Login do usuário

Aramis
Conteúdo sindicalizado RSS Estúdio Eldorado

Estúdio Eldorado

Clássicos da Eldorado

O Estúdio Eldorado é uma etiqueta que tem dado a maior força à música erudita brasileira. Pioneiramente, lançou CDs, com o pianista João Carlos Martins interpretando "Cravo bem temperado", de Bach, e de seu catálogo constam já uma dezena de títulos dos mais expressivos. A estes vem se acrescentar agora um elepê da Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional de Brasília, regida pelo maestro Cláudio Santoro.

Angela Ro-Ro volta cantando a paixão.

Com um repertório diversificado e, sobretudo, bom marketing, Simone tem seu habitual disco de final de ano disputando o ranking dos mais vendidos, enquanto Beth Carvalho, num brasileiríssimo álbum com os melhores sambas marca sua estréia pela Polygram - após anos na antiga RCA (hoje BMG/Ariola). Outra vozes femininas também estão na praça procurando espaços específicos. A começar por Angela Ro Ro, que após um interrupção de três anos volta ao disco (Estúdio Eldorado), com sua voz marcante, sofrida, blusística (se não existe, aqui fica o neologismo), como sempre num trabalho apaixonado.

Do passado e de agora, o jazz de melhor qualidade

Mais uma esplêndida fornada do melhor jazz para que ninguém que se interesse pelo gênero deixe de ter oportunidade de conhecer momentos iluminados - passados e recentes. Como sempre, a CBS é quem mantém a liderança - em que pese o belo trabalho que Léo de Barros faz pela Polygram e a diversificada linha de lançamentos da WEA - sem contar o catálogo da Imagem.

Zé une-se a Al e tocará pelo mundo

José Renato, compositor, cantor e violonista em escalada internacional, aproveitou uma breve interrupção em seu calendário de muitas viagens para vir a Curitiba, tratar de alguns assuntos familiares, ligados ao inventário de seu pai, o jornalista Simão de Montalverne, falecido há poucos meses. Embora carioca de nascimento, Zé Renato morou muitos anos em Curitiba, pois seu pai aqui chegou em 1966, como chefe da sucursal do então oposicionista e forte "Correio da Manhã". Foi aqui que Zé desenvolveu suas primeiras composições, tendo em Heitor Valente um primeiro parceiro.

Texaco patrocina OCB que grava agora Astor e Tom

Antes de embarcar para os Estados Unidos, dentro de dez dias, o maestro Norton Morozowicz deixa gravado o oitavo elepê da Orquestra de Câmara de Blumenau. Desde segunda-feira, 30, seu amigo Frank Justo Teatro Castro Alves, de Blumenau, gravando com a Orquestra de Câmara, num repertório em que Norton, com inteligência e sensibilidade, soube unir dois dos compositores mais importantes da América do Sul: Antônio Carlos Jobim e Astor Piazolla.

Dos brasileiros, Bach e sinfonias de Tchaikovsky

Maurício Quadrio, produtor de projetos especiais e a quem se deve o que de melhor se tem editado, na área erudita e jazz no Brasil, defende a tese de que sempre que é possível fazer um elepê de música clássica no Brasil deve se procurar registrar nossos autores.

Na flauta de Odette Dias as belas sonatas de Bach

Enquanto o curitibano Norton Morozowicz, ex-primeiro flautista da Sinfônica Brasileira, hoje regente da Orquestra de Câmara de Blumenau, faz sua excursão pelos Estados Unidos, outra grande flautista brasileira, Odette Ernest Dias, de Brasília, acaba de gravar um álbum duplo com as Sonatas de Bach.

O sax como nos tempos dourados

A temporada jazzística continua em alta. Como se não bastassem as básicas coleções da Atlantic (nove volumes de jazz; sete álbuns duplos de Rhythm & Blues) e os periódicos lançamentos da CBS - em termos históricos - temos mais quatro magníficos álbuns para quem aprecia o saxofone, sem dúvida um dos instrumentos mais ricos em suas potencialidades de harmonia e improviso.

O novo rock da velha Ilha

Sem dúvida que a decisão foi demoradamente pensada. Os números devem ter influído. Assim o Estudio Eldorado, criado para editar basicamente música brasileira, especialmente projetos culturalmente bem definidos e para tanto sua direção foi entregue a Aloisio Falcão, experiente publicitário pernambucano que foi o grande produtor do selo Marcos Pereira (1930-1980).
© 1996-2016. tabloide digital - 35 anos de jornalismo sob a ótica de Aramis Millarch - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Altermedia.com.br