Login do usuário

Aramis
Conteúdo sindicalizado RSS Táxi Driver

Táxi Driver

Moscou e Califórnia nas telas

Um projeto que poderia ter sido iniciado há meses - o convênio que inclui Curitiba no circuito de filmes de artes da distribuidora BelasArtes, só agora viabilizou-se: o melhor da produção européia (com eventuais representantes do terceiro mundo) estarão exclusivamente no cine Luz, cuja programação deixa de ser responsabilidade da Fucucu e passa a ser orientada diretamente pelo cineasta (nome importantíssimo da nouvelle vague, realizador de ao menos um clássico: "A garota dos olhos dourados") Jean Gabriel Albicoco.

Sketches da Espanha ao som de Miles Davis

Um filme que já vale(ria) pela sua trilha sonora (Marcus Miller / Miles Davis). Eis uma definição para "Marcas de Uma Paixão" (cine Bristol, até amanhã em exibição), desperdiçado neste lançamento - inclusive porque simultaneamente saiu em vídeo.

Ausência holandesa frustra início da mostra de cinema

Uma baixa já na abertura do segmento curitibano da 14a. Mostra Internacional de Cinema de São Paulo: para frustração do público que compareceu ao Cine Ritz, domingo, 4, o filme programado - "City Life" - foi substituído à última hora por um pífio filme de segunda categoria, "Five Corners", produção de 1987, e que já havia sido exibido na mostra, em São Paulo, há alguns anos.

Sessentão Oscar, com todo o seu marketing

Nesta semana de Oscar - com 4 dos 35 filmes que obtiveram alguma nominação para a mais famosa de todas as premiações da indústria cinematográfica em exibição na cidade - é natural que o interesse do público, alimentado pela grande imprensa se volte a esta promoção da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood que, há 60 anos, se dedica a galardoar os que seus membros entendem como os melhores de cada ano.

A síndrome da ninfeta

Há dois anos, para a quarta edição do FestRio, ela foi a primeira a chegar. Seu filme, "Siesta" (ainda inédito no Brasil) nem estava em competição oficial (foi mostrado na mostra paralela "Um Olhar Feminino") e passado o interesse inicial, apenas quatro jornalistas se preocuparam em comparecer na entrevista coletiva. Afinal, sobre o assunto que mais interessava - o fato de ter sido lembrada como "musa inspiradora" do debilóide que tentou assassinar Reagan - era assunto verbotem em suas entrevistas.

Bivar faz suas listagens com ironia e muito humor

Irreverente e criativo, Antônio Bivar, jornalista e dramaturgo, dedicou 17 páginas do número 10 da revista "A-Z" (dezembro/87, Cz$ 100,00) a um delicioso "Hit-Parade 87" no qual inovou em termos de listagem das 10 melhores (ou piores), com indicações das mais interessantes. Para começo de conversa, apontou "as melhores pin-ups", entre as quais mulheres fascinantes como Luma de Oliveira, Leila Richers, Xuxa, Malu Mader, Lídia Bronde e Maitê Proença.

Um mergulho na noite da outra Nova Iorque

Interessante conhecer alguns detalhes da produção de "Depois de Horas" para entender melhor este filme. Martin Scorcese não filmava desde 1983, quando mostrou que Jerry Lewis pode ser um bom ator no dilacerante "O Rei da Comédia". Foi quando uma de suas melhores amigas e colaboradoras, Amy Robinson (por ele lançada como atriz em "Caminhos Perigosos"/"Main Streets") lhe mostrou o roteiro de um jovem escritor iniciante no Sundance Filme Institut, que Robert Redford mantém em Utah.

Um pesadelo na noite americana

"É só isso que há? É só isso que há? É só isso que há, meus amigos? Então continuemos dançando/ Vamos acabar com a bebedeira/ E nada façamos Se é só isso que há." ("Is That All There Is?", Jerry Lieber/Mike Stoller). Há filmes que se esgotam numa rápida visão. Outros abrem as portas da percepção para múltiplas interpretações. "Depois de Horas" (cine Astor, 5 sessões) é o exemplo da obra cinematográfica aberta para demoradas leituras e buscas dos mais diferentes significados.
© 1996-2016. tabloide digital - 35 anos de jornalismo sob a ótica de Aramis Millarch - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Altermedia.com.br