Login do usuário

Aramis
Conteúdo sindicalizado RSS Dustin Hoffman

Dustin Hoffman

Um feriadão rico em estréia nas telas

Numa semana apetitosa, com rendas estimuladas pelo feriadão, acontecem cinco auspiciosas estréias - enquanto outros filmes com boa bilheteria prosseguem em cartaz ("Cabo do medo", no Condor; "Bugsy", no Groff; "Uma Luz na Escuridão", no Bristol; "Desejos", no Astor; "O Silêncio dos Inocentes", no Itália; "Meu primeiro Amor", no Cinema I; "Thelma e Louise", no lido II).

Quem é, afinal, mr. Ovits, o mais poderoso dos agentes de Hollywood

A divulgação na página de domingo sobre as 100 pessoas mais poderosas na Hollywood dos anos 90, conforme o levantamento da revista "Premiére", em sua edição de maio, fez com que mesmo os mais atualizados cinéfilos ficassem surpresos com o nome do homem que, entretanto pela primeira vez neste power poll da indústria do entretenimento visual, conseguiu o primeiro lugar: o superagente Michael S. Ovitz.

Quem tem o Poder na Hollywood dos anos 90?

Quem tem a força em Hollywood? Há 4 ou 5 décadas, seria fácil de sintetizar em uma dezena de senhores absolutos os grandes estúdios - Metro, Fox Warner, Columbia, Paramount, para se ter uma resposta.

"Morrer de Novo" e "Príncipe das Marés", os melhores lançamentos

Seis estréias ajudam a curar a ressaca carnavalesca e estimulam a freqüência aos cinemas. Desde quarta-feira de Cinzas, está em exibição O PRÍNCIPE DAS MARÉS (Prince of the Tides), a nova tentativa de Barbra Streissand em provar que não é apenas (excelente) cantora e atriz. Fez um filme denso, profundo e envolvente sobre as relações de um psiquiatra (ela própria) e um interiorano (Nick Nolte, elogiadíssimo e um dos favoritos ao Oscar) que a procura em Nova York em busca de solução para os problemas de sua irmã que tentou suicídio.

Autorizadas ou não, biografias para quem gosta da vida alheia

Enquanto Katharine Hepburn aos 83 anos, prefere confessar sua vida em "My: Stories of my Life", autobiografia que lançada nos Estados Unidos em agosto último lhe rendeu, antecipadamente, US$ 4,3 milhões, biografias não autorizadas de gente famosa continuam a aparecer nas livrarias brasileiras, alcançando vendagens impressionantes para um gênero que até há pouco era visto com restrições pelos diretores.

Artigo em 22.06.1991

A cineasta Berenice Mendes e sua mãe Isabel - líder feminista das mais atuantes - embarcam hoje para a Europa. Como primeira escala, Madrid, onde a irmã de Berenice, Maria Cristina, faz doutorado em engenharia. Depois, em Lisboa, Berenice fará contatos com o Instituto Português de Cinema, levando roteiro e projeto de produção de seu sonhado "O Drama da Fazenda Fortaleza". Em sua bagagem, levou cópias em vídeos dos documentários que fez sobre "Londrina "e "Memórias de David"- sobre Davis Carneiro (1904-1990) e do premiado "A Classe Roceira". Berenice só retorna ao Brasil em agosto.

O maior marketing da usina de sonhos

Tudo pronto. A maior operação de marketing cinematográfico chega ao final nesta segunda-feira, com a 63ª festa de entrega do Oscar. Os cinco filmes indicados ao grande prêmio já estão em exibição nacional, assim como oito dos outros dez que também foram lembrados em duas ou mais categorias. Apenas dois - "The Grifters", produção da Miramax, com quatro indicações e "Hamlet" (Warner), com duas indicações, não chegaram ao circuitão - mas também não devem demorar.

Depois de morto, a vida de Chico na roda dos milhões

Desde a morte de Chico Mendes, a novela pela compra dos direitos sobre sua vida - inicialmente para o cinema, mas incluindo também vídeo, televisão, livros etc., vem movimentando inúmeros grupos de interesse.

Quando a energia supera as deficiências físicas

"Meu Pé Esquerdo" (lançamento nacional amanhã; pré-estréia em benefício da Legião Brasileira de Assistência, hoje, 20h30m, Cine Astor) não é o primeiro e, por certo, não será o último filme a mostrar o quanto pode a força de vontade, a coragem, a disposição de enfrentar as adversidades fazer pelo ser humano. Afinal, temos o exemplo contemporâneo de Stephen Hawking, que mesmo com doenças seríssimas se tornou um dos maiores cientistas contemporâneos e autor de um livro ("Uma Breve História do Tempo") que há meses está entre os mais vendidos. Sua vida, por certo, pode dar um belo filme.
© 1996-2016. tabloide digital - 35 anos de jornalismo sob a ótica de Aramis Millarch - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Altermedia.com.br