Login do usuário

Aramis
Conteúdo sindicalizado RSS Miles Davis

Miles Davis

Davis não virá, mas hoje é dia de Baden

O sonho acabou! Os fãs de Miles Davis - como o jornalista Manoel Carlos Karam, um dos grandes conhecedores de sua obra - terão mesmo que viajar ao Rio de Janeiro (Canecão, até quinta-feira) ou São Paulo (Anhembi, sábado e domingo), para, pagando entre Cz$300,00 a Cz$ 500,00, assistirem a um dos mais lendários nomes do jazz moderno.

Jazz vive nos palcos do Free Festival

Pela quinta vez nos últimos 8 anos, um grande evento jazzístico traz ao Brasil grandes nomes do jazz. Em sua segunda edição, o Free Jazz Festival, dividindo-se entre São Paulo (Anhembi, 27 a 31 de agosto) e Rio de Janeiro (Hotel Nacional, 2 a 7 de setembro) apresenta grandes nomes do jazz - desde o veterano Ray Charles, 54 anos - até estrelas ascendentes - como Wynton Marsalis, Stanley Jordan e David Sanborn.

Jazz com amor através dos melhores talentos

I Love Jazz. O título não poderia ser mais feliz. São nove esplêndidos álbuns que chegam ao Brasil por apenas Cz$ 55,00 cada - quando o importado custa hoje quase Cz$ 300,00. E nesta coleção, uma síntese do que há de melhor, com uma seleção primorosa das interpretações de nomes como Louis Armstrong, do recém falecido Benny Goodman, Thelonious Monk - de monstros sagrados como Sarah Vaughan ou do pouco divulgado entre nós - mas veteraníssimo e admirável - Cab Calloway.

Ornette e Pat, o melhor free jazz

Neste promissor ano jazzístico de 1986 - tanto em termos de espetáculos com grandes nomes (B. B. King dia 10 de julho no Guaíra; em agosto, Airto Moreira e Flora Plurim; Miles Davis em setembro) como de gravações, além da Polygran e CBS que já fazem lançamentos regulares, a WEA, que possui acervo impressionante em termos da música contemporânea, também entra forte no mercado.

Airto agora virá em agosto. Com a Flora

A novela da temporada de Airto Moreira no Brasil se estende por vários meses. No final do ano passado, quando esteve aqui, no Natal, revendo sua família, Airto estabeleceu uma série de contatos para detalhar as apresentações que faria com a esposa Flora Purim e uma banda especial, com apresentações no Rio, São Paulo, Curitiba e, talvez, Porto Alegre e Belo Horizonte.

Entre as 4 estréias, um ótimo nacional: "A Hora da Estrela"

Após duas semanas praticamente sem estréias, acontecem quatro lançamentos. Um deles, sem favor, a melhor estréia do cinema brasileiro em 1986, consagrada pela crítica, 13 prêmios no Festival de Cinema de Brasília e três distinções no último festival de Berlim: "A Hora da Estrela", de Suzana Amaral (Cine Palace-Itália).

Gillespie, concerto para a história do jazz

Se alguns dos admiradores de Dizzy Gillespie imaginaria que seu clássico "Night in Tunisia" estaria reservado para o grande final de sua única apresentação em Curitiba (auditório Bento Munhoz da Rocha Neto, quinta-feira, 22), teve uma surpresa excelente.

Conheça Taylor, um mestre das baquetas

Entre tantos méritos que fazem a Barclay (ex-Ariola) merecer cumprimentos pela corajosa produção jazzística que colocou ao alcance dos brasileiros no segundo semestre de 1984 está o de mesclar suas edições entre nomes consagrados, de público certo, a talentosos instrumentistas que apesar de uma obra já firmada são praticamente desconhecidos entre nós, justamente pela pobreza de nossa discografia jazzística.
© 1996-2016. tabloide digital - 35 anos de jornalismo sob a ótica de Aramis Millarch - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Altermedia.com.br