Login do usuário

Aramis
Conteúdo sindicalizado RSS Salvador Graciano

Salvador Graciano

O canto sertanejo que a urbanização transformou

Com o especial que dedicou a dupla Leandro & Leonardo, a Rede Globo rendeu-se ao óbvio: a força da música rurbana que, nestes últimos anos, ascendeu como uma das tábuas de salvação do show bussines nacional.

Ginoca & Gabriela, uma dupla dos bons tempos

O veterano humorista Ginoca (Darci Cardoso de Ramos) nunca esteve tão sorridente. Aos 61 anos, completados em 22 de setembro, este paranaense de São Mateus do Sul que praticamente viveu toda sua vida dentro do mundo da lona & serragem, filho de uma família circense, tem três motivos de alegria.

Afinal, o Paraná tem uma divisão para nossa MPB

Afinal, a música popular ganhou uma divisão específica na estrutura da Secretaria da Cultura. E chega com atraso: há exatamente um ano, no XVI Festival de Música Regional de Cascavel, houve a promessa da mesma quando se anunciou a criação da Sala Janguito do Rosário - para cuidar da área de MPB, enquanto a chamada música erudita (sic) ficaria agrupada em torno da já existente (na época) Sala Bento Mossurunga.

Morreu Benevides, um pioneiro da Guairacá

Com a morte, ontem pela manhã, de Benevides Prado, perde-se mais um dos veteranos da rádio paranaense. Embora aposentado há muitos anos, Prado - como era conhecido - foi um dos mais atuantes integrantes da Rádio Guairacá (depois Iguaçu), no período 1948/60.

Caipira, os pioneiros da produção independente

A música caipira nasceu no Brasil de forma independente em termos fonográficos. Isto porque em 1929, quando o folclorista, compositor e animador Cornélio Pires (Tietê, SP, 1880-SP, 1958) procurou o famoso Mr. Evans, todo poderoso tycon da RCA Victor propondo a gravação de uma série de 78 rpm com artistas sertanejos, a resposta foi, um sonoro "não". Cornélio perguntou quanto custaria a gravação dos discos. Mr.Evans respondeu que não interessava mais ante a insistência pediu uma soma absurda.

No campo de batalha

Olhos colocados no Palácio Iguaçu, o ministro Borges da Silveira, da Saúde, trata de formar uma equipe cada vez maior para assessorá-lo em Brasília, constituída de amigos de confiança. Assim, requisitou a colaboração de mais um funcionário do Estado para integrar seu gabinete. Desta vez é o promotor da Procuradoria Geral da Justiça, José Tvahy de Oliveira Viana, que, com autorização do governador Álvaro Dias, permanecerá no Distrito Federal, com ônus para o Estado, até o último dia de 1988. xxx

Governo esqueceu mas Zan lembra Belarmino

Passados três anos da morte de Salvador Graciano (Rio Branco do Sul, 04/11/1920 - Curitiba,10/06/1984) pouco ou nada se fez para perpetuar a memória de Nhô Belarmino, que ao lado de sua companheira, a Nhá Gabriela (Júlia Alves, Morretes,18/07/1923) formou a dupla mais popular de nossa música.

Itaiópolis, terra de Airto, tem seus artistas regionais

Sempre que vem a Curitiba para visitar sua mãe, dona Zelinda, irmã e sobrinhos, que residem no bairro do Boqueirão, Airto acaba levando alguns discos de música brasileira. Geralmente são trabalhos instrumentais ou dos compositores e cantores mais famosos. Desta vez, Airto - que ao lado da esposa Flora Purim, se apresenta somente hoje a noite no auditório Bento Munhoz da Rocha Neto - estará levando um disco diferente: o elepê "Artistas de Itaiópolis".

Ivan, um animador cultural do povão

Além de compositor, acordeonista e especialmente, produtor fonográfico que pela sua BG Gravações vem proporcionando que os mais humildes artistas regionais façam seus sonhados discos, Ivan Graciano é também um animador das noites curitibanas. Há quase 20 anos, quando seu pai ainda estava em atividade, foi o primeiro a perceber as potencialidades do forró, explorando por muito tempo animados bailes populares na Sociedade União Bacacheri.

O som para karaokê e o samba em potpourri

Uma das mais interessantes séries fonográficas existentes na Europa e Estados Unidos é a "Minus One", que na República Federal da Alemanha é editada através da Schott's. Trata-se de elepês nos quais há sempre o espaço vago para um instrumento - retirado o som da mixagem final. Destina-se, assim, aos estudantes e músicos amadores colocarem as gravações em play back e solarem o instrumento que executam (metal, cordas, percussão, teclados, etc.), acompanhados de uma esplêndida orquestra.
© 1996-2016. tabloide digital - 35 anos de jornalismo sob a ótica de Aramis Millarch - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Altermedia.com.br