Login do usuário

Aramis
Conteúdo sindicalizado RSS Fundação Teatro Guaíra

Fundação Teatro Guaíra

No campo de batalha

Não está afinado o ambiente interno da Orquestra Sinfônica do Paraná. Embora, oficialmente, seja negada a existência de qualquer crise, nos bastidores o clima é de tensão e mesmo revolta. Motivo: a ameaça de demissão de três integrantes da orquestra - a fagotista Solange, o violinista Samuel e o trompista Nivaldo dos Reis Calçado. xxx

No campo de batalha

Dentro da avalanche de espetáculos teatrais com humor fácil, pitadas de sexo e esquemas de vaudeville que têm sido apresentados na cidade (nesta semana ainda, "O Vison Voador", em cartaz no auditório Bento Munhoz da Rocha Neto), o produtor Fernando Ferreira trará para temporada no auditório da Reitoria (22/23 de abril) a comédia "Três é Melhor" (Ménage à Trois), de Chico Anysio e Gugu Olimecha, direção de José Wilker, com Thereza Mascarenhas, Mario Faini, Nestor de Montemar e Edson Fieschi.

A geração dente-de-leite vai ao vídeo

O cinema está em crise, não há recursos para novas produções mas a criatividade e o desejo de realizar obras em imagens continua a estimular dezenas de jovens. Alguns, com recursos pessoais e muitos sacrifícios, partem para a luta - hoje, com o videoteipe, mais econômico, portátil e imediato. E nesta Curitiba de pouquíssimos cineastas, começa a aparecer uma geração dente-de-leite de videomakers. xxx

Uma diretoria que pode ser extinta

Uma boa sugestão levada ao secretário René Dotti, da Cultura, e que se tiver sua boa vontade poderá fazer com que o governador Álvaro Dias enxuge a administração da Fundação Teatro Guaíra sem causar maiores traumas: a eliminação do cargo de Diretor de Programação e Artes. Vago desde o dia 1 de janeiro, quando a jornalista Lúcia Camargo, que ali se encontrava desde abril de 1987, tomou posse como Secretária Municipal de Cultura, o cargo pode ser suprido, perfeitamente, por uma ágil assessoria, diretamente subordinada ao diretor superintendente.

No campo de batalha

Mais três agências de publicidade entrando no mercado: a SVT Comunicação, de Hulda Subtil de Oliveira (Rua Clotário Portugal, 215, fone 222- 5721) e a CRC Comunicações, de Maria Aparecida Ribas Lemos (Rua Barão do Rio Branco, 63, 12º) em Curitiba; a Modo Produção e Comunicação (Avenida Luiz Teixeira Mendes, 1301) em Maringá. xxx Já a Forma Livre, de Londrina, sofrendo alterações: Wagner Morena Casian deixou a empresa, agora apenas de Hugo Aurélio de Faveli. xxx

No campo de batalha

Uma única presença cinematográfica do carnaval nas telas da cidade: o cine Ritz está exibindo o curta "Só no Carnaval", de Eunice Gutman, que focaliza, com bom-humor, um bloco de sujos formado por séros cidadãos que costumam vestir-se de mulher para sair nas ruas do Rio de Janeiro. ***

Álamo, uma etiqueta para nossos músicos

Álamo - Eis um nome da etiqueta musical que poderá identificar, a curto prazo, algo que sempre se esperou entre nós: uma atuante marca fonográfica, prestigiando basicamente os compositores, intérpretes e instrumentistas paranaenses. A iniciativa é de um catarinense, Romário José Borelli, 41 anos, desde 1986 radicado em Curitiba, dramaturgo, pesquisador, compositor, que após quase um ano de pesados investimentos implantou às margens do lago do Barigui (Rua Lúcia Razeira, 1035) um moderno estúdio de gravação).

Uma sinfonia de som, luzes e encantamento

O Bamerindus não poderia ter feito melhor investimento cultural: a Sinfonia de Natal que iluminou a noite de sexta-feira, na Boca Maldita, ao som de Haendel, Ravel, John Philips Souza e outros mestres foi um dos mais belos espetáculos públicos já acontecidos em Curitiba.

Lúcia, o poder na cultura curitibana

Homem de hábitos espartanos, o secretário René Dotti acorda às 6:30 da manhã e antes mesmo do café já lê os jornais da cidade. Ontem, pela manhã, surpreendeu-se ao ler em O Estado notícia de que dá como certa a escolha da professora Lúcia Camargo para a Secretaria Municipal da Cultura. Afinal, retornando de viagem ao Rio de Janeiro, o secretário da Cultura desconhecia o fato da diretora de Arte e Programação da FTG ter sido ungida como o nome mais forte para suceder ao advogado Carlos Frederico Marés de Souza no comando da política cultural da capital. xxx

"Fogo e Paixão", a homenagem a Tati

Procurar formas alternativas, distante da Embrafilme, se possível, é a receita que experientes cineastas estão dando aos novatos. Embora a estatal tenha obrigação de impulsionar a nossa indústria cinematográfica, a burocracia somada a falta de recursos tem sido tanta que dezenas de projetos foram abandonados.
© 1996-2016. tabloide digital - 35 anos de jornalismo sob a ótica de Aramis Millarch - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Altermedia.com.br