Login do usuário

Aramis
Conteúdo sindicalizado RSS Chico Buarque de Hollanda

Chico Buarque de Hollanda

Pantanal pavimenta rota para o "new caipirismo"

Se outros méritos não tivesse, "Pantanal" - a grande surpresa da telenovela brasileira em 1990 - já valeria por ter dado uma necessária catipultuagem [catapultagem] na carreira de dois excelentes intérpretes da música de raízes: Sérgio Reis e, especialmente, Almir Sater.

Os importantes songbooks que Chediak vem editando

Almir Chediak, professor de música e editor, apostou num projeto audacioso que está dando certo: "songbooks", com as obras de compositores brasileiros. Depois de lançar volumes dedicados à Caetano Veloso e à Bossa Nova (3 volumes), prepara-se agora para mais sete álbuns de canções: Cazuza, Tom Jobim e Rita Lee. Além das partituras de suas músicas mais conhecidas, cada "songbook" trará textos biográficos e análises críticas, em edições da editora Lumiar. Em novembro devem chegar às livrarias e outros pontos selecionados de vendas. Já o songbook de Gilberto Gil fica para 1991. xxx

Bibi, a fair lady de nosso teatro

Quando Bibi Ferreira atuou em "O Fim do Rio", uma das primeiras produções da Pinewood Studios, após a II Guerra Mundial, já era uma veterana nos palcos. Afinal, filha de dois grandes artistas, Procópio Ferreira (Rio de Janeiro, 1889-1979) - nos palcos desde 1916 com "Amigo, Mulher e Marido" (L'Ange de Foyer, de Robert des Flers e Caillavet) e da atriz Aida Isquierdo, o bebê Abigail, aos 24 dias de idade, já fazia uma "pontinha" na montagem de seu pai de "Manhã de Sol", de Oduvaldo Vianna (1892-1972).

Uma nova versão para a ópera de Weill e Brecht

Da imensa, política e consciente obra de Bertold Brecht (1898-1956), sem dúvida a mais conhecida é "A Ópera dos 3 Tostões" (escrita em 1928, inspirada em "A Ópera do Mendigo", do inglês John Gay. Independente dos méritos de dramaturgo de Brecht, contribuiu para fazer desta "Ópera" um standard internacionalmente montado - e com inúmeras adaptações e derivações (inclusive "A Ópera do Malandro", de Chico Buarque de Holanda), a perfeita parceria com Kurt Weill (1900-1950), que criou as canções que sua esposa, Lotte Lenya imortalizaria.

Agora é a Golden Metais que promove o "Oscar" das artes

O sucesso do Prêmio Sharp de Música, idealizado e dirigido por José Maurício Machline, levou outras empresas a criarem promoções semelhantes. Assim, a Golden Metais lançou há alguns meses uma premiação para os melhores do teatro, cinema e televisão. Devido a problemas internos, os resultados dos indicados de 1989 só acontecerá no dia 17 de setembro, no Golden Room do Copacabana Palace.

Homenagem a Clara guerreira

Desde que assumiu funções executivas na EMI/Odeon o experiente Francisco Rodrigues, ex-CBS, está mostrando a sua competência. Tanto na área de comunicação como na produção, o estimado Chiquinho sabe fazer um bom trabalho e assim, dentro de uma gravadora que dispõe de um acervo tão grande, além de importantes representações internacionais, pode fazer pelas produções.

Gabriela, 14 anos, traz a Bossa Nova com juventude

Há algumas semanas, quando gravamos um longo depoimento com o compositor e, sobretudo, produtor Roberto Menescal, também excelente violonista - e que veio a Curitiba acompanhando Leila Pinheiro - o autor de "Barquinho" falou, com entusiasmo, da mais jovem cantora que havia produzido: Gabriela. Ex-integrante de um conjunto infantil, voz apuradíssima, esta menininha de 15 anos incompletos, surge agora como uma das melhores promessas vocais para 1990.

Gonzaguinha no grande canto de amor a Luiz

Gonzaguinha (Luiz Gonzaga do Nascimento Jr., RJ, 22/9/1945) é um compositor-intérprete que está, há tempos, merecendo uma tese de profundidade. Se o seu pais, o grande Luiz Gonzaga do Nascimento (Exu, PE, 13/12/1912-Recife, 2/8/1989) já tem quatro livros a seu respeito - o último dos quais lançado há poucas semanas - Gonzaguinha também tem uma obra musical que o faz merecedor da atenção que vá além do simples registro jornalístico.

Luz, o parceiro de Aldir, e por onde andará Juan?

Um dos mais interessantes discos independentes lançados naquilo que se pode chamar de a "última safra" - final de 1988, princípios do ano passado - foi o elepê de Moacyr Luz. Parceiro de Aldir Blanc, Luz ganhou a força do amigo para um disco gravado nos estúdios Master, Rio de Janeiro (dezembro/87/88), selo Acre (fone 021-208-0428), mostrando um punhado de músicas esplêndidas, arranjos esmerados e participações muito especiais.

Fernanda Montenegro, a atriz, a cantora e agora a escritora

Fernanda Montenegro e Fernando Torres estiveram por algumas horas em Curitiba na terça-feira. Foi uma viagem rápida mas importante. Chegaram pela manhã e durante um almoço-reunião com a professora Maria Cristina Andrade Vieira, coordenadora de projetos culturais do Banco Bamerindus acertaram os detalhes finais da participação do Banco da Nossa Terra no patrocínio de "Suburbano Coração" em sua temporada paulista (Teatro Cultura Artística, a partir de 23 de abril).
© 1996-2016. tabloide digital - 35 anos de jornalismo sob a ótica de Aramis Millarch - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Altermedia.com.br