Login do usuário

Aramis
Conteúdo sindicalizado RSS Summus Editorial

Summus Editorial

As manhas de Augusto para ganhar a guerra da eleição

O jornalista Adherbal Fortes Sá Júnior, um dos mais disputados (e bem remunerados) consultores de marketing eleitoral, promete há pelo menos 5 anos publicar um livro-guia sobre este assunto. Para tanto somada a sua experiência de 33 anos de imprensa - passando por (quase) todos os veículos de divulgação do Paraná e uma militância política que o levou a se tornar um experte em mídia eleitoral, Adherbal fez uma série de entrevistas com os "papas" da área - não só no Brasil mas também nos Estados Unidos, em constantes viagens.

Lições de Gino para acabar a lei do cafajeste Gerson

Nenhum livro poderia ser mais oportuno: "Consumidor Versus Propaganda", de Gino Giacomini Filho (Summus Editorial, volume 40 da coleção "Novas Buscas de Comunicação", 176 páginas, Cr$ 3.520,00). Como subtítulo - e principal atração - "Contem com o Novo Código de Defesa do Consumidor Comentado".

Lições de reportagens

Mais uma (importante) contribuição à bibliografia de jornalismo: "A Aventura da Reportagem" de Gilberto Dimenstein e Ricardo Kotscho (Novas Buscas em Comunicação, volume 38; 104 páginas, Cr$ 918,00, Summus Editorial).

No campo de batalha

Ex-radialista, ex-corretora de imóveis, ex-candidata a uma vaga na Câmara de Vereadores, Jeanette Marins ("Jeanette" com dois "t", como a MacDonald faz questão) encontrou-se finalmente: há seis meses vem ganhando seu caviar de cada dia mostrando suas habilidades canoras, desfilando um repertório de boleros, tangos e sambas-canções em duas casas noturnas: a pizzaria Mafia (Rua Petit Carneiro, 76) e a Casa Nilo's Samba & Choro (Rua Mateus Leme, 65). xxx

No campo de batalha

Se durante quase meio século foi imposta ao telespectador a condição de agente passivo no contexto da comunicação eletrônica, com o advento das novas tecnologias este quadro se reverteu : a TV a cabo, via satélite, videotexto e, especialmente, o videocassete, permitem a audiência não só um largo espectro de opções como a interação efetiva com o veículo, estabelecendo uma relação bidirecional.

No campo de batalha

O fotógrafo e cineasta Sérgio Sanderson, de Cascavel, ganhou a Copa Marlboro RD350 e viaja para a Inglaterra. Além desta mordomia, um contrato de muitos milhões para fazer a cobertura fotográfica da próxima Copa. Sanderson fez um documentário - "1924 - Bendita Revolução", sobre as conseqüências da revolução na região Oeste do Paraná. Pena que, até agora, não se tenha animado a mostrar publicamente este curta, que poderia inclusive participar de festivais nacionais. xxx

Paranaense Regina traduz as indicações de Cleo

Embora residindo em Paris há alguns meses, Regina Abujamara Machado, paranaense de Jacarezinho, continua a ser requisitada para a tradução de livros. Um de seus últimos trabalhos é "Assoa o Nariz, Cleópatra", de Françoise Xenakis (Editora Rocco, 223 páginas, Cz$ 2.200,00).

No campo de batalha

Mesmo com toda a crise, sempre é possível viajar à Europa, com algumas mordomias: o médico Renato Suely Rocco, da secretaria da Justiça, está desde o dia 29 na República Federal da Alemanha, estagiando na Clínica de Entidades de Classe "Bergman Shell Bochum", em Bomn. xxx O festival de nomeações para cargos de assessoria da Casa Civil parece não acabar. Mais duas premiadas com funções foram nomeadas pelo chefe em exercício, Gino Azzolini Neto: Cleusa Antonia Monteiro e Cláudia de Faria Castro Ciappina. xxx

De vinhos, bares & farofeiros

O Paraná, em matéria de vinhos, continua a ser um zero à esquerda. Tanto é que em "Vinhos e Vinícolas do Brasil", de José Osvaldo Albano do Amarante, que, com o subtítulo de Guia Completo, acaba de ser lançado (Summus Editorial, 168 páginas, Cz$ 100,00), apenas 8 linhas são dedicadas ao nosso Estado.

Espionagem, economia, gagueira...

Numa noite de sexta-feira, na ponte Queensboro, em Nova Iorque, um homem praguejava silenciosamente ao volante do seu carro, amaldiçoando o engarrafamento que o retinha e que ameaçava impedir o encontro mais importante de sua vida. O motorista era Arkady Nikolaevitch Shevchenko, 55 anos, subsecretário geral da Organização das Nações Unidas (ONU), que, naquela noite de abril de 1978, selava definitivamente a sua sorte, interrompendo uma das mais bem sucedidas carreiras diplomáticas da União Soviética e desertando para o Ocidente, deixando surpresa a comunidade diplomática mundial.
© 1996-2016. tabloide digital - 35 anos de jornalismo sob a ótica de Aramis Millarch - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Altermedia.com.br