Login do usuário

Aramis

Artigos por data (1978 - Abril)

Cenas de um casamento (I)

Apenas uma coincidência faz com que "Noivo Neurótico, Noiva Nervosa" (Cine Rivoli), esteja em exibição na mesma semana em que "Constantine" lota o auditório Salvador de Ferrante todas as noites. O filme de Woody Allen é, aparentemente, uma comédia que faz sorrir. A peça de Somerseset Maugham é uma comédia que faz o empetelecado público dar sonoras gargalhadas. Entre ambos - o filme e a peça - o único ponto em comum é que tratam de um mesmo tema o casamento ou o relacionamento afetivo/sexual/conjugal. Afora disto, qualquer outra aproximação é total perda de tempo e espaço.

Mansur, o vice

Fumando seu cigarro de palha, em sua simplicidade de homem do Interior, realizado financeiramente mas que ainda está contaminado pela mosca azul do poder, o ex-deputado João Mansur, vem nos últimos dias, mostrando que não é apenas os mineiros que sabem trabalhar em silencio. Homem interiorano, da tranqüilidade cabocla de Irati, Mansur voltou a surgir como um nome forte para a biônica função de vice-governador, ameaçando mesmo o seu sócio e conterrâneo João de Mattos Leão, para muitos, o virtual vice-governador nos próximos 4 anos. xxx

Cenas de um Casamento (II)

Costuma-se dizer nos Estados Unidos que a Califórnia é um "outro" pais e um outro estado... de espirito. Numa das cenas de "Noivo Neurótico, Noiva Nervosa" (cine Rivoli, 4 sessões), o personagem Alvy Singer (Woody Allen) diz ao seu amigo Rob (Tony Roberts) que recusa-se a viver numa cidade (Los Angeles), onde "a grande vantagem cultural é poder dobrar à direita com o sinal vermelho". Mais do que uma piada de efeito apenas regional, a colocação que Allen faz, assim como tantas outras, ajuda a caracterizar neste seu filme intensamente autobiográfico, uma espécie de contradição urbana.

Magnifico Catarinense

O professor Caspar Erich Stemmer, 48 anos, reitor da Universidade de Santa Catarina, passou ontem pela cidade, para encontrar com seu colega, Ocyron Cunha, da UFP, e, juntos, irem a Ponta Grossa, assistir a solenidade de entrega do título de "Doutor Honoris Causas" daquela instituição ao professor Edson Machado Souza, diretor de Assuntos Universitários do MEC. Aproveitou para passar a manhã no gabinete do Reitor, conhecendo vários professores da Universidade Federal do Paraná.

O índio Guairacá

O Dia do Índio, 19 de abril, raramente é lembrado fora das escolas primarias, onde a data é utilizada para ensinar as nações sobre os índios que constam dos currículos, ou em cerimonias oficiais, sem maiores repercussões. Este ano, no entanto, pelo menos em Guarapuava a data será lembrada por toda a população. É que será inaugurada a estatua do cacique Guairacá, chefe índio que habitava as terras que hoje são o terceiro planalto paranaense e que enfrentou os desbravadores espanhóis, no século XVII. xxx

A Semana Musical

MUSICALMENTE, as coisas acontecem inesperadamente; depois de quase três meses sem programas atraentes de repente, o curitibano foi surpreendido com uma série de excelentes opções. Na semana passada houve Beth Carvalho, Originais do Samba, Maria Martha, Burt Bacharach e Egberto Gismonti, este, sem dúvida e favor nenhum, o grande evento artístico da temporada.

Perspectivas da Semana

Uma semana de excelentes opções para o espectador de bom gosto, que exige algo mais do cinema. Woody Allen, o genial e premiado ator-diretor-roteirista; em dose dupla: "Noivo Neurótico, Noiva Nervosa" (Annie Hall), desde ontem no Cine Rivoli, para uma carreira de, no mínimo, dias semanas. No Astor, em sessões à meia noite, Jayme Tavares está reprisando os filmes anteriores de Allen: na semana passada, 810 pessoas superlotaram o cinema de (apenas) 500 lugares para rever "Tudo Que Você Sempre Quis Saber Sobre O Sexo...".

Os cargos & os homens

Definidos, praticamente, os nomes do primeiro escalão para o Paraná - governador, vice e senador biônico - começam as especulações do segundo escalão. E uma monótona sistemática tem início: nomes são lembrados, os futuros (e atuais) donos do poder procuram desmentir e, afinal haverá (algumas) confirmações.

Mulheres belas e elegantes

Quando Somerset Maugham (1874-1966) escreveu "The Constant Wife" tinha 51 anos de idade e já contava, em sua obra, romances do rigor de "Servidão Humana" (on Human Bondage, 1915) e "A Lua e o Tostão" (The Moon and Sixpence, 1919).

