Login do usuário

Aramis
Conteúdo sindicalizado RSS Roberto Santana

Roberto Santana

Artigo em 13.09.1974

Benil Santos, compositor, produtor fonográfico de grande destaque na década de 50, quando ao lado de José Scatena lançou a RGE e, nos últimos 5 anos, [próspero] empresário responsável inclusive pela criação do chamado "Circuito Universitário", nos [últimos] meses está vendo uma debandada das grandes vedetes que garantiam faturamento de milhões ao se movimentado escritório: Maria Bethania a de maior bilheteria, proclamou a independência ao produzir "A Cena Muda", Toquinho e Vinicius estão agora excursionando pelo Nordeste com Roberto Santana e Chico Buarque e o MPB-4 que continuavam com

A Feira dos Violados

Dando uma pequena lição de Brasil e um público que só agora começa a descobrir a beleza e sinceridade da cultura popular do Nordeste, o Quinteto Violado oferece em "A Feira" (Teatro Paiol, até domingo, 21 horas) 120 minutos de imensa riqueza melódica, conduzida com muito bom humor e espontaneidade pelos cinco músicos nordestinos, mais a participação do acorcordeonista Dominguinhos (José Domingos Morais, 33 anos), o autor (em parceria com Anastasia) do maior sucesso de Gilberto Gil no ano passado: "Eu Só Quero Um Xodó".

GENTE

CAETANAVE é descrito pelo produtor Roberto Santana, da Phonogram nordeste, como "uma mistura de monstro pré-histórico e nave espacial do ano 2.000. Uma concepção arquitetônica ousada para o divertimento do povo durante o carnaval baiano".
© 1996-2016. tabloide digital - 35 anos de jornalismo sob a ótica de Aramis Millarch - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Altermedia.com.br