Login do usuário

Aramis
Conteúdo sindicalizado RSS São José dos Pinhais

São José dos Pinhais

Wanderley, sem lágrimas, o homem, o profissional e uma oração testamento de Adeus!

"A Morte é a grande pergunta e a final e grande resposta de todos os credos... "(José Wanderley Dias, em sua última crônica. "Quando eu morrer", coluna "A Vista do Meu Ponto", página 5, 1º caderno, edição de ontem, 10/07/92, da "Gazeta do Povo"). Ontem, perla manhã, ao ler meus textos em O Estado do Paraná, deparando-me com habituais erros de imprensa - frases cortadas, palavras modificadas, pequenos empastelamentos, lembrei-me de Wanderley Dias. "Ao menos ele, deve estar aumentando seus álbuns de enganos de imprensa..."

Zito e os sonhos de quando os cinemas se multiplicam

Memória da cinematografia curitibana e que através de sus know-how técnico é o único profissional que garante o bom funcionamento das máquinas de projeção dos cinemas do Paraná, o astuto Zito Alves emocionou-se ao ler o último número da revista editada pela Cinemeccanica - a maior indústria de projetores do mundo, na Itália. É que a reportagem principal focaliza um conjunto de nada menos de 18 excelentes salas de projeção, num mesmo conjunto, inauguradas há um ano pela UCI - United Cinemax International, na cidade de Bockum, na Alemanha. xxx

Artigo em 15.03.1992

Apesar de ter sido convidada, com insistência, pelo prefeito Jaime Lerner para assumir a direção de Ação Cultural da fundação Cultural de Curitiba, a jornalista Antonia Eliana Chagas preferiu retornar a São Paulo, onde reside há mais de 10 anos. Ex-repórter de O Estado, Tonica fez carreira no jornalismo, passando por várias publicações nacionais e ocupou por sua competência uma importante editora da Agência O Estado, da qual saiu há poucos meses. xxx

Perfil - Frei Miguel, os 25 anos do sacerdócio da pobreza

Nem os diretores da COHAB-CT até agora se lembraram de uma efeméride a acontecer dentro de 9 dias: os 25 anos da Vila Nossa Senhora da Luz dos Pinhais, inaugurada pelo então prefeito Ivo Arzua e a primeira presidente do Banco Nacional de Habitação, Sandra Cavalcanti, em 10 de novembro de 1966.

Dirck viaja ao tempo nas estórias de "Vida Brava"

Em 1962, quando a experiência do socialismo tropical de Fidel Castro provocava "frissons", uma intelectual de Curitiba, participante ativa em movimentos sociais e precursora em feminismo, Dirck Almeida, foi convidada a visitar a ilha. Em seu retorno, escreveu uma série de crônicas que resultaram no livro "Uma Brasileira em Havana" (editora Fulgor) , o que, dois anos depois, lhe custaria aborrecimentos e intimações para depor em inquéritos que se seguiram ao golpe de 1º de abril de 1964.

Dirck viaja ao tempo nas estórias de "Vida Brava"

Em 1962, quando a experiência do socialismo tropical de Fidel Castro provocava frissons, uma intelectual de Curitiba, participante ativa em movimentos sociais e precursora em feminismo, Dirck Almeida, foi convidada a visitar a ilha.

A "Tribuna" diária de São José dos Pinhais

Ao mesmo tempo em que o mais antigo jornal de Região Metropolitana de Curitiba comemora se 34o aniversário e prepara-se para, dentro de alguns meses, adquirir a periodicidade diária - a "Tribuna de São José", em São José dos Pinhais - um novo vespertino é anunciado para circular em Curitiba até o final de julho - "Folha da Imprensa"- e no campo de revistas, semanários e quinzenários com públicos -

Um diário de viagem nos desenhos de Poty

Rejuvenescido, com ótimo humor e cheio de planos, o querido Poty Lazarotto voltou a toda de sua viagem a Suíça e Alemanha e está trabalhando em tempo integral para no próximo dia 24, quarta-feira fazer uma individual na galeria Banestado. Durante os dias que passou na Suiça, Poty fez questão de visitar pequenas cidades medievais, fazendo anotações em desenhos que, agora transforma em obras definitivas - de grande beleza - para esta exposição que nos mostrará uma espécie de "diário de viagem".

No campo de batalha

Maringá em ritmo musical justificando seu nome: além da prefeitura ter adquirido o piano que foi de Joubert de Carvalho (1900-1977) - no qual compôs, em 1931, a canção que deu nome a cidade - a Orquestra Sinfônica ali fundada começa a ter uma boa estrutura. Uma das metas é fazer logo aquilo que a Sinfônica Paranaense teve que esperar por 5 anos - e só conseguindo graças ao dinamismo de Constantino Viaro, superintendente da Fundação Teatro Guaíra: gravar um disco. xxx

No campo de batalha

Enéas Athanázio, 55 anos, catarinense de Campos Novos, SC, procurador aposentado em Santa Catarina, pode agora dedicar-se apenas à sua paixão maior: a literatura. Autor já de uma obra numerosa, tendo empreendido valiosos estudos sobre a vida e obra do escritor mineiro Godofredo Rangel (um dos principais colaboradores de Monteiro Lobato nos anos pioneiros da Cia. Editora Nacional), Enéas agora foi premiado no concurso "Uma Antologia em Busca de Autores" (Prêmio Monteiro Lobato), patrocinado pela Academia Brasileira de Literatura Infantil e Juvenil e apoio cultural do grupo Aché. xxx
© 1996-2016. tabloide digital - 35 anos de jornalismo sob a ótica de Aramis Millarch - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Altermedia.com.br