Login do usuário

Aramis
Conteúdo sindicalizado RSS Carlos Eduardo Zimmermann

Carlos Eduardo Zimmermann

Artigo em 04.06.1992

Mudanças na área cultural: Nadyege Almeida solicitou demissão da direção do Museu de Arte Contemporânea. Para sua vaga, há três candidatos: Carlos Eduardo Zimmermann, pintor que desfruta hoje de fama nacional (mas que nunca exerceu atividade oficial): Marcos Mello, videasta, professor e dono da galeria Casa da Imagem, e Geraldo Leão, artista plástico da nova geração. Também deixou a direção do Museu de Arte do Paraná, a professora Clarete Maganhotto. xxx João Osório Brzezinski, sempre cotado para a área, continua decidido: não aceita cargos de direção. xxx

Bia, cores do mundo, na paisagem mexicana

Desde que fez sua primeira exposição na galeria do Centro Cultural Brasil-Estados Unidos - e lá se vão quase 20 anos - a curitibana Bia Wouk mostrou uma extrema sensibilidade nos seus trabalhos. Uma leveza de gaivota e a profundidade de poeta - que ela, também como escritora desde a adolescência, crescida entre os melhores livros da imensa biblioteca de seus pais, Miguel e Maria de Lourdes Wouk, sempre respirou e absorveu.

No campo de batalha

Uma prova de que já conquistou a simpatia dos círculos culturais da cidade, a professora Birgite Muhlaus, nova diretora do Goethe Institut, recebeu centenas de convidados na semana passada, apresentando seus projetos para intensificar cada vez mais as atividades do Instituto Cultural-Brasileiro-Germânico no Paraná. Graças a generosidade desta instituição é que muitas entidades locais - como a Fundação Cultural - apresentam ao final de cada ano extensos relatórios de atividades. Afinal, o Goethe atua em várias áreas e sempre divide suas promoções com entidades locais. xxx

No campo de batalha

Depois de passar um ano em Havana, coordenando a divulgação dos 30 anos da revolução cubana, a jornalista Rose Carvalho está de volta em São Paulo, quando na área na qual é mestre: promoção cinematográfica. E reiniciou suas atividades atuando do Cinema da Bienal, no quadro dos eventos especiais da 20ª Bienal Internacional. São seis curtas-metragens experimentais, criados por Vivan Ostrovsky. Neles, a artista manipula a linguagem cinematográfica de maneira a dar novos significados a imagens recolhidas pelo mundo.

Zimermann nas cores da revista "Ventura"

Unindo ao talento também um relacionamento nacional, Carlos Eduardo Zimmermann é hoje o artista plástico, de sua geração, com maior trânsito (e promoção) em escala nacional. Tanto é que Luiz Fernando Freire, editor da sofisticada revista "Ventura", do Rio de Janeiro, dedicou 11 das 210 páginas coloridas da edição de maio para enaltecer o trabalho do pintor curitibano. xxx

No campo de batalha

Mais um grupo de videomakers na cidade: quatro estudantes do curso de Comunicação da Universidade Federal - Robinson dos Santos Pereira, Luís Ricardo Coelho, Curt Rahom e Maurício Tared, já estão mostrando o primeiro trabalho que rodaram neste ano: "Road Movies com Pipoca", ficção, 35 minutos. xxx

Miran, excesso de talento na internacional "Gráfica "

Como diz a premiada campanha criada pela Umuarama, para a conta remunerada Bamerindus, Osvaldo Miranda também excede. Justamente em termos criativos, ele que, nestes últimos anos tem participado, aliás, de muitas das melhores campanhas do Bamerindus. O seu excesso, no caso, é a qualidade que conseguiu dar ao último número de sua revista Gráfica (nº 22, dezembro/88), circulando já internacionalmente.

No campo de batalha

Cada canditado produz o material promocional dentro de suas possibilidades. Fabiano Braga Cortes Jr., 28 anos, engenheiro florestal, investiu alguns milhões na edição de um cartão-postal colorido, no qual aparece, em trajes esportivos, ao lado do bondinho da Rua das Flores. O pai do candidato, ex-deputado Fabiano, primo de Ney Braga, caracteriza-se pelo aperto-de-mão/torniquete, uma brincadeira (de péssimo gosto) no qual, para exibir sua força bruta, ele praticamente "esmaga" a mão dos que tem a ingenuidade de lhe estender um cumprimento.

No campo de batalha

Apesar da fila na Coordenação de Publicações do Centro de Documentação e Informação da Câmara dos Deputados, o deputado Airton Cordeiro conseguiu que o volume de 68 páginas sobre sua "Atuação Parlamentar 1987" ficasse pronta na semana passada. Contendo suas intervenções como Constituinte, o documento é um excelente auxílio a campanha da Prefeitura e a distribuição foi iniciada. Pena que a tiragem não permita uma circulação maciça - e um "reprint" por conta própria fique em muitos milhões. xxx

A temporada do livro de arte está aberta

Uma nova atividade vem crescendo nos últimos anos: a de produtor de brindes culturais. Exige talento, dedicação, competência e, naturalmente, bons contatos. O trabalho geralmente aparece ao final de cada ano e nem sempre o nome do produtor é revelado - aparecendo, naturalmente, o mecenas que possibilita que um belo livro ou disco seja alvo das atenções.
© 1996-2016. tabloide digital - 35 anos de jornalismo sob a ótica de Aramis Millarch - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Altermedia.com.br