Login do usuário

Aramis
Conteúdo sindicalizado RSS William Hurt

William Hurt

As estrelas que foram iluminar o firmamento

O ano de 1990 começou levando duas divas do cinema - Barbara Stanwyck, aos 83 anos, no dia 20 de janeiro e, cinco dias depois, Ava Gardner, aos 68 - e, três meses após, a mitológica Greta Garbo, aos 85 anos, no dia 15 de abril, em Nova Iorque - seu retiro desde 1941, quando abandonou voluntariamente o cinema no auge de sua carreira. Outra atriz inesquecível, Paulette Goddard - a lembrança eterna da companheira de Chaplin (que foi seu marido) em "Tempos Modernos", que morrera aos 79 anos, em 22 de abril.

Videonotas

Três lançamentos da Abril Vídeo, com condições de emplacarem bom retorno. De princípio, "Querida, Encolhi as Crianças", de Joe Johnston, comédia destinada ao público infantil que fez sucesso no Cine Astor, há alguns meses. Com toques de "O Incrível Homem que Encolheu", mas transpondo a miniaturização para crianças, esta produção com Rick Morani trouxe bons efeitos especiais. Uma diversão que não compromete. xxx

Quem bom que o documentário de Lúcia esteja em exibição

"Que bom te ver viva", em nossa opinião o mais importante, oportuno (e não oportunista) e sincero filme brasileiro - disparado o melhor de 1989 e um dos 10 mais importantes da década - chegou ontem à tela do cine Ritz (5 sessões, previsão de ao menos duas semanas em cartaz).

Os apressadinhos pelos vídeos superinéditos

Há muito que o vídeo passou a antecipar o lançamento dos filmes. No princípio, eram os piratas. Agora, mesmo em lançamentos selados, muitos dos filmes mais importantes estão chegando com semanas - muitas vezes, meses - nas locadoras, para entusiasmo daquela faixa de consumidores que busca, ansiosamente, "ser o primeiro a ver" o filme a respeito do qual está falando na imprensa internacional.

VideoNews

Num pacote múltiplo, F.J. Lucas lança um famoso filme dos anos 40: "O Sétimo Véu" (The Seventh Veil),1945, direção de Compton Bennxtt (l900-I973), diretor que apesar de alguns sucessos (inclusive a primeira versão de "As Minas do Rei Salomão") não ficou famoso. No elenco, James Mason (em seus anos verdes), Ann Todd e Herbert Lom. xxx

Rede de inseguranças

Lonesone Rhodes foi o pioneiro. Há exatamente 31 anos, era o primeiro comunicador eletrônico que, como um deus das ondas hertzenianas, embriagava-se com o sucesso, primeiro no rádio, depois na televisão e revelava sua verdadeira face, ambiciosa, cruel, canalha: o personagem que Budd Schulberg criou em "Um Rosto na Multidão" pode ser considerado como o avô dos supercomunicadores (manipuladores?) de massa que tem, bissextamente, tido seu poderio contestado no cinema.

Itaiópolis, terra de Airto, tem seus artistas regionais

Sempre que vem a Curitiba para visitar sua mãe, dona Zelinda, irmã e sobrinhos, que residem no bairro do Boqueirão, Airto acaba levando alguns discos de música brasileira. Geralmente são trabalhos instrumentais ou dos compositores e cantores mais famosos. Desta vez, Airto - que ao lado da esposa Flora Purim, se apresenta somente hoje a noite no auditório Bento Munhoz da Rocha Neto - estará levando um disco diferente: o elepê "Artistas de Itaiópolis".

Dois atores de Babenco indicados para o Oscar

Hollywood (UPI) - A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas dos Estados Unidos divulgou hoje a lista dos indicados para os prêmios Oscar deste ano, que serão entregues a 11 de abril no auditório Shrine, de Los Angeles. Os filmes "O Último Imperador" e "Broadcast News" receberam nove e sete indicações, respectivamente, e "Atração Fatal" e "Moonstruck" seis cada um. As atrizes destes dois últimos filmes, Glen Close e Cher, respectivamente, são candidatas ao Oscar de melhor atriz.

Oscar, o melhor marketing da usina de sonhos de Hollywood

Há dez anos passados, pouquíssima pessoas se interessariam em saber quem eram os candidatos ao Oscar. Os filmes indicados demoravam a serem lançados no Brasil e a divulgação da festa era precária, no máximo a imprensa nacional registrando os nomes dos filmes, diretor e principais atores/atrizes galardoados. Hoje, 18 anos após a cerimônia ter passado a ser transmitida via televisão para o Brasil - e atingindo mais de cem países - o Oscar é o maior elemento do marketing promocional da indústria cinematográfica americana.
Tags:
© 1996-2016. tabloide digital - 35 anos de jornalismo sob a ótica de Aramis Millarch - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Altermedia.com.br