Login do usuário

Aramis
Conteúdo sindicalizado RSS Secretaria da Cultura

Secretaria da Cultura

Carnaval ganha imagens e letra de forma

Apesar de o Brasil ter ganho a adjetivação de o País do Carnaval a partir do romance que Jorge Amado publicou em 1931, o fato é que a maior festa popular não tem inspirado uma bibliografia e filmografia à altura. Seria difícil, inclusive, montar uma programação de filmes relacionados ao Carnaval - pois embora possam ser identificadas algumas dezenas de títulos que, direta ou indiretamente, focaram o Carnaval, poucos teriam cópias à disposição de exibição.

No campo de batalha

Está assim constituído o conselho fundador da Bienal Brasileira de Design: Ivens de Jesus Fontoura, coordenador de Museus da Secretaria da Cultura e idealizador do evento, é o presidente do grupo, tendo Cláudia Lambach como suplente. Há representações da Universidade Federal do Paraná (Airton Caminha Gonçalves Jr. e Fernando Bini); Federação das Indústrias (Mário de Mari); Associação Profissional de Desenhistas Industriais (Alceu Bonfim e Itanel Quadros) e do Laboratório Brasileiro de Desenhistas Industriais (Eduardo Barroso Neto e Marcelo Resende). xxx

De Bonna ganha o álbum que sua arte merecia

Se a vida editorial no Paraná continua ainda fraca, longe da pujança de um Rio Grande do Sul, por exemplo - algumas luzes se acenderam no túnel cultural. Por exemplo, a editora Scientia et Labor, da Universidade Federal do Paraná, transformou-se de sonho em realidade - conforme registramos em outro texto desta mesma coluna. E na área de livros de arte, temos algumas publicações dignificantes, sem contar que desde que a Casa de Idéias encontre apoio, o talento do Mirandinha ajudará a fazer com que publicações do mais alto nível ganhem forma neste ano.

Era uma vez um projeto para promover a música paranaense

Mais uma imensa baixa no panorama cultural paranaense: após 18 meses de trabalho, investimentos no valor de US$ 200 mil e prejuízos que passaram dos US$500 mil, o animador cultural Romário Borelli está fechando a Alamo-Sul, estúdio de som que pretendia atuar na área de produções fonográficas em Curitiba, atingindo todo o Estado.

Com a falta de dinheiro, os nossos curtas estão parados

No ano passado o Paraná esteve totalmente ausente no circuito dos festivais de cinema. Se em 1988, Fernando Severo conseguiu com seu curta, 16 mm, algumas premiações em Gramado, Brasília e Salvador - principalmente porque "O Mundo Perdido de Kozák" focava, com bom gosto e cuidados de realização, um tema muito simpático (o resgate de um pioneiro da cinematografia, com preocupações ecológicas já nos anos 40/50), no ano passado nenhum realizador paranaense conseguiu ingressar sequer na parte seletiva dos festivais.

Roselys, garimpando a arte & a história

Professora, folclorista, pesquisadora, com vários trabalhos publicados e, especialmente, uma válida contribuição nas artes no Paraná, Roselys Velloso Roderjan, após aposentar-se da Escola de Música e Belas Artes do Paraná - na qual lecionou "História da Música" por 32 anos (paralelamente as suas atividades no ensino primário, na qual ingressou em 1946), não parou de trabalhar.

No campo de batalha

A revista Gráfica ganha nova estrutura legal, conforme registro feito em cartório. Creso Luiz de Moraes, 39 anos, dono da Enfoque, passa a ser oficialmente o redator-chefe da mais sofisticada publicação das artes gráficas do continente. Evidentemente, que a publicação continua a ser de seu idealizador e editor de arte, Miran (Osvaldo Walter Miranda, 41 anos, residente à Rua Jesuíno Lopes, 390), sócio do publicitário Carlos Alberto Ferreira da Costa, na Casa de Idéias - Editora de Vídeo e Gráfica (Rua Dom Alberto Gonçalves, 47), que é, legalmente a editora da publicação.

Estreantes vencem no Festival de Curitiba

Dois estreantes em longa-metragem, 35mm, acabaram sendo os principais vencedores do I Festival de Cinema Cidade de Curitiba: Alain Fresnot, 38 anos, com "Lua Cheia" e "Maria Letícia", 42, com "1º de Abril - Brasil" ganharam nas categorias principais: melhor filme e direção. E com isto viajarão - quando quiserem - para a República Federal da Alemanha, utilizando as passagens que a Lufthansa ofereceu como premiação principal.

No campo de batalha

Como os "Versos Satânicos" não existem mesmo nas mais atualizadas livrarias que trabalham com obras importadas, uma ingênua narrativa que Salman Rushdie fez sobre uma viagem pela Nicarágua ("O Sorriso do Jaguar"), que não estava vendendo nada, acabou se transformando num best-seller da Guanabara. Anteriormente, a Guanabara havia editado outro livro do mesmo autor ("Os filhos da meia-noite") e, caso se encorajasse a publicar "Os Versos Satânicos" teria prioridade. xxx

Pesquisas no Paraná sobre anti-semitismo

A professora Maria Luíza Tucci Caneiro, autora do polêmico "O Anti-semitismo na Era de Vargas" (Editora Brasiliense, 1988, edição de 5 mil exemplares praticamente esgotada) aproveitou sua vinda a Curitiba para estender as pesquisas que vem realizando para, até o primeiro trimestre de 1990, lançar novo livro sobre o mesmo tema. E bastaria a agradável entrevista que teve com o Sr. Bernardino Schulman, 87 anos, "para ter compensado vir a Curitiba".
© 1996-2016. tabloide digital - 35 anos de jornalismo sob a ótica de Aramis Millarch - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Altermedia.com.br