadas neste mês - de mais de trinta livros programados para o encerramento da administração René Dotti (alguns inclusive nem ficaram prontos a tempo de saírem até o dia 15 último), trouxe algumas felizes coincidências que permitem aos leitores de maior discernimento - e entre os raros que se dão ao trabalho de analisar nossas publicações (como o sempre atento João Manuel Simões, que por sinal pouco tem editado nos últimos meses), a fazerem possíveis aproximações.

Museu Paranaense não aceita perder a sua boa instalação

O professor Maury Rodrigues da Cruz, 55 anos, reconduzido à direção do Museu Paranaense, surpreendeu-se ao saber que existe a idéia de transferi-lo para um outro local - no caso da Prefeitura reassumir o prédio em que está instalado desde 16 de janeiro de 1976.

Dona Ester e suas plantas medicinais

Se o ritmo continuar, 1991 será um ano rico em termos editoriais. Sem contar o pacotaço de edições que o secretário René Dotti, da Cultura, decidiu colocar na praça antes do encerramento da administração Álvaro Dias (embora conste que sua permanência na pasta já ficou acertada), outras edições locais começam a aparecer. A Secretaria da Cultura programou quase três dezenas de novos títulos, de vários gêneros e formatos, o que dá uma média de mais de um lançamento por dia útil, até o fim deste governo.

Viaro deixa Teatro Guaíra por excesso de burocracia

Enquanto pessoas incompetentes e despreparadas agarram-se ao poder na área cultural do município, o governo Roberto Requião registra sua primeira perda: sexta-feira, às 16h45, o advogado Constantino Baptista Viaro, 51 anos, entregou nas mãos da secretária Gilda Poli, da Cultura, a sua carta com pedido de demissão, irrevogável, da Superintendência da Fundação Teatro Guaíra.

No campo de batalha

Afinal, uma boa programação artística anunciada para o distante auditório Antônio Carlos Kraide, no Cento Cultural do Portão: o violinista-cantor-compositor Maurício Tapajós, que ali estará nos dias 11 e 12 de maio. Na semana passada, Maurício fez shows no "Vou Vivendo", em São Paulo, e também uma temporada no bar "Twenty One", no Hotel Sheraton, Rio de Janeiro, apresentando inclusive, novas músicas como "Voz União", parceria com Paulinho Pinheiro. xxx

Aristides e França, ausências sentidas

A bruxa está no ar! Morre Gonzaguinha numa estrada do Sudoeste. Curitiba vive um caos cultural. Duas pessoas que muito deram pela nossa cultura e arte também faleceram nos últimos dias, praticamente sem que a comunidade fosse lembrada de suas contribuições à música e ao cinema. Em Curitiba, dia 19 de abril, faleceu Aristides Severo Athayde, professor da Universidade Federal do Paraná, principalmente apaixonado pelos clássicos, um dos idealizadores e fundadores do Pró Música de Curitiba, em março de 1963 - e seu presidente por muitos anos.

Livros às mancheias nesta semana literária

Livros às mancheias nesta semana de muitos lançamentos. Começa hoje com a jovem (23 anos) Jacqueline Andréa Glaser autografando seu segundo livro de poesias ("Espelhos", Edições Ipê, 66 páginas, ilustrado com fotos de Rui Arsego) na galeria de arte Banestado, às 18h30, e prossegue amanhã com um lançamento coletivo de cinco novos títulos que a Secretaria da Cultura, nesta última semana da administração René Dotti (afinal, quem será o seu sucessor? Era a pergunta que mais se fazia até domingo) fará desaguar na praça.

O cão do Jardim Social e a árvore para Salete

Histórias do Natal curitibano. Talvez um dia apareça um Charles Dickens tupiniquim para perpetuar, misturando ficção e realidade, estórias & histórias no Natal ecológico que Curitiba desejou inovar. Por enquanto, neste 25 de dezembro, ficam apenas anotações singelas, para marcar a data. xxx

A ninpha Mara ajuda Carmen gravar elepê

Na próxima semana, num pequeno estúdio de som - o Gramofone, na Rua Comendador Araújo, 652, loja 10 - uma das últimas cantoras da chamada "época de ouro" gravará a décima (e última) faixa de um elepê que, após quase 10 anos de criminoso esquecimento, a devolve a fonografia: Carmen Costa (Carmelita Madriaga, Trajano de Morais, Rio de Janeiro, 05/11/1920).
© 1996-2016. tabloide digital - 35 anos de jornalismo sob a ótica de Aramis Millarch - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Altermedia.com.br