Login do usuário

Aramis
Conteúdo sindicalizado RSS Ozualdo Candeias

Ozualdo Candeias

Sincero, real e honesto e suas imagens críticas

Ozualdo Candeias é daquelas personalidades fascinantes que transmitem uma sinceridade absoluta - tão real quanto as imagens de seus filmes. Cabelo e barba embranquecidas, mas um vigor que se faz duvidar de que tenha completado 66 anos no último dia 5 de novembro, é o exemplo do criador autodidata, sem teorizações, sem pretensões, "principalmente sem frescuras" - diz brincando.

Videonotas

Um bom western de John Sturges - hoje, aos 78 anos, após ter estado desde 1976 longe das telas (quando fez "A Águia Pousou") está nas locadoras, em lançamento na CIC: "Joe Kidd", produção de 1972, com Clint Eastwood interpretando o personagem título. Kidd é contratado por um proprietário de terras (Robert Duval) para liderar um grupo de pistoleiros contra um rebelde mestiço (John Saxon) que pretende obter terras para seu povo. Kidd, naturalmente, troca de lugar e apoia a luta dos índios. Um western com boa dinâmica e a classe que Sturges sabia colocar em seus filmes. xxx

"Otelo" não fica somente no palco

Independente dos resultados artísticos obtidos pela montagem de "Otelo" (estréia amanhã, Teatro São João, na Lapa; temporada no Auditório Salvador de Ferrante a partir do dia 21), houve uma salutar preocupação de Constantino Viaro, superintendente da Fundação Teatro Guaíra, idealizador e principal responsável pelo retorno do elenco oficial: cercar a montagem de promoções paralelas capazes de lhe dar um sentido didático.

O filho enjeitado de nossa memória

Idealizado e fundado por Maurício Quadrio, um dos mais admiráveis pesquisadores e produtores culturais do Brasil, o Museu da Imagem e do Som do Rio de Janeiro - instalado na administração de Carlos Lacerda, surgiu numa época em que mais do que nunca era grave a perda da memória da música, cinema e fotografia no Brasil. Quadrio idealizou o primeiro MIS no Brasil mas não chegou a permanecer em sua direção por muito tempo.

A geração dente-de-leite vai ao vídeo

O cinema está em crise, não há recursos para novas produções mas a criatividade e o desejo de realizar obras em imagens continua a estimular dezenas de jovens. Alguns, com recursos pessoais e muitos sacrifícios, partem para a luta - hoje, com o videoteipe, mais econômico, portátil e imediato. E nesta Curitiba de pouquíssimos cineastas, começa a aparecer uma geração dente-de-leite de videomakers. xxx

Perda de tempo

Para cumprir a lei que obriga os distribuidores a lançar títulos nacionais em cada pacote, a CIC Vídeo tem adquirido direitos de mediocridades que praticamente não se justificam em ficar nas locadoras. São filmes comerciais, descartáveis, que só mesmo aos tolerantes ao extremo poderão interessar. Por exemplo, em seu último pacote a CIC ofereceu às locadoras (e poucas adquiriram) pornoproduções como "E Agora José?

Cinema para ler - Dois livros sobre cinema brasileiro

Um dos melhores exemplos de aplicação de recursos pela Lei Sarney foi dado no ano passado pelo Banco de Crédito Nacional. Associando-se a Art Editora, casa publicadora de Marcos Marcondes que faz apenas projetos especiais - e a cujo idealismo deve-se a indispensável "Enciclopédia da Música Brasileira" (dois volumes, 1966, esgotada), saiu "História do Cinema Brasileira" (554 páginas, edição de capa dupla, planejamento gráfico de Teobaldo Semionato).

As muitas faces da sensibilidade

Domício e Leila Pedroso, que há dez anos passados montaram a grande retrospectiva em homenagem a Poty, trabalham há meses para a coordenação técnica da mostra "Poty, o Ilustrador" (Solar dos Leões, Avenida João Gualberto, 570 - inauguração dia 24, terça-feira, 20h30; aberta a visitação pública a partir das 14h do dia 25, até o dia 17 de junho).

Já no copião as "Crônicas da Paixão"

O projeto mais audacioso da chamada "Turma do Balão Mágico" - a afetuosa designação de um grupo de cineastas com idade que vai dos 15 aos 30 anos, reunidos em torno da Cinemateca do Museu Guido Viaro, é "Crônicas da Paixão", seis sketches com "histórias diferentes, mas personagens comuns" - como explica um dos líderes do grupo, Nivaldo Lopes - o Palito, autor da história com o longo título de "Foi Besteira tua, Pensar que nós nos Amávamos".

No campo de batalha

Curitiba tem mais um odontopediatra: Sérgio Fisbein, 29 anos, retornou há pouco de Jerusalém, onde fez especialização na Escola de Medicina Dental de Hadssah, um dos cursos mais categorizados do mundo. O curso é tão puxado, que exige além das matérias normais, que o estudante desenvolva atividades correlatas, como anestesia geral, sedação leve e pesada, pronto socorro odontopediátrico, ortodontia, enfermaria pediátrica e pesquisa em laboratório de materiais dentários. xxx
© 1996-2016. tabloide digital - 35 anos de jornalismo sob a ótica de Aramis Millarch - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Altermedia.com.br