Login do usuário

Aramis
Conteúdo sindicalizado RSS Fundação Teatro Guaíra

Fundação Teatro Guaíra

O canto latino-americano reúne-se em Foz do Iguaçu

Seria oportuno, simpático e, por certo produtivo, que o recém-empossado superintendente da Fundação Teatro Guaíra, Oswaldo Loureiro, de preferência acompanhado de seu maior amigo Eduardo Requião, assessor especial do governador Roberto Requião para a área cultural, fossem a Foz do Iguaçu neste final de semana acompanhar de perto o Acorde Cataratas - I Festival Latino americano da Canção.

Guido Viaro, 23 anos,candidato a vereador

Para vereador, vote em Guido Viaro! O maior nome de nossas artes plásticas, mestre Viaro (Badia Polosine, Luvico, 8/9/1897 - Curitiba, 4/11/71), em seus 46 anos de Brasil, 44 dos quais em Curitiba, jamais pensou em ser candidato a qualquer coisa que não fosse a de poder manter sua esposa, Iolanda, e o único filho, Constantino Baptista, com as cores de sua arte. Entretanto, não será surpresa se nas próximas eleições municipais, o seu nome estiver entre os candidatos a uma vaga no Lagislativo.

Artigo em 15.06.1991

xxx Verinha Walflor, a mais ativa e organizada das produtoras artísticas locais, dá mais uma mostra de competência nos dois shows que Marisa Monte faz neste fim-de-semana (auditório Bento Munhoz da Rocha Neto). Superstar antes mesmo de fazer seu primeiro disco, a jovial cantora, em seu repertório múltiplo, compensou amplamente os milhões que a EMI-Odeon investiu em sua contratação: "Mais", seu segundo álbum, está vendendo milhares de cópias, especialmente em CD. xxx

Sobe ao palco uma peça de inverdades

No mínimo, uma lamentável desinformação é o que pode explicar a entrevista do ator carioca Oswaldo Loureiro, assumindo - a contragosto da classe artística paranaense - a superintendência da Fundação Teatro Guaíra ao fazer deselegantes declarações visando atingir a administração que o antecedeu.

Artigo em 02.06.1991

A artista plástica Ana Maria Comodo, viaja para Portugal na terça-feira. Uma das dez artistas do Brasil, convidadas a expor na 3a Bienal Nacional de Obidos (que inaugura dia 14), Ana Maria, única do Paraná que se dedica a colagens, aproveita para fazer um roteiro mais amplo, viajando em companhia da publicitária Silvia Dias. Depois de coordenar mais uma edição do Troféu Colunistas Silvia vai descansar num roteiro europeu. Com muitos toques românticos.

O povo merece aplaudir a nossa boa orquestra

Um dos mais belos concertos da atual temporada da Sinfônica do Paraná, no domingo pela manhã, teve um bom público - cerca de mil pessoas - mas a metade do auditório Bento Munhoz da Rocha Neto ficou vazia. É de se perguntar: é justo que um evento oficial, com uma orquestra mantida pela população através de recursos públicos, deixe de atingir em suas apresentações o maior número possível de espectadores?

Banco do Brasil vai financiar uma segunda sinfônica da cidade

O que aconteceu com os músicos que, por anos, integraram a Orquestra Sinfônica da Universidade Federal do Paraná? É uma boa pergunta, pois muitos talentos passaram durante mais de 20 anos pela única Sinfônica do Paraná, que teve por todo este período a direção do maestro (e ex-violinista) Gedeão Martins.

Curitiba ganha seu centro de convenções mas vamos lembrar os tempos do Vitória

Programado para ser inaugurado dentro de uma semana, em termos de atração artística com apresentação do pianista Pedrinho Mattar - e dentro de uma programação da qual, até agora, não se tem maiores notícias - o Centro de Convenções de Curitiba, na Rua Barão do Rio Branco, mereceria que o presidente da empresa de economia mista que se formou para a construção e administração, Marco Antônio Fatuche, se lembrasse, quando das solenidades, de incluir alguma menção ao histórico do prédio.

Marcelo, a arte maior como ampla realização

Passados três meses de vacas magríssimas em termos de espetáculos, a temporada artística abre com opções a diferentes predileções. Marcelo Marchioro, 38 anos, o mais importante nome do teatro paranaense - de projeção nacional pela seriedade e competência de seu trabalho, tem nesta semana, o revival de duas excelentes montagens que fez no ano passado para a Fundação Teatro Guaíra: a peça "As Bruxas de Salém", de Arthur Miller (Auditório Salvador de Ferrante - até o dia 4 de abril), e a ópera "O Barbeiro de Sevilha", de Rossini (Auditório Bento Munhoz da Rocha Neto - 14 a 17).

No campo de batalha

Um destaque que deve ser feito em relação aos músicos que estiveram no Paiol, no último fim de semana, acompanhando Johnny Alf: o saxofonista Idris Boudrioun (Nancy, França, 05/01/1958), radicado há 8 anos no Brasil e que já fez dois esplêndidos elepês como solista. Junto com Idris, vieram o baterista Ivo Caldas, 43 anos e o baixista Lúcio Maciel, 34. xxx
© 1996-2016. tabloide digital - 35 anos de jornalismo sob a ótica de Aramis Millarch - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Altermedia.com.br