Login do usuário

Aramis
Conteúdo sindicalizado RSS Bossa Nova

Bossa Nova

João e Nana, a performance de nossos grandes cantores

A montagem de discos com fonogramas de diferentes fontes - seja de artistas e estilos diversos, seja, de uma mesma tendência, estilo e gênero - tornou-se, nos últimos tempos, uma das formas mais lucrativas das gravadoras oferecerem novidades sem terem que fazer investimentos. Afinal, basta no máximo uma remixagem técnica nas fitas originais, a criação de uma capa e, principalmente, uma seleção do material que dispõe para ter condições de editar produtos isolados ou em forma de coleção.

Luisinho e sua arte para os pianistas paranaenses

Apesar do frio de segunda-feira, quem esteve no auditório da Reitoria assistiu um belo espetáculo: "Kamaiurá". Apresentando uma cantora de extremo vigor, belíssima voz e grande criatividade, a gaúcha Maria Rita Stumpf, esta produção inaugurou também as atividades da mais nova agência artística da cidade - é a Solany, de Gersinho Bientinez e Soliany Rodrigues, teve um sentido afetivo muito grande aos que amam o Brasil, Luisinho Eça, 53 anos, que nos últimos meses esteve gravemente doente.

Odete não conta tudo mas George conta tudo sobre vida de Proust

Cada vez mais enriquece-se a área de biografia e memorialismo no Brasil. É salutar observar que livros com biografias (e autobiografias), sejam obras de maiores pretensões ou mesmo depoimentos mais particulares (e, muitas vezes pouco reveladores) vem encontrando uma ampla faixa de leitores. Só assim é possível se conhecer melhor figuras, fatos e acontecimentos do passado do ponto de vista de quem deles participou, seja através de relatos pessoais ou uma arqueologia histórica desenvolvida por biógrafos.

Gabriela, 14 anos, traz a Bossa Nova com juventude

Há algumas semanas, quando gravamos um longo depoimento com o compositor e, sobretudo, produtor Roberto Menescal, também excelente violonista - e que veio a Curitiba acompanhando Leila Pinheiro - o autor de "Barquinho" falou, com entusiasmo, da mais jovem cantora que havia produzido: Gabriela. Ex-integrante de um conjunto infantil, voz apuradíssima, esta menininha de 15 anos incompletos, surge agora como uma das melhores promessas vocais para 1990.

A visão social da música brasileira

Há 24 anos, quando ainda existia a euforia da música popular brasileira, e especialmente a Bossa Nova ter vencido nos Estados Unidos, José Ramos Tinhorão propôs uma reflexão em "Música Popular - Um Tema em Debate" (Editora Saga, 1966, reeditado pela JCM, 1969, esgotado). Mas seria três anos depois com "O Samba Agora Vai... A Farsa da Música no Exterior" (JCM Editores, também esgotado), que Tinhorão provocaria maiores iras.

Stelinha e Gaya, um espaço para recordar o grande amor

Stelinha Egg tem estado muito ocupada nas últimas semanas. Em sua residência, na ampla sala de visitas e biblioteca, espalham-se recortes de jornais, partituras, fotos, discos e objetos que marcaram a sua longa carreira artística e, especialmente, os 42 anos de um dos mais felizes casamentos do mundo artístico - em termos profissionais e pessoais - com o inesquecível pianista, compositor, arranjador Lindolfo Gaya (Itararé, 06/05/1921 - Curitiba, 17/09/1987).

Maria Rita, o canto que o Brasil precisa ouvir

Cada vez que a Dell'Art traz a Curitiba um grande espetáculo como a Orquestra Filarmônica de Moscou - último domingo, no Guaíra, nos bastidores, eletricamente eficiente, está uma jovem capaz de resolver qualquer problema de última hora. Ela é Maria Rita Stumpf, gaúcha de São Francisco de Paula, 33 anos, que hoje é, com razão, o braço direito de Miriam Dauelsberg. Só que por trás da coordenadora geral de produção que há mais de 5 anos trabalha com a Dell'Art, está um dos grandes - e até agora imerecidamente, desconhecidos - talentos da música brasileira.

A lambada na tela para o subdesenvolvido consumir

É lamentável que J. Ramos Tinhorão, o mais contundente dos sociólogos-críticos-pesquisadores de nossa cultura (dita) popular, não esteja com sua metralhadora giratória na imprensa nacional. Afinal, Tinhorão (José Ramos), 62 anos, a partir de 1951 na imprensa, sempre se caracterizou pela defesa intransigente do que entende por valores brasileiros - é um crítico feroz de modismos, marketings e jogadas internacionais disfarçadas como cultura. Nem a Bossa Nova escapou de seu olhar crítico, pois a partir de "O Samba Agora Vai...

Menescal, o homem da Bossa Nova, no Paiol

Há pouco mais de um ano, quando Nara Leão já se encontrava gravemente doente, a Fundação Cultural de Curitiba/Secretaria Municipal da Cultura, irresponsavelmente andou anunciando aos quatro ventos que a querida cantora aqui viria fazer uma temporada no Paiol. Nara surpreendeu-se quando soube do uso que estavam fazendo de seu nome pois, na época, já havia cancelado qualquer apresentação - embora convites não lhe faltassem. xxx

Catálogo já oferece 1.600 boas ofertas

O catálogo da Microservice - Microfilmagem e Reproduções Técnicas (Rua Jacofer, 479, São Paulo) apontava, em meados de abril, exatamente 1.482 gravações CDs existentes para 18 etiquetas que operam no Brasil.
© 1996-2016. tabloide digital - 35 anos de jornalismo sob a ótica de Aramis Millarch - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Altermedia.com.br