Login do usuário

Aramis
Conteúdo sindicalizado RSS Ferreira Gullar

Ferreira Gullar

Ouça Selma, uma nova e bela voz brasileira

Mesmo que em menor número do que o boom do canto feminino de anos anteriores, mas na busca de encontrar novas cantoras capazes de se destacarem, várias etiquetas continuam lançando mulheres afinadas, sensíveis e de talento. A grande revelação de 1990 está sendo Itamara Kooraz, cujos primeiros shows no Rio de Janeiro (como o que faz no "Mistura Up", com o violonista e compositor Guinga, de 8 a 11 de agosto), ganhou os maiores elogios e o convite para fazer seu elepê pela Velas que, saindo este ano, a coloca como candidata de grande revelação.

De mulheres, poesia & romances

Mulheres & poesia, Gladys Gama França, 40 anos, entra na idade da razão com "Sedução", seu quinto livro. Fluminense de Campos, há 20 anos em Curitiba, esposa do psiquiatra Olimpio França, dois filhos, Gladys vem mantendo uma produção lírica - entre a poesia romântica e a reflexão do dia-a-dia. Em 1983, foi "É Necessário que Haja", ao qual se seguiram "De repente..." (84), "Apenas Uma Mulher" (85) e "Afeto Sem Retoques" (87). Como sempre faz em seus livros, Gladys busca palavras amigas de seus psiquiatras de plantão: o ex-padre Emir Calluf a apresentava em "Afeto Sem Retoques".

Alaide, cantora de verdade

Se existe uma definição perfeita para Alaide Costa é a de cantora de câmara. Uma voz fina, afinadíssima, perfeita, única e original - que a faria ser uma artista consagrada, valorizada profissionalmente e sem ter que se preocupar com qualquer problema material se tivesse nascido na Europa ou nos Estados Unidos - e não no Rio de Janeiro (08/12/1935).

Imagens do Inconsciente para visão e reflexões

"A finalidade não é a obtenção do prazer estético que é o objetivo final da arte cinematográfica. Esse filme pretende ser educativo, servir de base a uma discussão embora não exclua o campo da estética". (Leon Hirzmann, em 1986, a propósito de "Imagens do Inconsciente"). xxx

Uma lua inspirada no ballet de Chico e Edu

Do ballet, como espetáculo, caberá aos (poucos) críticos especialistas - que estão vindo assisti-lo, a convite oficial - registrar suas opiniões profissionais. Para o público que lotou, a estréia na noite de quinta-feira, 21, houve deslumbramento e aplausos. O espetáculo é bonito. Colorido, formas e sons num encantamento que faz com que o Ballet Guaíra seja, ainda, o único grupo da arte paranaense com algumas condições de não fazer feio em suas apresentações fora dos limites estaduais.

No campo de batalha

O advogado Constantino Viaro, 50 anos, não pôde receber os cumprimentos pela montagem de "Dança da Meia Lua". É que o superintendente da Fundação Teatro Guaíra, 7 horas antes da estréia do espetáculo foi atropelado na Rua Cruz Machado, quando saía da Secretaria da Cultura, [e foi parar] no hospital. xxx

No campo de batalha

"Demo", o novo quinzenário político de Brasília, formato tablóide, em seu número dois, na coluna "Bastilha", publica a seguinte nota, ilustrada com foto da primeira dama do Paraná: "Aos 23 anos, além de muito bonita, a advogada Débora Dias, primeira-dama do Paraná, é uma grande novidade para quem está acostumado à frivolidade que caracteriza a maioria das esposas dos governadores, que pecam justamente por serem muito deslumbradas. Débora Dias, não. E começa por confessar que tem em "O Príncipe", de Maquiavel, seu livro de cabeceira.

O romance de Chico fez Ricardo bailar

Finalmente "O Romance das Quatro Luas" vai chegar aos palcos do Guaíra. Contratado há dois anos, pela antiga diretoria da Fundação Teatro Guaíra, este novo bailado de Chico Buarque-Edu Lobo, com libreto de Ferreira Gullar, sofreu vários atrasos - alguns por culpa dos autores, outros devido a greve dos músicos no Rio de Janeiro, o que impediu a gravação do tape. Agora, garante Edu Lobo, a música está saindo das partituras para as fitas, com corte final da gravação nos Estados Unidos.

Francisco, o novo Buarque

A exemplo de "Jogo de Damas", de Edu Lobo e "O Grande Circo Místico", de Chico Buarque-Edu Lobo, "O Romance das Quatro Luas" deverá se transformar também em disco e, por que não, talvez até num especial de televisão. As gravações já foram iniciadas e com a participação de nomes famosos - até agora ainda não divulgados - o tape deixa as gravadoras com água na boca. A Sigla Som Livre foi que editou os dois álbuns anteriores - e, naturalmente mostra-se interessada nesta nova produção. Mas até agora, ao que consta, não há ainda contrato assinado. Para dança, a exclusividade é do Guaíra.
© 1996-2016. tabloide digital - 35 anos de jornalismo sob a ótica de Aramis Millarch - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Altermedia.com.br