Login do usuário

Aramis
Conteúdo sindicalizado RSS Teatro Universitário

Teatro Universitário

"Canja de Viola", o bom exemplo de Paquito na cultura popular

Dentro da paquidérmica e onerosa FUCUCU, um exemplo de profissional que discretamente, sem maior apoio, vem realizando um trabalho realmente significativo em termos de cultura comunitária é Paquito (Francisco) Modesto, 45 anos, nascido no Algarve mas curitibano de adoção e paixão há quatro décadas.

No campo de batalha

Meio na surdina, sem maior divulgação, Celso Nunes - que no ano passado aqui dirigiu "Galileu", de Brecht, volta a montar um espetáculo financiado pela Fundação Teatro Guaíra. Será "O Guerrilheiro da Independência", do paulista Robert Wagner, vencedor do Concurso de peças Maurício Távora. Como uma das premiações é a responsabilidade de o governo do Estado patrocinar a encenação do texto vencedor, a peça de Wagner vai ganhar temporada oficial, apesar de muitos que a leram estarem com dúvidas em relação as suas qualidades.

Moraes Neto revive valsas num espetáculo de Gersinho

Há algum tempo, Leon Barg estava em seu escritório quando teve a melhor surpresa ao receber um visitante inesperado: - "Boa tarde, meu nome é Moraes Neto!" Leon quase se assustou. Afinal, há muito desejava estabelecer um contato com o veterano cantor de rádio, mas não esperava, jamais, uma visita pessoal. Surpresa que aumentou quando ele anunciou: - "É que agora estou morando em Curitiba e não poderia deixar de procurá-lo para cumprimentá-lo pelo seu trabalho na "Revivendo".

Classe solidária com o injustiçado Gerson

Na próxima semana, um grupo de artistas, especialmente ligados à música popular, pedirá uma audiência ao prefeito Jaime Lerner para lhe entregar um importante documento. Trata-se de um abaixo-assinado, já com mais de 50 assinaturas, nos quais os nossos artistas solicitam ao prefeito de Curitiba informações e esclarecimentos sobre a violência e o constrangimento sofrido pelo compositor, violonista, cantor - além de administrador formado pela Universidade Católica, Gerson Bientinez.

No campo de batalha

Convidado pela Secretaria Municipal de Cultura de Curitiba para trazer a Curitiba o longa (2h47min) "A história do Brasil", que realizou, com Glauber Rocha, em Cuba entre 1973/74, Marcos Medeiros, 42 anos, esperava que a Embrafilme enviasse a única cópia disponível deste filme praticamente inédito. Seria exibido no domingo à tarde, no Cine Ritz, no encerramento de um curso de formação política, patrocinado pela Prefeitura.

No campo de batalha

Uma feliz frase do roteirista e diretor Jorge Duran, que logo na abertura da mesa-redonda sobre literatura e roteiro no cinema brasileiro provocou reflexões "o roteirista é quem reorganiza o material num universo novo". Logo depois, Valêncio Xavier, provaria através de uma análise de "O Anjo Azul", que "um mau roteiro pode resultar num clássico". Valêncio, com sua forma espontânea de abordar um assunto, mostrou as incoerências do roteiro deste filme alemão, dos anos 30, que se tornou, entretanto, um dos mais famosos do mundo - e o marco da carreira de Marlene Dietrich, ("Lola Lola").

Zezé & Simões, o canto brasileiro

Como Alacir de Antonina, a dupla Zezé e Simões acredita na força do canto da terra. Ao longo de uma década, estão cantando as coisas do homem do campo, denunciando injustiças sociais, fazendo pregações ecológicas - mas sem deixar o lado do amor, "pois sem isto, não há razão de viver", explica Zezé, no registro civil Maria José Santos Chagas, mineira de Lambari, 33 anos.

Blue Note, um clube de jazz

A idéia é antiga: reunir os aficionados de jazz num clube que possa possibilitar um intercâmbio de informações, a promoção de eventos (cursos, mesas redondas, etc.) relacionadas a esta música tão fascinante e, naturalmente, estimular os instrumentistas locais que se preocupam em desenvolver um trabalho de maior fôlego.

No campo de batalha

Entre dezenas de volantes, cartas, circulares, santinhos e outros impressos políticos que a população recebe diariamente, numa poluição de candidatos em busca de votos, há algumas edições mais vigorosas.

Mautner, livros e movimento da Figa

A cronista Margarita Elisabeth Pericás Sansone teve uma grande alegria no sábado: pode conhecer melhor um escritor do qual ela foi a primeira curitibana a se apaixonar pela sua linguagem vanguardista. Há 25 anos, quando a então adolescente Margarita procurava editor para o seu livro de poemas ("O Dentro Da Gente", Martins, 1964), esteve com o caprichoso Massao Ohno, que a presenteou com um dos primeiros exemplares de "Deus Da Chuva E Da Morte" (Martins, 1962).
© 1996-2016. tabloide digital - 35 anos de jornalismo sob a ótica de Aramis Millarch - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Altermedia.com.br