Login do usuário

Aramis
Conteúdo sindicalizado RSS Wilson Cunha

Wilson Cunha

Um museu com a arte e a tecnologia dos perfumes

Como o perfume tem história, tecnologia, charme e encanto - refletindo-se nas várias artes, o industrial Miguel Krigsner, presidente do Boticário - hoje uma das maiores empresas do Paraná -, decidiu investir mais de US$ 2 milhões num projeto originalíssimo: o Museu do Perfume. Será o segundo do mundo. "Só temos notícias de um existente em Grasse, no Sul da França - justamente na Côte d`Azur, onde se concentram as mais famosas fábricas de [perfumaria] do mundo - explica Eloy Zanetti, diretor de comunicações da empresa.

No campo de batalha

O jornalista Wilson Cunha, produtor-apresentador de "Cinemania" (Rede Manchete, sábado e segunda-feira) vem hoje a Curitiba para a pré-estréia de "O Príncipe das Marés" (Prince of Tides), estrelado e dirigido por Barbra Streissand (22 horas, Cine Plaza, ingressos dirigidos).

"A Grande Arte" e "O Pescador de Ilusões" são as melhores estréias

Mais seis estréias neste final de ano - entre as quais duas que, com boa vontade, poderão ser nominadas entre os 10 melhores do ano, cujas listagens já começam a ser preparadas. "A Grande Arte", de Walter Salles Jr., do romance de Rubens Fonseca, superprodução (US$ 5 milhões) para os padrões nacionais, mas com esquema internacional e, inclusive, grande parte dos diálogos em inglês, é o lançamento mais esperado - embora a repercussão no eixo Rio-São Paulo, mesmo com toda a mídia, tenha sido abaixo do que os produtores esperavam.

Marketing - Sony contrata Edson, associa-se a Bloch e lança o "picture disc"

Vindo de uma longa experiência na área do marketing, o novo presidente da Sony (ex-CBS) no Brasil, Roberto Augusto, compensa sua juventude com uma extraordinária visão do mercado fonográfico e, especialmente, sensibilidade para a área da comunicação. Começou fazendo várias modificações e tomando iniciativas que devem resultar em grandes lucros à multinacional. Assim é que venceu a corrida com outras gravadoras e contratou o novo cult-singer, Edson Cordeiro que mesmo sem ter gravado já é um superstar.

A mostra do que fazem os videastas no Brasil

Vitória - Na abertura do I Festival Nacional de Vídeo de Vitória, ontem à noite, a secretária municipal de Cultura, Vera Viana, salientou a importância que o vídeo vem adquirindo na comunicação e que através de seu impressionante crescimento em menos de dez anos existe hoje já uma vigorosa produção nacional.

Os sonhos de quem quer trabalhar com imagens

Vitória - Em cada cabeça de cineasta um sonho: conseguir chegar um dia ao longa-metragem. Entre o sonho e a realidade, uma longa distância - aumentada ainda mais nos últimos anos em que a produção do cinema brasileiro que já chegou a ultrapassar 100 títulos/ano caiu para níveis quase zero.

Um debate sobre os caminhos do vídeo no momento brasileiro

Vitória - Qual a importância do vídeo no Brasil, neste momento em que a indústria cinematográfica parece totalmente neutralizada, sem novas produções em andamento? Qual o mercado que realizadores de vídeo não comerciais voltados a ficção, documentários ou experimentais, podem encontrar para mostrar o seu trabalho à platéia mais ampla? Estas - e muitas outras questões estão sendo debatidas e discutidas neste I Festival Nacional de Vídeo de Vitória, que se encerra amanhã, com a exibição na "Praça dos Namorados" e outros espaços da capital capixaba dos vídeos premiados.

Tadeu, o piano e a voz num espetáculo moderno

A natural atração que a superstar Marília Pêra provoca com seu elogiado show "Elas por Ela" (Auditório Bento Munhoz da Rocha Neto, ainda hoje, 21h), fez com que poucos espectadores se ligassem no espetáculo "Mania de Amar", apresentado ontem e que deve ser visto ainda hoje no Teatro Paiol.

Festival iniciou com múltiplas atividades

Brasília - Instalado de forma solene e original na noite de ontem, com uma exibição de um filme-mito de cinematografia brasileira - "Limite", realização única de Mário Peixoto, 81 anos, em 1931 - em sessão com a participação de Sinfônica regida pelo maestro Silvio Barbato - o 24o.

Loira fantasma curitibana poderá chegar em Brasília

Até segunda-feira, a cineasta e videomaker Fernanda Morini continuará nervosa: é que só no dia 17 serão divulgados os filmes aceitos para o XXIV Festival do Cinema Brasileiro de Brasília, para a qual concorre, na categoria de curta-metragem, 35mm. "A Loira Fantasma", que concluiu exatamente um dia antes do encerramento das inscrições.
© 1996-2016. tabloide digital - 35 anos de jornalismo sob a ótica de Aramis Millarch - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Altermedia.com.br