Login do usuário

Aramis
Conteúdo sindicalizado RSS Orlando Azevedo

Orlando Azevedo

Perfil - Orlando & Vilma, as imagens humanas

Orlando Azevedo sempre se caracterizou por fazer com decisão, bom gosto e dedicação aquilo que o entusiasma. Filho de um alto técnico da FAO, chegou em Curitiba no meio dos anos 60, quando o som do Beatles provocava uma mudança não só no comportamento jovem.

Olhar de Orlando para as imagens do mundo cotidiano

O olhar-camera de Orlando Azevedo não para nunca de colher imagens do cotidiano. Um dos mais valorizados fotógrafos contemporâneos, com uma obra que já se espalha em dois livros ("Foz do Iguaçu", 1990; "Fitas e Bandeiras Wenski", 1988), presenças em prestigiosas revistas nacionais e internacionais e citações em obras referenciais editadas no Exterior, Azevedo foi o único fotógrafo do Paraná selecionado para o belíssimo calendário editado pela Associação Brasileira dos Fotógrafos de Publicidade.

Perfil - As imagens de Juarez nas fotos de Orlando

Hoje o nosso PERFIL sai com poucas palavras e mais imagens. Afinal, não poderia ser diferente. Um artista que faz do traço, cores & imaginação a sua arte, só poderia ser focalizado por outro mestre das imagens. Assim é que Orlando Azevedo, 40 anos, com a sua sensibilidade ajustada a inseparável Hasselblad, passou uma hora fazendo uma centena de fotos para captar toda a expressividade do joinvillense mais curitibanizado que já apareceu: o múltiplo Juarez Machado.

Texto de Artaud abre novo espaço cultural

Retornando de São Paulo, onde foi reciclar-se criativamente assistindo as vanguardistas encenações que o seu maior amigo João Cândido Galvão, curador da 21ª Bienal, trouxe na área do teatro - a "Trilogia Antiga", o "Suz/O/Suz" e "When We Dead, Awaken" (com direção do lendário Bob Wilson), Marcelo Marchioro, após a campestre encenação de "Sonhos de uma Noite de Verão" (Centro de Criatividade, até dezembro) sonha com um projeto mais audacioso: montar no espaço do Solar dos Leões, um espetáculo que assistiu em sua última temporada nova-iorquina e que faz com que um pequeno público partici

Cupido tira Ariel do palco paulista

Sábado passado, registramos o sucesso do ator curitibano Ariel Coelho na peça "Uma Noite com Valentim", em cartaz na sala Rubens Sverner do Teatro de Cultura Artística, em São Paulo. Pelo visto, o Coelho já está em outro quintal a julgar pela picante nota que a apimentada Joyce Pascowith publicou em sua coluna na "Folha de São Paulo", com o título de "Bombom".

No campo de batalha

Mais um Bicho do Paraná em escalada nacional: Ariel Coelho, ator que há uma década vem trabalhando regularmente em cinema e teatro (fora eventuais incursões na televisão), ganha destaque na montagem de "Uma Noite com Valentim", coletânea de textos curtos do cômico alemão Valentim Ludwig Fey, mais conhecido por Key Valentim (1892-1942). Com direção de Fernando Bechy, ao lado de Bia Nunes, Ariel está de quinta a domingo no palco do Teatro Cultura Artística (Rua Nestor Pestana, 196), São Paulo. xxx

Mesmo com a crise há ainda livros de arte

A confraria privilegiada de colecionadores de livros de arte sofreu um duro golpe em 1990: o Plano Collor e a conseqüente suspensão da Lei Sarney praticamente congelou a maioria dos projetos que existiam para dar continuidade as edições de livros de arte (sem falar em outras áreas de investimentos) com patrocínios de empresas e instituições.

No campo de batalha

Juca Novaes é um dos principais animadores da vida musical do Interior de São Paulo. Paulista de Avaré, fez a mostra que há 7 anos promete em sua cidade alcançar dimensão nacional, crescendo em qualidade a cada ano. Mas Novaes é também inspirado compositor-cantor já tendo participado de várias edições do Fercapo (Cascavel) e agora reúne suas bonitas músicas num elepê independente, "Encontro das Águas", dividido com o parceiro Eduardo Santana - e que será lançado segunda-feira, dia 5, no Bar Vou Vivendo, o templo da MPB na noite Paulistana. xxx

No campo de batalha

O químico paranaense Marcelo Schwaab Casemiro, 32 anos, de Ponta Grossa - atualmente na Antártica, em Getúlio Vargas, RS, viaja para a Alemanha em busca de um novo título: o de mestre-cervejeiro. Fará curso de doutoramento numa das três universidades que oferecem cursos superiores na arte de se fazer o melhor chopp. Em Munique, naturalmente. Prost! xxx
© 1996-2016. tabloide digital - 35 anos de jornalismo sob a ótica de Aramis Millarch - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Altermedia.com.br