O Senhor Embaixador

Alto, simples, o embaixador Hansjorg Kastl, da Republica Federal da Alemanha, difere muito da imagem tradicional dos diplomatas. Em sua comunicabilidade germânica, bastam dois minutos de palestra para estabelecer um clima com o interlocutor, que o coloca à vontade. Todos que estiveram com o diplomata alemão, seja nas visitas oficiais, ou na recepção por ele oferecida, na noite de quinta-feira, no Country Clube, tiveram essa impressão. E foi grande o numero de personalidades da vida publica paranaense, "de A a Z", como dizia o vice-cônsul Karl Newman, ali presentes. xxx

Afinal, a Editora

Afinal está saindo a Editora Universitária com um fundo rotativo de Cr$ 1.200.000,00, que permitirá as primeiras edições, a serem feitas em convênio com o Instituto Nacional do Livro e editoras privadas, reservando a Universidade Federal do Paraná uma Cota de 1.200 exemplares cabendo as 3.800 outras copias a editora privada, para comercialização nacional. xxx

O valentão da madrugada

Uma cena digna dos melhores momentos dos westerns de John Ford (1895-1973) aconteceu na madrugada de ontem, no Bebedouro, Inesperadamente, um homem alto, gordo, grande cabeleira, entrou no botequim e foi esbravejando, para os tranqüilos freqüentadores da casa, que ali estavam curtindo boa musica no violão e tomando seus chopes: -Vai todo mundo apanhar de cinta.

O Lobo e a ilha

Uma virtude ninguém pode negar ao advogado Antônio José Santana Lobo: a sinceridade. Que muitas vezes chega a chocar, tamanho é o impacto que causa. Há algum tempo, numa "roda viva" com um grupo de jornalistas, defendeu a exploração turística da Ilha do Mel, que, em sua opinião, nada oferece para ser preservada: "Em termos de fauna, apenas lagartos; em termos de flora, só macega. Preservar o que?

Álvaro, o pintor

O pintor Álvaro Borges tomou uma importante decisão: deixou definitivamente a publicidade para se dedicar apenas a pintura. Coloca-se, assim, ao lado de Érico da Silva - hoje bilionário, dono de um patrimônio imenso, e de Wilson Andrade e Silva, também em escalada financeira das mais saudáveis, entre os artistas plásticos que acreditando em seu talento, passam a dedicar-se aos pincéis e tintas em tempo integral. xxx

Filme póstumo de Visconti

Quando começou a rodar "O Inocente", numa adaptação livre do romance de Gabriele D'Annunzio, Luchino Visconti (1906-1976) estava gravemente doente. Desde 1972 que problemas de saúde vinham dificultando sua extraordinária capacidade de realização, mas mesmo assim prosseguia com projetos difíceis, sempre amparados em textos vigorosos, como romances de Albert Camus ("O Estrangeiro") ou Thomas Mann ("Morte Em Veneza").

Yvette & a poluição

A professora Yvette Zanello Jakobiski, titular da cadeira de Química Inorgânica da Universidade Federal do Paraná, está, ao lado de seu colega João José Bigarella, entre aquelas idealistas pessoas que não se cansam de clamar, muitas vezes no deserto da insensibilidade contemporânea, contra os riscos que corremos frente a destruição do meio-ambiente. Enquanto Bigarella, incansável e corajoso, luta pela preservação da Serra do Mar e a favor da criação do Parque do Marumbi, Yvette Zanello se preocupa com a poluição dos rios e lagos do Paraná. xxx

O artesanato de dona Apolonia

Numa época em que o chamado "artesanato" promovido oficialmente na feira dominical, na Praça Garibaldi, parece sair de uma linha (medíocre) de montagem, tal a falta de criatividade e originalidade dos que dela participam, é revigorante descobrir que ainda há pessoas que fazem jus ao nome, de artesão. E que, não visando apenas o lucro fácil, mas num trabalho em que unem a tradição, o bom gosto, a habilidade e mesmo uma razoável dose de paciência, conseguem resultados excelentes. xxx

Quem quer bisões poloneses?

O cônsul Piotr Kirpluk, da Polônia, é um dos mais bem humorados e comunicativos diplomatas no Paraná. Antes de 1964 serviu em Porto Alegre e, agora, há pouco mais de um ano, ocupa o Consulado Geral, que tem responsabilidades sobre os Estados do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Dos anos que morou no Sul guardou um entusiasmo pelo mate-chimarrão, a boa música gauchesca - ele mesmo é um razoável executante de sanfona e prepara um churrasco como poucos.

Como vencer na vida a qualquer preço.

Numa recente entrevista ("The New York Times Magazine", 15/1/1978), o ator Richard Dreyfuss, comentando a sua atuação no filme "O Grande Vigarista" (Cinema 1, hoje último dia em exibição) disse que apesar do prêmio que o filme obteve no Festival de Berlim, em 1974, provocou intensa reação junto a colônia israelita em Montreal. Um dos mais violentos artigos publicados num jornal idish, no Canadá, chegava a perguntar: "É Richard Dreyfuss realmente Duddy Kravitz?

Memórias do Lustosa

É tão pobre a bibliografia paranaense no que concerne a livros de memórias, que todas as tentativas feitas devem ser saudadas com entusiasmo. Pela sua própria característica, um livro de memórias deve ser apreciado como um depoimento, o documento de uma época e de uma pessoa - sem maiores pretensões literárias ou mesmo históricas. E é justamente isso que faz o guarapuavano Antonio Lustosa de Oliveira, 77 anos - a serem completados no próximo dia 7 de junho. xxx
© 1996-2016. tabloide digital - 35 anos de jornalismo sob a ótica de Aramis Millarch - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Altermedia.com.br