Login do usuário

Aramis
Conteúdo sindicalizado RSS Uma Vida

Uma Vida

Videolançamentos

À primeira vista o título pode até lembrar um dos mais importantes filmes dos anos 60, um autêntico cult-movie, nunca reprisado pela televisão e, naturalmente, inédito em vídeo: "Uma Vida em Pecado" (Studs Lonigan), 60, de Irving Lerner. Mas não é: "Uma Vida de Pecado" (A Life of Sun) é o título de uma produção que só tem como atração a presença do octogenário José Ferrer (que ganhou o Oscar de melhor ator em 1960, por "Cyrano de Bergerac", aliás à disposição em vídeo) falecido na Flórida no último dia 26 de janeiro, num de seus últimos trabalhos no cinema.

Vídeo 91 - Os melhores e os mais comerciais

Assim como na fonografia - que teve uma redução de 44% nas vendas o sofisticado CD - mesmo custando a partir de Cr$ 15 mil a unidade - marcou uma ascensão (7 milhões de cópias comercializadas em 1991), o vídeo continuou a prosperar enquanto seu pai, o cinema, cada vez mais abandonado, teve um público decrescente, o que leva cada vez mais a repetirem-se últimas sessões de cinema.
Tags:

A lembrança dos anos de fogo no livro póstumo de Sra. Malka

Embora não exista uma atividade regular na área da resenha de livros - (em termos de crítica mais profunda, nem pensar) - alguns intelectuais e jornalistas que acompanham o movimento editorial no Paraná, como o professor Hélio de Freitas Puglielli, colaborador de O Estado do Paraná, poderão, no final do ano, para a 25ª edição do suplemento dos melhores na área artística-cultural, fazer apreciações em conjunto do que se vem publicando - em iniciativas oficiais ou privadas.

As bruxas macarthistas chegam no Guaíra dia 27

Reconhecido como um dos mais importantes textos do teatro contemporâneo, "As Feiticeiras de Salém", de Arthur Miller (auditório Salvador de Ferrante, 16 de setembro a 27 de novembro) será não apenas a última grande encenação deste ano mas poderá significar a última produção do Teatro de Comédia do Paraná a curto prazo. Como se desconhecem os projetos culturais efetivos dos candidatos ao governo especialmente em relação à política teatral, poucos são os que apostam que, nos primeiros meses da próxima administração, aconteçam grandes produções.

"Patty Hearst", o seqüestro discutido com inteligência

No início, as imagens de Bozan Bazelli são de uma beleza estética quase diluitivas da tragédia que a história (real) deve contar: Jogada num quarto escuro, a jovem Patty Hearst (Natasha Richardson) vê apenas os perfis de seus carcereiros e, machucada, humilhada, assustada, ouve ameaças terríveis. Em contrapartida, imagens surrealistas afloram: ela, venda nos olhos, com seus ricos familiares, tentando cumprir a exigência de oferecer comida a todos os pobres, o que significa mais de US$ 400 milhões.

Chatas, ternas, diabólicas e sofredoras crianças do FestRio

Ao contrário de suas primerias quatro edições, o FestRio/Fortaleza 89 não teve a mostra Um Olhar Feminimo - reunindo especificamente as obras de cineastas contemporâneos. Nem por isto, entretanto, as cineastas, produtoras e - naturalmente - atrizes, deixaram de ter uma presença marcante na capital cearense, merecendo a principal reportagem na última edição do "Fest Rio News" - o jornal interno do evento.

17 países mostram o que há de novo para o cinema

Como na maioria dos festivais de chamada classe A - isto é, os que tem apenas filmes inéditos, recém-produzidos, em competição - de princípio, há ainda pouca informação sobre os longas e curtas que estarão disputando as premiações. Há muitos filmes de realizadores jovens ou vindo de países cuja cinematografia ainda são desconhecidas entre nós. Pouco a pouco, porém, com a projeção dos filmes e a grande cobertura que recebem se descobrem novos talentos e também, naturalmente, as frustrações, muitas vezes de nomes até conhecidos.

A vida de Miller e o livro de Virginia

O brasileiro está cada vez mais querendo saber da vida alheia. E das pessoas importantes. O que é ótimo! Nunca se publicaram tantas biografias, memórias, depoimentos, relatos pessoais, nas mais diversas áreas, como agora. Quanto mais apimentado, melhor para as vendas. Embora nenhuma editora tenha ainda se atrevido a lançar as biografias "não oficiais" de Elvis Presley e John Lennon nos quais Albert Goldman deita e rola em maldades sobre estes dois ídolos da juventude dos anos 50/60, não faltam biografias de atores, atrizes, escritores, homens de sucesso, maestros, etc.

Telepar já sabe qual é o preço da solidão

A solidão curitibana tem um preço. Exatamente Cz$ 1.320.000,00. E tem também quem lucra com ela: a Telepar. De 3 a 25 de outubro, ou seja, em apenas 22 dias, o mais novo serviço da Companhia de Telecomunicações do Paraná - O Disque Amizade - ultrapassou todas as expectativas: 4. 400.000 impulsos. Considerando-se que cada impulso corresponde a trinta centavos, a Telepar faturou mais Cz$ 1.320.000,00 no mês passado.

A cor, o som e a vida em "Mishima"

Há filmes que independente de outros méritos já atingem o espectador por alguns detalhes. Dois exemplos estão em exibição - infelizmente somente até amanhã (salvo decisão de última hora dos programadores) na cidade: "Mishima - Uma Vida em Quatro Capítulos" (Cinema I, 3 sessões) e "Viver e Morrer em Los Angeles" (Condor, 5 sessões).
© 1996-2016. tabloide digital - 35 anos de jornalismo sob a ótica de Aramis Millarch - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Altermedia.com.br