Login do usuário

Aramis
Conteúdo sindicalizado RSS Fundação Cultural de Curitiba

Fundação Cultural de Curitiba

Modestos, simples, mas referenciais históricos

A maioria dos "Boletins" da Casa Romário Martins estão esgotados. Os que restam são vendidos exclusivamente na Livraria Dario Velloso e na própria Diretoria do Patrimônio Cultural (Rua 13 de Maio, fone 223-2733) ou nas unidades a ela subordinadas. Entre os 98 números publicados há os mais diferentes assuntos - embora sempre ligados a Curitiba. Pode-se, inclusive, discutir a oportunidade e importância de alguns deles -, e, com sinceridade, a própria Maí Mendonça, reconhece que nem sempre a escolha dos assuntos (e autores) "foi a mais adequada".

Artigo em 15.04.1992

"O objetivo é concentrar, nesta primeira etapa, os investimentos numa área específica - no caso, o teatro, para obtermos resultados mais concretos". Com esta explicação, o governador Roberto Requião descartou parte da reclamações em relação a uma pulverização dos recursos do Pipa - Programa de Incentivo Artístico, também para o cinema e música. xxx

8 meses com muito dinheiro para "festival" da cultura

Curitiba terá nos próximos 8 meses - encerrando a administração Jaime Lerner - uma "época de ouro" em termos de evento artístico-culturais-promocionais.

Afinal, o Paraná tem agora o grande dicionário histórico

Na noite de segunda-feira, 13, ao encontrar-se com a Secretária Gilda Poli, da Cultura, no jantar em que o governador Roberto Requião comemorou no Palácio Iguaçu o lançamento do Projeto Pipa programa de Incentivo à produção Artística, o advogado Luis Roberto Nogueira Soares, deu mais uma prova de sua [modéstia] e paranismo: falando a Professora que ocupa hoje a pasta da qual ele foi o primeiro titular, lhe disse que a Secretária poderia ainda nesta administração - fazer uma segunda edição, "revista e naturalmente ampliada", de uma obra que ainda não teve lançamento oficial: "Dicionário Hist

Novamente circuito da FUCUCU desrespeita os espectadores

Tradicionalmente, os fins de semana - especialmente os domingos - se constituem em datas próprias para quem não dispõe de tempo de segunda a sexta-feira [para], poder assistir aos bons filmes em exibição. Especialmente, quando num feriadão, quem fica em Curitiba tem poucas opções de lazer cultural. Infelizmente, mais uma vez a paquidérmica Fundação Cultural de Curitiba - que custa hoje ao redor de US$ 500 mil por mês aos contribuintes municipais - prejudicou os cinéfilos da cidade.

Plácido Domingo graças ao Banco Real estará no Paiol

Quando Paulo Wendt (1914-1967), nome que ficou dentro da vida noturna de Curitiba como dono de uma rede de boites e restaurantes a partir da Marrocos, na Praça Carlos Gomes (*), [preocupado] em melhorar sua imagem atingida por acusações de favorecer o lenocínio classe "a" decidiu não apenas restringir as suas sofisticadas casas noturnas (que incluíam além da "Marrocos", "Tropical", "Cadiz" durante algum tempo e outros) os bons shows que bancava na Curitiba dos [anos] 50 (**), não teve dúvidas: investiu alguns milhões para uma tempestade de óperas e operetas, com nomes nacionais, que po

Um filme sobre Samuel Wainer e a Initial que traz cult-movies

A vida de Samuel Wainer (1912-1980), por ele contada num dos melhores best-sellers dos últimos anos ("Minha Razão de Viver", editora Record, 1988) já tem um pré-roteiro definido e o mais certo dos diretores para levá-lo ao cinema: seu filho caçula, Bruno, 31 anos.

Uma academia de MPB para Curitiba (que Herminio e Joel idealizaram)

Dentro de alguns dias, com muita pompa e, principalmente, marketing promocional, o prefeito Jaime Lerner estará anunciando uma nova unidade cultural a ser implantada em Curitiba: uma espécie de academia de música popular. Para garantir repercussão à iniciativa já foi contratada uma competente jornalista com trânsito nacional e, possivelmente, uma revoada de artistas ligados à MPB estará na cidade.

"Canja de Viola", o bom exemplo de Paquito na cultura popular

Dentro da paquidérmica e onerosa FUCUCU, um exemplo de profissional que discretamente, sem maior apoio, vem realizando um trabalho realmente significativo em termos de cultura comunitária é Paquito (Francisco) Modesto, 45 anos, nascido no Algarve mas curitibano de adoção e paixão há quatro décadas.

Os sambas-de-enredo que poucos sabem cantar em nosso Carnaval

Com humor, criatividade e amor que tem pela cidade, Hélio Leites, 40 anos, há quase dois meses já comunicava ao Sr. Nelson Santos, presidente da comissão executiva do Carnaval de Curitiba, que, pela segunda vez, a mais alternativa das agremiações momescas de Curitiba - a Ex-cola de Samba "Unidos do Botão" (com "ex" mesmo) sairia uma semana antes do Carnaval para um minimalista desfile pela Boca Maldita, apresentando seu samba-de-enredo e os sete mini-carros confeccionados por seus 21 integrantes.
© 1996-2016. tabloide digital - 35 anos de jornalismo sob a ótica de Aramis Millarch - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Altermedia.com.br