Login do usuário

Aramis
Conteúdo sindicalizado RSS René Ariel Dotti

René Ariel Dotti

Para atualizar agendas na ciranda da política

Nada mais natural do que uma ciranda em cargos do segundo ao quarto escalão (em alguns casos) após a reforma do secretariado no furacão que se seguiu a decisão do governador Álvaro Dias em permanecer no cargo até o último dia de sua administração. Assim, independente de divulgações esparsas de nomeações que ainda estão acontecendo, eis algumas designações a serem anotadas para atualizar agendas. xxx

Quem diria, Curitiba sócia da Embrafilme?

Curitiba é uma das sete capitais nas quais a extinta Embrafilme tinha escritório - aliás ainda não desativado totalmente. Portanto, o prefeito Jaime Lerner terá que em breve, dar sua opinião em torno de um projeto de lei apresentado pelo vereador carioca Francisco Milani (PCB -RJ) que propôs que a empresa fosse transferida da União para a prefeitura do Rio com a participação acionária em 51% e 49% distribuídos "pelos sete municípios onde a Embrafilme tem escritórios e pelos realizadores, funcionários e interessados". xxx

No campo de batalha

Após 70 dias de Europa (com passagem de 10 por Nova Iorque), Marcelo Marchioro voltou no dia 19. Só que a produção da remontagem de "Tosca" (amanhã e domingo) estava tão atrapalhada que passou esta semana dentro do Guaíra, tentando ajustar o espetáculo. A primeira récita foi ontem a noite e, ao final do espetáculo, extenuado, o diretor quase desmaiou. De cansaço... xxx

... e a garimpagem de Leon prossegue nos rios da MPB

Uma das presenças mais simpáticas no lançamento do álbum "Estrela... Saudade", na Sala Antônio Mililo, na quinta-feira à noite, era a de um elegante senhor de cabelos brancos, alegre e sorridente, que todos queriam conhecer. Tratava-se do cantor Moraes Neto, que chegou a gravar algumas músicas de 78 rpm nos anos 40, e que, afastando-se da vida musical, reapareceu há alguns meses em Curitiba, quando aqui veio se fixar por raízes familiares.

No campo de batalha

Luiz Groff foi ultraprestigiado no lançamento de "O Espírito do Vinho", que autografou durante quase três horas, no showroom da Olsen S/A, empresa da qual é diretor de marketing. Do vice-governador Ary Queiroz, primeira Dama Débora Dias, prefeito Jaime (e Fany) Lerner, secretário René Dotti e muitos outros nomes do poder, até amigos mais anônimos, foram levar seu abraço e adquirir (por NCrz$100,00) o livro de Groff, reunindo crônicas bem humoradas em torno de uma de suas paixões: a arte de beber bons vinhos.

Os novos tempos da Boca Maldita

"A Boca Maldita jura fazer deste nosso imenso país a grande democracia ocidental, onde a liberdade de expressão do pensamento e os Direitos Humanos constituam as bases fundamentais de nosso desenvolvimento." (Anfrísio Siqueira, presidente da Boca Maldita) xxx

A noite de Charles Degula

Quando o secretário Renê Dotti, da Cultura, subiu ao palco do Clube Concórdia, na noite de quarta-feira, 20, e enalteceu Charles Degula, não só como "uma pessoa cuja sensibilidade sabe os caminhos do paladar mas também da criação artística" estava certo. Afinal, se Charles Degula é, há dois anos, o conhecido gourmet que dominicalmente fala das delícias da cozinha em suas páginas coloridas deste "Almanaque", Alexandre Krasinski, 44 anos, como bom filho de eslavos, sempre foi um apreciador da música erudita.

Curta-metragens serão finalizados

Ruy Collett Solberg, presidente da Fundação do Cinema Brasileiro, enviou ofício ao secretário René Dotti, da Cultura, informando que ainda este mês os cineastas que realizaram quatro filmes em curta-metragem através de convênio entre a Fundação e a Secretaria receberão o pagamento dos valores compromissados atualizados em BTN, diretamente aos produtores contratados através de Ordens Bancárias e de aberturas de créditos em laboratório cinematográfico.

Carmem, a princesa etíope da MPB

Não foi sem motivos que Carmem Costa (Carmelita Madriaga Trajano de Moraes, Rio de Janeiro, 5 de janeiro de 1920) fez questão de vir a Curitiba para buscar o apoio oficial em sua nova cruzada, iniciada ainda em fins de 1989, no sentido de ser a primeira artista a merecer o tombamento em vida.

Palmas é nossa mas o nome era sem o 's'

A discussão em torno da escolha do nome de Palmas para a futura capital do Estado de Tocantins pode propiciar debates que extrapolem as questões jurídicas que o secretário René Dotti, da Cultura, levantou em um irado documento encaminhado ao governador Álvaro Dias para ser levado a várias entrâncias. Afinal, pode-se até discutir as origens do nome do município paranaense.
© 1996-2016. tabloide digital - 35 anos de jornalismo sob a ótica de Aramis Millarch - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Altermedia.com.br